conecte-se conosco


Estado - ES1.com.br

Turismo de Experiência é tema da RuralTurES 2021

Publicado em


A Secretaria de Turismo (Setur) participa da Feira Estadual de Turismo Rural (RuralTurES 2021), que acontece até o próximo domingo (28), em Venda Nova do Imigrante, no Centro de Eventos Padre Cleto Caliman, o “Polentão”. No espaço da Setur, o visitante tem acesso às informações turísticas, além de produtos e artesanato produzidos nas regiões turísticas capixabas.

“O turismo rural é um ativo turístico de nosso Estado representado por produtos feitos artesanalmente em todas as regiões capixabas. A vivência rural e a experiência de participar da produção de biscoitos e geleias, por exemplo, em meio a cenários naturais, próximo ao verde e longe da agitação dos grandes centros, são uma tendência e principalmente neste período. E o Espírito Santo é destaque nessas atividades”, destacou a secretária de Estado de Turismo, Lenise Loureiro.

O RuralTurES 2021 conta com estandes dos municípios que compõem a região turística Montanhas Capixabas e vai ter Praça Gastronômica com 12 cervejarias artesanais, “Espaço Café”, propriedade sustentável modelo, “Prosa de Negócios” e estande institucional do Senac/ES. São 65 expositores, além de mini fazendinha, “Cozinha Show”, ciclismo virtual, “Rancho do Tropeiro”, passeios de mula, “Túnel de Sensações”, apresentações musicais, danças folclóricas, “Tombo da Polenta” e produção ao vivo de açúcar mascavo e pé de moleque.

leia também:  Fundação iNOVA Capixaba tem novo diretor-presidente

A Feira Estadual de Turismo Rural é uma realização do Montanhas Capixabas Convention & Visitors Bureau, com a correalização do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-ES), Secretaria de Turismo (SeturES), Associação de Agroturismo do Espírito Santo (Agrotures) e Prefeitura de Venda Nova do Imigrante, além do apoio da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), serviços nacionais de aprendizagem Rural (Senar-ES) e Comercial (Senac-ES) e patrocínio do Sicoob.

Com informações da Assessoria de Imprensa da RuralTurES.

Informações à Imprensa:
Simone Diniz
Assessoria de Imprensa
(27) 3636.8006 / 998051398

Fonte: Governo ES

Estado - ES1.com.br

Procon-ES notifica Uber por recusa em transportar cão-guia


O Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES) notificou, esta semana, a Uber do Brasil Tecnologia Ltda. Isso porque o Procon-ES recebeu denúncias de que alguns motoristas do aplicativo estariam se negando a transportar cães-guias que acompanham pessoas com deficiência visual, ferindo, assim, a Lei nº. 13.146/2015, que instituiu a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência).

Segundo informações trazidas pelos consumidores, os motoristas aceitam a viagem, mas ao se deparar com a presença do cão-guia recusam a viagem e alegam não serem obrigados a transportar o animal. Tal prática viola os direitos básicos do consumidor.

De acordo com o diretor-presidente do Procon-ES, Rogério Athayde, proibir o transporte de cão-guia pelos motoristas do Aplicativo Uber é uma prática abusiva e desleal, sendo dever do Instituto zelar pelo direito desses consumidores.

“Essa atitude fere o respeito à dignidade do consumidor, um princípio a ser observado mirando preservar e garantir a harmonia na relação de consumo. Além disso, o consumidor é considerado vulnerável diante do fornecedor de produtos e serviços. Desta forma, é obrigação do Procon-ES proteger os consumidores em geral, bem como coibir quaisquer práticas que atentem contra os direitos básicos dos consumidores”, pontuou.

leia também:  Governo do Estado disponibiliza imóvel em Colatina para uso do Município

Além disso, prosseguiu Athayde, a recusa em transportar os animais se torna uma barreira à acessibilidade e à inclusão da pessoa com deficiência visual. “A prática de recusar transportar o cão-guia, além do ato de discriminação, é uma barreira que impede o exercício do direito da pessoa com deficiência à acessibilidade. Tal prática deve ser veementemente combatida, derrubando as barreiras que impedem as pessoas com deficiência de exercerem com gozo seus direitos à acessibilidade, liberdade, locomoção e à informação”, informou.

O Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor requer que, no prazo de 10 dias úteis, a partir do recebimento da notificação, que a empresa apresente os devidos esclarecimentos quanto à recusa dos motoristas em transportar pessoas com deficiência visual acompanhadas de cão-guia, devendo informar a política em relação a esses clientes.

A empresa também deve apresentar as ações adotadas para que pessoas com deficiência tenham direito à igualdade de acesso, além da resposta às queixas de consumidores que tenham sofrido discriminação ao usar seus serviços.

leia também:  Sedu divulga resultado final de mais um edital do Pró-Docência

O Procon-ES recomenda ainda que a Uber do Brasil informe aos motoristas do aplicativo quanto à obrigatoriedade em transportar pessoas com deficiência visual acompanhadas de cão-guia, conforme determinação legal prevista no artigo 1º, da Lei nº. 11.126/2005.

Caso não sejam cumpridas as ações requeridas na notificação, será instaurado procedimento administrativo de ofício para constatação da prática infrativa perpetrada e posterior aplicação de sanção.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Procon-ES
Amanda Ribeiro/Renata Alves (respondendo)
[email protected]

Fonte: Governo ES

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma