conecte-se conosco


Política Estadual - ES1.com.br

“Temos que vislumbrar o crescimento justo e que faça o melhor para a comunidade”

Publicado em

Tiago dos Santos, tem 31 anos, e está em seu segundo mandato como vereador de São Gabriel da Palha. Em entrevista ao Jornal Hoje Notícias ele falou um pouco do trabalho realizado pela Casa de Leis em 2017, comentou as leis aprovadas que beneficiam a população, além disso ele também explanou suas expectativas para o ano de 2018.

 

Portal ES1 – De forma geral, como você avalia o ano de 2017?

Tiago dos Santos – Eu digo que a atuação do vereador é uma experiência muito valiosa para todos, o ano de 2017 nessa casa foi um ano de mudar a história do poder legislativo gabrielense, no sentido de abrir as portas da câmara para o povo, reestabelecer a transparência de todos os atos. Foi um ano muito produtivo, aqui se aprovou mais de 100 projetos de leis, se passou mais de 330 indicações, 56 projetos de decretos legislativos, e dessa forma nós avançamos para o desenvolvimento de São Gabriel da Palha.

camera_enhance (Crédito: .)

ES1 – O volume de trabalho para o ano de 2017 foi dentro do que era esperado?

Tiago – Foi sim, um ano de muito trabalho, que superou as expectativas. A câmara do município de São Gabriel da Palha produziu muito, e os próprios servidores dessa casa de leis são testemunhas. O ano de 2017 foi um dos anos que a Câmara mais produziu.

 

ES1 – Ao todo, foram realizadas quantas Sessões Ordinárias, Sessões Solenes, Extraordinárias, reniões no ano de 2017?

Tiago – Sessões Ordinárias foram 23, mais de 20 extraordinárias, mais de 30 reuniões das comissões permanentes e quatro sessões solenes.

 

ES1 – Dentre os Projetos de Lei que foram aprovados pela Câmara de Vereadores (tanto de iniciativa do legislativo, quanto executivo), cite os três principais projetos que beneficiaram a população.

Tiago – Nós aprovamos o Programa Escola Democrática, onde foram aprovados R$ 300 mil para ser repassado diretamente para todas as escolas do nosso município, com esse recurso, a direção das escolas junto com os conselhos de cada instituição poderão aplicar esses recursos para fazer as coisas acontecerem de forma mais ágil, como um conserto de um bebedor, troca de um ventilador, pintura de sala de aula.

leia também:  Municípios capixabas recebem R$ 135 milhões da 1ª parcela do socorro federal

O segundo foi para a regularização de todas as dívidas do município junto ao Instituto de Previdência do Município, dividas essas que foram deixadas pelo ex-prefeito Henrique Vargas. A prefeita Céia pediu autorização a essa câmara para parcelar os débitos para assim poder resgatar as certidões estaduais e federais para poder receber novamente recursos do governo do Estado e do Governo Federal, para que as coisas pudessem avançar no município. Com essa dívida e com o não pagamento, não se tinha certidão e o município ficava impedido de receber todos os recursos. Isso é um avanço também, depois da votação desse projeto de lei a prefeita conseguiu regularizar todas as certidões que estavam pendentes e já está colhendo os frutos, São Gabriel é um dos poucos municípios capixabas que possuem todas as certidões.

Posso citar os trabalhos com relação a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), depois votamos o Plano plurianual de Ações (PPA) para os próximos quatro anos e votamos a Lei orçamentaria Anual (LOA), que integram o que vai acontecer no município, ou seja, as ações, os programas, e orçamento e tudo tem que se encaixar, tem que estar em conformidade, tudo dentro da realidade.

E por fim, o projeto de lei que alterou os plantões nas farmácias, antes era só uma de plantão, agora são duas e isso só vem trazer benefício para o povo.

camera_enhance (Crédito: .)

 

ES1 – Você percebeu que em 2017 a participação da população nas Sessões foi maior que anos anteriores?

Tiago – Isso com absoluta certeza, eu que estou aqui há quase seis anos, nunca vi tanta participação popular na Câmara de São Gabriel da Palha, como no ano de 2017, uma participação popular que busca ver o que está acontecendo aqui, acompanhando a realidade do município. E nós agradecemos a imprensa que vem como parceria divulgando as sessões, transmitindo ao vivo, exemplo do Hoje Notícias.

leia também:  Em reunião com a bancada capixaba, ministro garante retomada das obras na BR-262

 

ES1 – Em 2018 já foram realizadas quantas sessões ordinárias e extraordinárias?

Tiago – Foram realizadas duas ordinárias e cinco extraordinária.

 

ES1 – Algum projeto de lei que beneficia a população já foi aprovado em 2018?

Tiago – Sim, o projeto de lei que autoriza a prefeita Céia Ferreira a efetuar transferências financeiras as instituições privadas.

camera_enhance (Crédito: .)

 

ES1 – E quanto ao volume de trabalho para 2018, o que vocês esperam? Que supere 2017?

Tiago – Com toda certeza, a expectativa é que possamos trabalhar cada dia mais para poder melhorar a vida das pessoas que vivem no município. Certamente será um ano em que muitas matérias relevantes serão apreciadas. Estamos sempre comprometidos a fazer avançar no legislativo gabrielense nas medidas e ações concretas para fortalecer o crescimento do município em todos os aspectos, de forma igualitária, sustentável e justa.

 

ES1 – Alguma consideração final?

Tiago – Gostaria de dizer que o nosso compromisso como presidente da Câmara de São Gabriel da Palha é com a harmonia e equilíbrio entre os poderes, e que temos que vislumbrar o crescimento justo e que faça o melhor para comunidade. Temos o poder de fiscalizar até o limite, precisamos ter o respeito com as coisas, assim como em 2017, essa câmara exerceu muito bem o papel de fiscalizar e legislar. Em 2018 nós vamos continuar cumprindo nosso papel de ter escancarado a transparência nessa casa, temos que ser um poder independente e democrático, mas com um diálogo aberto e permanente com o poder executivo. E o mais importante para o município avançar, a relação câmara e prefeitura ela é baseada no respeito, no mesmo olhar para melhor qualidade de vida para nossa gente. A prefeita tem trabalhado dia e noite para resgatar São Gabriel, para colocar no trilho do desenvolvimento, onde merece estar, como foi nos oito anos da gestão da ex-prefeita Raquel Lessa, e ela está fazendo o trabalho de casa, ela tem o apoio do governo do Estado, dessa Câmara, e também da Deputada Raquel Lessa que tem dado um apoio significativo para gestão da Céia.

 


camera_enhance (Crédito: ES1)


ES1

Política Estadual - ES1.com.br

Marcelo Santos comemora redução de carga horária para servidor com filho deficiente

Projeto encaminhado pelo Governo foi amplamente debatido e defendido por Marcelo. Texto foi aprovado em plenário e agora segue para sanção governamental

O deputado estadual Marcelo Santos comemorou a aprovação, no Plenário da Assembleia Legislativa do Estado (Ales), nesta quarta-feira (6), do Projeto de Lei Complementar 28/2022, de autoria do Governo do Estado. O texto garante regime especial de trabalho a servidores do Poder Executivo que tenham cônjuge, filho ou dependente com deficiência.

“Uma vitória para aquele servidor que precisa dar uma atenção especial ao seu cônjuge, filho ou dependente, que vai ter sua jornada de trabalho semanal reduzida em 30%. Vinha dialogando com o governador Renato Casagrande sobre a relevância desse tema e que vai ter um resultado social muito importante para as famílias desses servidores”, comemorou o parlamentar, lembrando sua atuação para que o assunto pudesse ser aprovado. “Batalhei muito para que pudéssemos chegar nesse resultado positivo, dialogando, colaborando para que a matéria não se perdesse no tempo e pudéssemos ter um servidor dando mais atenção àquele familiar que tanto precisa dele.”

A proposta do governo do Estado abrange servidores da administração direta, além de autarquias e fundações e foi aprovado em Plenário com 22 votos a favor e nenhum contra.

leia também:  Polícia Federal faz operação contra crimes praticados pela internet

O regime especial será concedido sem a necessidade de compensação de horário e sem prejuízo da remuneração. Para ter direito, o servidor deverá atender a requisitos, entre outros, como estabilidade no serviço público e comprovação de necessidade de acompanhamento da pessoa com deficiência.

Fonte: Assessoria

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2