conecte-se conosco


Alessandra Piassarollo - ES1.com.br

Você tem um superpoder chamado DECISÃO

Publicado em

Você tem em suas mãos um superpoder esplêndido, que pode mudar sua vida e a forma como você se relaciona com ela. Funciona assim:

Você pode optar por continuar chorando suas mágoas e desventuras do passado. Mas pode decidir-se por curar cada uma de suas feridas e superar esses traumas, com um pouco de amor próprio e uma boa dose de perdão.

Pode continuar se escondendo atrás do medo que te impede de seguir adiante. Ou pode decidir fazer tudo o que sempre quis e nunca teve coragem, e ir com medo mesmo, porque medo não é gesso e você não nasceu para ficar imobilizado.

Você pode deixar que te digam o que é certo ou errado, o que é melhor, menos ruim ou pior para sua vida. Pode sim. Mas também pode dizer que tem total direito sobre suas escolhas porque sua vida é propriedade privada e quem a comanda é você, e deixar isso bem claro.

Pode deixar que riam de ti, dizendo que seus planos são audaciosos demais, muita areia para o seu caminhão. Mas você tem a possibilidade de dizer que não tem pressa e que não pôs limites à quantidade de viagens que pretende dar. Você pode decidir por demostrar fé em si, ao invés de fazer coro com os que não te consideram capaz.

leia também:  “Pensamentos são lugares. Escolha onde você quer estar”

E permitir que as pessoas te afetem, te desanimem, tirem sua esperança. Você pode servir de tapete ou deixar sua vida ser esmiuçada à sua frente, em conversas maldosas por pessoas que não te consideram tanto como você pensou que consideravam. Mas você também tem o poder de romper com todas as relações que não te respeitem como pessoa, e não te valorizem da forma como você merece.

Mas nunca, jamais, em tempo algum se esqueça de que você detém um poder maravilhoso e determinante, chamado DECISÃO.

Com ele você poderá derrotar todos os vilões que te assombram e te impedem de encontrar um bom lugar no mundo, o lugar que é seu por direito. Também não precisará viver sob a sombra do fracasso e da apatia. Terá domínio sobre seus atos e poderá superar as emboscadas dessa vida, sobretudo as que te impedem de reconhecer o seu próprio valor.

É hora de romper todas as interferências negativas sobre você, sobre seu comportamento, o seu jeito de ser.

leia também:  Assim caminha a humanidade: com muita exposição e pouca privacidade

Ninguém te conhece melhor que você mesmo, nem sabe dimensionar o potencial que está guardado em você. Decida quem você quer ser, onde quer chegar e a forma como pretende ir até lá.  Essas decisões são particulares e têm força para romper as amarras que te limitam.

Use o poder da DECISÃO com sabedoria e ele te levará “ao infinito e além”, numa viagem incrível e sem volta, que certamente será a melhor entre todas as viagens da sua vida.

 

Alessandra Piassarollo

Administradora e Escritora

Alessandra Piassarollo
Administradora e Escritora

Alessandra Piassarollo - ES1.com.br

E se eu me for agora, terei amado o suficiente?

Soube da notícia de que um conhecido havia partido dessa vida. De repente, surpreendentemente, sem nenhum tipo de aviso prévio, como a morte costuma fazer.

Fiquei imaginando se as coisas seriam diferentes na vida dele, se ele soubesse que partiria em breve. Imaginei se as coisas seriam diferentes na minha vida, e na vida de todos nós; se não deveríamos estar mais atentos ao fato de que a vida vai terminar para nós também.

Será que temos amado em quantidade suficiente? Será que temos feito o nosso melhor e aproveitado a companhia das outras pessoas? Ou partiremos deixando para trás aquela sensação de que deveríamos ter feito tudo de forma diferente?

Muito provavelmente a resposta é a de que não estamos vivendo da melhor forma possível. Poderíamos estar vivendo com prazer e com mais qualidade. Poderíamos estar pondo freios em nossa preocupação exagerada e nessa vontade de partir pra briga, contra tudo e contra todos, que temos sentido.

Deveríamos refrear nosso velho hábito de deixar coisas importantes para depois, simplesmente porque não temos nenhuma garantia de que o depois virá. E parar de alegar falta de tempo, principalmente se ele estiver sendo mal gasto.

leia também:  Assim caminha a humanidade: com muita exposição e pouca privacidade

Aprender a não guardar roupa, calçados e louças para ocasiões especiais. O momento especial é agora, porque ele nos garante vida para desfrutá-lo. Poderíamos parar de economizar o que temos de bom dentro de nós. E não deixar a vida, os amores e os sonhos pra depois. Eles não precisam ficar tanto tempo na sala de espera.

Tampouco podemos desperdiçar o tempo de agora, porque ele é precioso demais para isso. O ontem não regressará e talvez o amanhã não chegue até nós.

Engana-se quem pensa que essas verdades exigem pensamentos negativos. Mas é preciso que fiquemos em estado de alerta e deixemos despertar em nós um desejo irrepreensível de amarmos a vida e tudo o que ela nos oferece.

Que o prazo de validade determinado que nos foi imposto desperte em nós o desejo de diminuir os conflitos e de ter mais sossego interior. Busquemos a sensação reconfortante de ter nossas almas desfrutando de afeto e de tranquilidade; que saibamos reassumir o controle da nossa vida, sem sermos marionetes para o teatro sentimental de ninguém.

leia também:  Você só vive uma vez. Faça valer a pena!

Não queiramos que as circunstâncias da vida tragam-nos arrependimentos por não termos sabido conduzir nossos dias. Amemos o máximo possível: A nós mesmos e às outras pessoas. Tenhamos apreço por quem somos e respeito por quem fomos. Planejemos o futuro de forma que possamos aproveitar bem todas as oportunidades que vierem, enquanto vierem.

Andemos de cabeça erguida, sem culpas desnecessárias. Esforcemo-nos para encarar todos os fatos com leveza e com a certeza de que existe uma lição a ser aprendida em cada acontecimento.

Desfrutemos da vida com a coerência de quem sabe que um dia ela terminará. E torçamos para que o acaso não se canse de nos proteger, caso continuemos a andar tão distraídos.

Alessandra Piassarollo
Administradora e Escritora

 

Visualizar
error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2