conecte-se conosco


Saúde

Vila Valério continua sem registrar novos casos suspeitos ou confirmados de COVID-19 – 13/05

Publicado em

A Secretaria de Saúde de Vila Valério, informou nesta quarta-feira,13, que não foram registrados novos casos confirmados ou suspeitos de COVID-19 no município. A prevenção de toda a população deve continuar para que os números não subam.

COVID-19 – BOLETIM 13/05

42 casos descartados

2 casos suspeitos

11 casos confirmados

9 pacientes curados

 

Como prevenir

Até o momento não há um tratamento específico para a doença, que é transmitida por gotículas de saliva e catarro que se espalham pelo ambiente. Por isso, é fundamental manter alguns cuidados com a higiene pessoal que também valem para afastar o risco de gripe e outras tantas doenças respiratórias.

– Lavar as mãos frequentemente por pelo menos 20 segundos com água e sabão;

– Utilizar antisséptico de mãos à base de álcool para higienização;

– Cobrir com a parte interna do cotovelo a boca e o nariz ao tossir ou espirrar;

– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

leia também:  COVID-19: Águia Branca tem 36 casos ativos e 75 pacientes já estão curados – 10/07

– Não compartilhar objetos de uso pessoal;

– Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado.

Fonte: Editora Hoje/SESA

Saúde

Ato no Rio lembra Dia de Luta contra a Aids e faz testes de HIV


Ato a ser realizado hoje (1º), às 14h, na Cinelândia, centro do Rio de Janeiro, vai lembrar o Dia Mundial de Luta contra a Aids, instituído em 1988 pela Organização Mundial de Saúde (OMS)

 O Grupo pela Vidda-RJ, que organiza o movimento, fará a distribuição de máscaras de proteção individual para a população de rua e prestará orientações sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), HIV/Aids e covid-19, além de realizar testagem rápida de HIV com fluido oral e distribuição de autoteste do HIV.

O coordenador-geral do Grupo, Márcio Villard, destaca que é preciso enfrentar a estigmatização das pessoas que vivem com o HIV, para garantir que tenham acesso à saúde e à cidadania.

“Que não tenhamos mais o estigma e discriminação, que não haja sentença de morte, e, sim, sentença de vida, que é o que acreditamos para todos, não só hoje, mas todos os dias”, afirma.

O Brasil enfrenta a epidemia de Aids há 40 anos e, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde, 920 mil pessoas vivem com HIV no país. O ministério estima que 89% desses casos foram diagnosticados e 77% deles já estão em tratamento com antirretrovirais. Entre os que estão em tratamento com esses medicamentos, 94% já não transmitem mais o HIV, por terem carga viral indetectável.

leia também:  Coçar os olhos em excesso pode causar danos à visão

“Que hoje, mesmo durante a pandemia, a gente se lembre e lute contra essa epidemia que ainda é tão cara e contra a qual precisamos lutar todos os dias”, disse Villard.
 

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Saúde

Visualizar

MAIS LIDAS

error: O conteúdo está protegido !!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma