conecte-se conosco


Educação - ES1.com.br

UFES recebe novo laboratório para garantir a qualidade dos produtos agrícolas

Publicado em

camera_enhance Evair de Melo (Crédito: Divulgação)

A Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) vai contar com um laboratório de análise de resíduos químicos que deverá ser instalado em março, no Centro Universitário Norte do Espírito Santo (Ceunes), no campus de São Mateus. O investimento de R$ 300 mil foi garantido por uma emenda individual ao Orçamento da União do deputado federal Evair de Melo (PV-ES).

 

De acordo com o professor Marcelo Barreto, coordenador do Programa Agromais do Ceunes, os equipamentos já foram adquiridos e serão úteis para formação de estudantes em iniciação científica e para as pesquisas dos alunos do mestrado. 

 

Evair destacou que com o laboratório, os pesquisadores capixabas não vão mais precisar enviar amostras de suas pesquisas para serem analisadas em outros estados, além de agilizar e garantir o resultado dessas pesquisas.

 

O laboratório estará à disposição da comunidade e vai subsidiar pesquisas científicas que contribuem para a melhoria da qualidade dos produtos agrícola, entre eles a pimenta do reino, o mamão, o coco e o café. “Com esse laboratório, será possível atestar a qualidade dos produtos e identificar, por exemplo, resíduos agroquímicos que podem impedir a comercialização no mercado”, informou o professor. 

leia também:  Fasg trabalha teatro como ferramenta pedagógica na formação de acadêmicos

 

 

Ass Com Evair de Melo

Educação - ES1.com.br

Dia D da Busca Ativa Escolar de Nova Venécia acontece às quintas-feiras

A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), seguindo o cronograma do dia D da Busca Ativa Escolar, na quinta-feira (30), disponibilizou equipes para visita técnica aos Distritos de Cedrolândia e São Gonçalo, pela manhã e em bairros do município veneciano, no período da tarde. Foram recebidos  7 alertas, sendo 5 localizados com êxito.

A Seme implantou  a estratégia Busca Ativa Escolar no ano passado, com o objetivo de identificar, registrar, controlar e acompanhar crianças e adolescentes, em idade escolar obrigatória, de 4 a 17 anos que estão fora da escola.

A partir de abril deste ano, a Seme criou o dia D,  que acontece  semanalmente às quintas-feiras. O trabalho é desenvolvido  entre as Secretarias Municipais de Educação, Saúde e Assistência Social, cada uma atuando no âmbito de suas competências de forma integrada e articulada.

De acordo com a coordenadora da Busca Ativa, um cronograma é feito pelo setor com base nas informações inseridas, feita pela unidade escolar, na plataforma. “Os  dados da Plataforma nos permitem  identificar se o aluno está matriculado e não está frequentando as aulas”, disse. Segundo ela, outra forma de obtenção de informações é por meio dos agentes de saúde, que,  ao visitarem as famílias, acabam por identificar  alunos fora da escola.

leia também:  Fies terá financiamento mínimo de 50% do valor do curso

Além de trazer o aluno de volta para a escola, a estratégia monitora a criança e/ou adolescente para garantir sua permanência nas unidades escolares.

Sobre a estratégia
A Busca Ativa Escolar foi desenvolvida pelo Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF), em parceria com a União de Nacional de Dirigentes Municipais de Educação (Undime), com o apoio do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde,  como estratégia para apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes, em idade escolar obrigatória, de 4 a 17 anos.

Fonte: Ascom|PMNV

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2