conecte-se conosco


VOCÊ NO ES1

De encher os olhos e o coração: gabrielense Drikah Taufer cria sua própria loja virtual de artesanatos. Conheça o Ateliê 48 Decor!

A loja nasceu em meio à pandemia, pouco tempo depois de Drikah perder o seu emprego como vendedora

Publicado em

Drikah trabalhava como vendedora em uma loja da cidade, e devido a pandemia, acabou perdendo seu emprego e foi a partir de então que a história do Ateliê 48 Decor começou a ganhar forma. Foto: Renata Izoton

Muitas empresas e pequenos negócios fecharam as portas nos últimos meses devido a pandemia da COVID-19, mas, em contrapartida, há quem esteja fazendo sua estreia em meio a toda essa crise. Foi o que aconteceu com a artesã gabrielense de 22 anos, Adriedina Taufer de Assis, Drikah Taufer, como é popularmente conhecida.

Drikah trabalhava como vendedora em uma loja da cidade, e devido a pandemia, acabou perdendo seu emprego e foi a partir de então que a história do Ateliê 48 Decor começou a ganhar forma. Em pouco tempo, o projeto tem conquistado seu espaço e se tornado cada vez mais conhecido nas redes sociais.

“A loja virtual nasceu em meio à pandemia, e pouco tempo depois de eu perder o emprego, pela mesma causa. Eu sei que, mesmo que ainda esteja no começo, eu já conquistei muita coisa e agradeço a Deus, a todas as pessoas próximas e aos clientes que acreditaram em mim”, contou a artesã.

≈ Como tudo começou ≈

Em seu Instagram (@casa48m2), Drikah ensinava o passo a passo da decoração dos cômodos de sua casa e com o passar do tempo, a gabrielense foi ganhando público e recebendo muitos feedbacks de suas publicações, com pedidos de compras de algumas das peças que ela fazia para sua casa e foi então que o @casa48m2 se tornou uma marca e deu origem ao Ateliê 48 Decor (@atelie48decor), uma loja virtual no Instagram com linhas diferenciadas.

“Antes da loja surgir na minha vida eu estava preparando o quarto de solteiro da minha casa para ser um estúdio de maquiagem, pois eu também sou maquiadora, mas me vi em outro momento da minha vida onde a ‘make’ já não me enchia tanto os olhos e o artesanato fazia meu coração bater mais forte então adaptei o que eu havia feito para trabalhar produzindo minhas peças”, afirmou.

“Atualmente trabalho somente com a loja virtual e conto com 4 linhas: a ecológica, a de pinus, a de organização e macramê. Estou aos poucos projetando novas linhas que ainda não lancei como a skincare, com produtos naturais (argila) e também com objetos de decoração que não sejam feitos só em madeira. Muitas das peças que vendo são para pessoas de São Gabriel da Palha, o que confesso ser maravilhoso, pois no começo eu achei que seria ao contrário, que venderia mais para outras cidades e estados, eu não esperava que o povo da minha cidade iria abraçar o meu trabalho e isso foi uma linda surpresa”, completou a profissional.

leia também:  Atleta valeriense é confirmada para disputar a Meia Maratona da Fronteira ES x MG

≈ Peças diferenciadas e produzidas de acordo com o gosto de cada cliente ≈

A jovem de 22 anos afirma que são diversos os tipos de produtos que podem ser encontrados no ateliê, sendo eles também, uma ótima opção para presentear alguém que se gosta.

“Na maioria das peças do ateliê eu trabalho com coisas artesanais, tenho peças em madeira que servem para enfeite e podem ser usadas na cozinha, quarto e sala, são peças como bandejas, cactos em madeira e objetos para parede. Alguns eu vendo cru e outros eu faço trabalho de pintura em cima. Tenho também os produtos ecológicos como a escova de dente de bambu, as hastes flexíveis de bambu (cotonete), o kit de talheres reutilizáveis, as ecopads e uma linha de organização que conta com etiquetas DYMO, que é uma etiquetadora manual e outro modelo de cartela, que são ótimas para organizar potinhos de mantimentos e temperos na cozinha ou organizar qualquer área de casa!”, disse.

“Outro produto são as peças de macramê, feitas em linhas especiais que se transformam em suportes de plantas e painéis de parede para decoração. E por último, eu faço pôsteres pintados à mão para as pessoas que amam plantinhas, se usam eles em quadros ou sozinhos colados na parede”, diz Drikah.


≈ Os mais vendidos ≈

“Os produtos que eu mais vendo são as peças em pinus e as escovas de bambu. São produtos muito procurados aqui no ateliê. As peças de pinus por se adaptarem aos vários ambientes e completarem a decoração, e as escovas pela causa ambiental, mas também por pessoas que prezam pela beleza até nos mínimos detalhes”, disse a profissional.

leia também:  Dia do Carteiro: atuando há 18 anos nos Correios de Vila Valério, funcionário fala dos desafios e das conquistas na profissão

≈ Ter um diferencial, traz resultados ≈

“Penso que meu diferencial está na experiência do meu cliente no perfil do Instagram com as peças aplicadas no dia a dia, no trabalho manual, vindo de artesãos, pois não sou eu que faço todas as peças que vendo, e com isso eu também dou oportunidade para outros trabalhadores manuais. É bacana disponibilizar produtos diferenciados que normalmente as pessoas da nossa cidade não encontram por aqui e também na minha linha ecológica que além de toda a causa, traz beleza para objetos que antes não tinham tanta importância, como por exemplo, a escova de dente de bambu que tem um design super minimalista e diferente”, ponderou.

Foto: Renata Izoton

“Tento sempre entregar o melhor para quem acredita no meu trabalho. Quando se trata de um trabalho manual de um artesão nós fazemos com muito mais amor e valorizamos cada cliente de forma única, e esse diferencial está desde o processo de fazer uma peça até na hora de embalar. A pessoa que compra comigo não recebe uma encomenda e sim um pacote de amor e de trabalho dedicado”, disse.

“Para encerrar eu gostaria de dizer que a loja ainda é nova na internet, hoje estou com 855 seguidores e tudo vai sendo feito devagar, minha experiência trabalhando com o Instagram da casa, me ajudou a alavancar o insta da loja mais rápido, mas ainda existe um caminho longo a se percorrer. Quero muito um dia viver somente disso”, finalizou a gabrielense.

Para quem ficou curioso e deseja conhecer mais um pouco do trabalho da gabrielense, basta acessar o Instagram (@atelie48decor clicando aqui) e conferir os detalhes.

Fonte: Editora Hoje

Fotos: Arquivo Pessoal

VOCÊ NO ES1

Atleta valeriense é confirmada para disputar a Meia Maratona da Fronteira ES x MG

Considerada como a nova promessa das corridas e dona de títulos cobiçados, a valeriense Gilnara Gomes, quer aumentar sua galeria de prêmios. Depois de muito treino, a atleta foi confirmada para disputar a Meia Maratona da Fronteira Espírito Santo x Minas Gerais, no dia 23 de maio.

A largada está marcada para acontecer às 7 horas, no município de Barra de São Francisco com chegada em Mantena.
Gilnara conta que sempre foi amante do esporte e que correr significa estar livre, em conexão com o mundo. “Correr é uma das coisas mais importantes para mim, é um momento em que me sinto em paz, algo que faz bem para a alma”, conta Gilnara.

Expectativa para o dia da prova

“Será uma prova desafiadora, venho desde ano passado com planos para minha primeira meia maratona. O organizador do evento, Toninho Maratonista, tem planejado a maratona da melhor forma possível e ela terá o limite de 250 atletas, com o percurso de 5 km e 21 km. No regulamento, todos os participantes deverão usar máscara e saída com intervalo de 2 minutos para cada pelotão”, explica a atleta.

leia também:  Atleta valeriense é confirmada para disputar a Meia Maratona da Fronteira ES x MG

“Quando você tem uma meta, o que aparece de um obstáculo como a pandemia, passa a ser uma etapa de um de seus planos. Venho seguindo treinando mais pesado, mesmo sem condições para ter um personal, mas com minha Equipe ECO Saúde, com os devidos cuidados e objetivos elevados, decidi não parar até eu chegar onde almejo”, conta Gilnara.

Sonhos e Metas

“A corrida é um esporte ainda pouco conhecido em nossa região, posso dizer que hoje, um dos maiores sonhos que tenho é que esse esporte seja reconhecido e que ganhe novos adeptos”, falou a atleta.

“Quando decidi fazer minha meia maratona, logo surgiu o apoio da LVL Forros PVC, que desde o início vem acreditando em mim, assim como o Portal ES1.com.br e jornal Hoje Notícias, que noticiam a corrida de rua. Esse apoio me torna mais forte e me motiva a treinar pesado e fazer o melhor que eu puder. Meu objetivo é minha prova e poder voltar com a vitória, mas guardando sempre em minha mente que o vencedor nem sempre ganha o troféu, mas sim atravessa a linha de chegada”, concluiu Gilnara.

leia também:  Dia do Carteiro: atuando há 18 anos nos Correios de Vila Valério, funcionário fala dos desafios e das conquistas na profissão

Fonte: Editora Hoje

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma