conecte-se conosco


Estado

Videoatendimento disponível para os clientes da Cesan

Publicado em


Com foco na satisfação dos clientes, a Cesan iniciou, nessa segunda-feira (10), o atendimento por vídeo. Neste momento, o serviço está disponível para órgãos públicos, condomínios e empresas com consumo de água igual ou superior a 270 mil litros/mês, que fazem parte do segmento de grandes consumidores da companhia.

O recurso tecnológico proporciona benefícios como o recebimento de documentos on-line, que são analisados em tempo real pelos atendentes, conferindo mais agilidade e eficiência ao atendimento. É preciso agendar o contato pelo site www.cesan.com.br . Antes, porém, o solicitante deve consultar os documentos que precisa ter em mãos, eles variam de acordo com o serviço a ser solicitado.

O gerente Comercial da Cesan, Leandro Rezende, falou sobre as mudanças que têm sido implementadas para estreitar e fortalecer o relacionamento entre os clientes e a companhia. “O nosso objetivo é atender as pessoas de forma humanizada e, num cenário de distanciamento social, o videoatendimento é uma ferramenta que permite interação simultânea e dá um rosto à empresa. É o modelo que mais se aproxima do contato presencial,” esclareceu.

leia também:  Webinários de Práticas Exitosas do Tempo Integral estão disponíveis no canal da Sedu no YouTube

Para solucionar as questões relacionadas ao deslocamento, que deve ser evitado em meio à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), e as mais diversas demandas do mercado, a Cesan tem intensificado sua atuação nos meios digitais. Nos último mês de abril, a empresa iniciou atendimento nas mídias sociais por meio do Facebook, na página @poupeagua e, nos próximos meses, a empresa vai atender também pelo Twitter, Whatsapp e Telegram.

Os demais canais de atendimento da Cesan continuam disponíveis:

Agência Virtual: No site www.cesan.com.br.

Telefone 115: A chamada é gratuita e o serviço fica disponível 24 horas, todos os dias da semana. Para o litoral de Aracruz o telefone é o 0800 095 2305. Para a cidade de Bom Jesus do Norte, os municípios que não são atendidos pela Cesan e as ligações de fora do Espírito Santo o atendimento é feito pelo número (27) 3422 0115.

Agências de Atendimento ao Cliente Cesan: Confira os endereços.

Em função da pandemia da Covid-19 deve-se observar o Mapa de Risco vigente e o agendamento deve ser feito com antecedência pelo telefone 115. Evite sair de casa, mas se tiver que sair use máscara, leve seu álcool 70% e observe os horários de funcionamento. Estamos cumprindo as determinações do Governo do Espírito Santo e da Prefeitura da sua cidade.

leia também:  Governo do Estado dobra o número de municípios beneficiados pelo programa Qualificar ES

Informações à Imprensa:
Coordenadoria de Comunicação Empresarial Cesan
Desiery Marchini / Charley Fernandes
(27) 2127-5073
[email protected]

Fonte: Governo ES

Estado

Governador sanciona lei que reduz ICMS do arroz e feijão no Espírito Santo


O governador do Estado, Renato Casagrande, sancionou a Lei nº 11.473, que isenta a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o arroz e feijão no Estado do Espírito Santo. A nova lei foi publicada na edição desta segunda-feira (29) do Diário Oficial do Estado e já entrou em vigor. Pelo texto, a alíquota anterior para esses produtos era de 7% e agora está zerada.

“A elevação do preço dos itens da cesta básica, como o arroz e feijão – tão consumidos pelos brasileiros – afetou a todos, principalmente, aqueles que mais necessitam. Com a redução do ICMS, espera-se que o preço ao consumidor seja reduzido, tornando a cesta básica mais barata. Essa ação se soma a outras que estamos adotando diante do atual contexto de insegurança alimentar, como a prorrogação do Cartão ES Solidário por mais dois meses, beneficiando cerca de 87 mil famílias capixabas”, afirmou o governador Casagrande.

O secretário de Estado da Fazenda, Marcelo Altoé, destacou a importância da isenção das alíquotas, sobretudo num momento em que grande parte da população passa por dificuldades econômicas. “Esperamos que a redução do ICMS resulte na queda do preço do arroz e do feijão para o consumidor final. Sabemos que esses dois produtos são essenciais para a população e em tempos de inflação e alta no preço da cesta básica, tenho certeza que essa medida ajudará muita gente”, disse.

leia também:  Vinte anos do Estatuto da Cidade: IJSN recebe especialista internacional em seminário

De acordo com Altoé, a renúncia fiscal será de aproximadamente R$ 40 milhões por ano, contudo, o benefício para a população supera essa perda financeira para o Estado. “Ficamos muito contentes quando o texto foi aprovado pelos deputados estaduais e esperávamos a sanção do texto pelo governador”, acrescentou o secretário.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto
(27) 98895-0843

Assessoria de Comunicação da Sefaz
Alexandre Lemos / Giordany Bozzato
(27) 3347-5511 / 3347-5128
[email protected] / [email protected] 

Fonte: Governo ES

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma