conecte-se conosco


Arthur Wernersbach Neves

VAMOS FALAR DE FATOS! Brasil: o verão, o carnaval e o Covid – artigo por Arthur Wernersbach Neves

Publicado em

Foto: Pixabay

VAMOS FALAR DE FATOS!

Brasil: o verão, o carnaval e o Covid.

Em 3 de fevereiro de 2020 o Governo Federal decretou emergência nacional em saúde pública em função do início da PANDEMIA pelo mundo. Diversas medidas restritivas, inclusive de entrada e saída do País, foram propostas no decreto.

Tal decreto implicaria no cancelamento do carnaval daquele ano, 2020, o que gerou uma forte reação, comandada por 2 governantes: o governador de São Paulo, João Dória, e o prefeito de Salvador, ACM Neto.

Ambos “tranquilizaram” os brasileiros afirmando que o País não tinha casos de COVID, e que seria uma festa segura (diversas matérias mostram essas falas).

Resumo: o carnaval foi um sucesso, milhões de foliões por todo o Brasil. Milhares e milhares de estrangeiros, como sempre, no Rio, São Paulo e praias do Nordeste (principais destinos).

Uma semana depois, uma semana mesmo, as manchetes começavam a destacar o aumento significativo dos casos de COVID pelo Brasil. Coincidência será?

SITUAÇÃO ATUAL

Agora o Brasil é um dos países com índices em queda acentuada, tanto em mortes quanto em casos.

leia também:  Filho do ES... ÉS Paulo Hartung

Por outro lado, diversos países da Europa vem enfrentando uma nova onda da doença (vide gráficos abaixo), inclusive com decretos de lockdown, como na Holanda, e medidas restritivas duras, como Alemanha e Inglaterra. Em praticamente TODOS os países europeus a curva de contaminação segue tendência de alta.

Dentro desse contexto REAL a Rede Globo principalmente e alguns outros veículos de comunicação, motivados por gordas verbas publicitárias, vem fomentando e divulgando fortemente o Carnaval de 2022.

Sabemos que diversos eventos como shows, partidas de futebol, encontros culturais, etc estão sendo realizados pelo País com milhares de BRASILEIROS voltando a se divertir e retomando uma rotina normal. Sim… por aqui, como disse, os índices estão em queda livre, graças a Deus, o que nos dá um mínimo de confiança de que seguiremos assim.

E o Carnaval? O carnaval, em minha opinião, deve sim, ocorrer, afinal estádios com 50… 60 mil torcedores, boates lotadas, eventos de todas as naturezas já voltaram. Eventos repletos de BRASILEIROS.

Com os índices pelo mundo em tendência de alta, já é hora de pensar nas fronteiras, portos e aeroportos. O verão está chegando e não podemos cometer o mesmo erro de dois anos atrás de não restringir entrada e saída do País para destinos que coloquem em risco o Brasil.

leia também:  Filho do ES... ÉS Paulo Hartung

Nós, brasileiros, quando estávamos com índices altos de contaminação, ficamos mais de um ano sem poder viajar para outros países por restrições corretas impostas por eles. QUE FAÇAMOS O MESMO A PARTIR DE AGORA OU LOGO, LOGO ESTAREMOS EM UM NOVO LOCKDOWN.

Arthur Wernersbach Neves
Especialista em Comunicação Pública

Arthur Wernersbach Neves

Filho do ES… ÉS Paulo Hartung

1 de janeiro de 2003, um dia chuvoso e eu lá, na Praça João Clímaco, aguardando a posse do novo governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, que sucederia José Ignácio Ferreira, e receberia um Estado completamente sucateado, com salários e fornecedores atrasados e empresas deixando o ES. As dívidas eram superiores a R$1.3 bilhão, ou seja, um desafio gigante pela frente. E eu ali na expectativa de fazer parte daquele governo que iniciava. E fiz!!!

Desde então pude acompanhar de perto a evolução de um Estado que se mostrou próspero numa velocidade que na ocasião surpreendeu até mesmo o governador.

Com um duríssimo e necessário ajuste fiscal e controle das contas, e com a antecipação dos royalties junto ao Governo Federal, em menos de 1 ano os salários estavam em dia, fornecedores atrasados sendo pagos e sinais de desenvolvimento no horizonte.

O Governo da Mudança já apresentava resultados à sociedade, alimentando a auto estima do capixaba e mostrando ao Brasil que nosso sofrido ES estava se recuperando.

Em 2005 e 2006 já era possível perceber a Casa Arrumada, com investimentos ainda tímidos surgindo pelo Estado, economia evoluindo, concursos públicos voltando a serem publicados e os capixabas confiantes.

A Hora era Essa!!! A partir daí o que se viu foi uma evolução incrível nos investimentos do Estado. A olhos nús Um Novo Espírito Santo se apresentava ao Brasil e ao mundo. Empresas retomavam seus investimentos por aqui, quadros importantes de servidores eram recompostos e o maior programa de investimentos públicos da história do ES é implantado. Nosso Estado em menos de uma década havia deixado de ser o patinho feio do Brasil para ser referência em gestão. Investíamos aproximadamente 16% do orçamento, algo raro em gestões públicas no Brasil.

leia também:  Filho do ES... ÉS Paulo Hartung

Paulo Hartung deixa o governo após 8 anos, entregando um Estado organizado, contas em dia, milhares de novos servidores concursados e uma infinidade de obras em andamento.

Óbvio que os desafios no setor público são constantes e infinitos, e que erros fazem parte do  percurso, mas foram 8 anos de muito desenvolvimento.

Em 2015 PH retorna ao Governo, no momento de uma das piores crises política e econômica da história do Brasil. Escândalos seguidos de escândalos e a economia brasileira despenca, levando junto os estados. Hora de um novo e duro ajuste fiscal e controle das contas, algo que ele já provara saber fazer, porém agora, em um Brasil arrasado. Mas fez!!! Ainda enfrentou a paralização da Samarco, os reflexos de uma das piores estiagens em quase 100 anos e uma crise sem precedentes na segurança pública. Tomou decisões que só Estadistas tem coragem, enfrentou de frente, sem politicagem e populismo situações críticas e complexas, mas não exitou em fazer o bom combate, e com pulso firme manteve o ES na direção certa. Enquanto o Brasil e diversos estados se atolavam em dívidas, nosso Estado mantinha as contas e pagamentos em dia, conseguindo, mesmo que de forma tímida quando comparado com 2009 e 2010, investir e até reajustar o salário dos servidores.

leia também:  Filho do ES... ÉS Paulo Hartung

Até aqui não emiti qualquer opinião a respeito de Paulo Hartung, falei de FATOS!!!

Agora PH anuncia que segue seu governo até o final e “passa o bastão”.

Como alguém que esteve  em seu governo por quase 11 anos, MUITO OBRIGADO GOVERNADOR!!! O senhor honrou cada voto dos capixabas e vai deixar seu nome escrito na história em capítulos valiosos.

O tempo muitas vezes faz com que esqueçamos do passado recente, daí a importância desse resgate.

Hoje o Espírito Santo é o Brasil que dá certo!

Viva o Espírito Santo!!!
Valeu PH!!!

Arthur Wernersbach Neves

Especialista em Comunicação Pública

Visualizar
error: Conteúdo protegido!!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma