conecte-se conosco


Agricultura - ES1.com.br

Tecnologia paulista obtém ingredientes a partir da casca do café

Publicado em

Uma tecnologia lançada na AgriFutura – ocorrida neste fim de semana, em São Paulo – obtém ingredientes a partir da casca do café robusta. Sem o uso de solventes, o ingrediente natural aquoso e seco pode ser usado como fonte de cafeína na indústria de alimentos e bebidas não-alcoólicas, além da aplicação na formulação de cosméticos e fármacos naturais. O processo teve pedido de patente depositado no Instituto Nacional de Propriedades Intelectuais (INPI).

Grãos de café 

A pesquisadora do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Gisele Anne Camargo falou sobre o assunto. A intenção, segundo ela, é ter sempre produtos saudáveis no caso das bebidas que tenham uma função nutricional mais adequada. E uma outra etapa é a farinha, que contém a cafeína, e pode ser usada em pães e biscoitos. Sobre o processo, ela diz:
“Este resíduo de cafeína normalmente é usado para adubação, sem um fim mais nobre. A intenção é utilizar o ingrediente para fazer outros produtos que tenham um valor agregado bem maior. Ou seja, agregar mais valor a cadeia do café tendo um resíduo que poderá ser valorizado e vendido para as indústrias como ingrediente. Você vai processar este produto em pequena ou média quantidade, o que pode ser feito por associações e cooperativas”, ressalta Gisele.

leia também:  País tem safra recorde de frutas, cereais, leguminosas e oleaginosas

EBC

Agricultura - ES1.com.br

Colatina recebe R$ 4 milhões em recursos para agricultura familiar

Os recursos foram viabilizados durante a gestão do Deputado Federal Paulo Foletto na Secretaria de Estado da Agricultura nos últimos 3 anos

Em três anos, o município de Colatina recebeu quase 4 milhões em equipamentos, máquinas e veículos para a agricultura. Os recursos foram viabilizados durante a gestão do deputado federal Paulo Foletto (PSB) na Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag). Os investimentos beneficiaram diversas associações e cooperativas de produtores rurais do município, além de auxiliarem nos serviços rurais da Prefeitura de Colatina.

Foram entregues itens de fundamental importância para o trabalho e rotina das famílias da agricultura familiar colatinense. As entregas ao município vão desde caminhão truck caçamba basculante (R$429 mil), pá carregadeira (R$323 mil) e trator agrícola 75cv (R$ 153 mil) até descascadores de café, computadores, carreta agrícola, balança eletrônica, tanque decantador para mel, secadores de café, entre outros.

Na última quinta-feira (23), o deputado entregou um caminhão baú frigorífico para a Cooperativa de Agricultores Familiares de Colatina (Caf Colatina). O Presidente da Caf, Wellington Schmild, recebeu o veículo junto com os demais membros da cooperativa.

“Quero agradecer ao deputado Paulo Foletto pela parceria e confiança no trabalho da cooperativa. Hoje estamos recebendo este equipamento que vai dar mais mobilidade ao nosso trabalho de entrega das polpas de frutas. Nosso muito obrigado!”, disse Wellington.

leia também:  Primeiro azeite capixaba é produzido

No último fim de semana, o deputado Paulo Foletto também acompanhou três entregas nas comunidades de Barra Seca e de São Luiz da Barra Seca. Foram entregues um trator 75cv para a Associação de Produtores Rurais de São Luiz, e um pilador e um secador de café para a Associação de Produtores de Barra Seca.

“Eu tenho que agradecer muito ao governo Casagrande e ao deputado Paulo Foletto que nos deu essa oportunidade, que confiou em nosso trabalho”, disse o presidente da associação da comunidade de São Luiz da Barra Seca, José Braz Setto.

Para Foletto, todas estas entregas no município de Colatina, que somam quase 4 milhões, são resultado de uma gestão comprometida com a agricultura capixaba. “São benefícios que mudam a vida das comunidades agrícolas do Espírito Santo. O governo Casagrande se comprometeu desde o início da gestão com o fortalecimento da agricultura familiar capixaba, seja com infraestrutura rural, equipamentos e investimentos em pesquisa e tecnologia”, explicou.

Fonte: Assessoria

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!