conecte-se conosco


Educação - ES1.com.br

Sooretama recebe ações de educação no trânsito

Publicado em

Os agentes de educação do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran/ES) irão realizar atividades educativas no município de Sooretama, esta semana. A cidade será a primeira a receber as ações em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), no “Festival Estudantil Temático de Trânsito (FETRAN)”.

O FETRAN é um projeto de educação para o trânsito que tem o objetivo de conscientizar crianças, adolescentes e a comunidade escolar da responsabilidade de todos na segurança no trânsito, por meio das atividades pedagógicas do cotidiano escolar, incluindo transversalmente a temática.

A partir desta segunda-feira, 02, a equipe do Detranzinho estará nas escolas EEEFM “Armando Barbosa Quitiba”, EMEF “Pedro Balbino De Menezes” e EMEF “Prof. Alberto Stange Junior”. Serão realizadas atividades com crianças e jovens que estudam do 1º ano do Ensino Fundamental ao 3° ano do Ensino Médio. A expectativa é de atender diretamente 2.090 alunos.

Detranzinho

Durante todo o ano, o Detranzinho faz visitas nas unidades escolares para realizar atividades de educação de trânsito voltadas para crianças e adolescentes de todas as idades.

leia também:  Equipe gestora das unidades de ensino passam por formação sobre dificuldades e transtornos de aprendizagem

As escolas e instituições que quiserem o serviço do Detranzinho Itinerante no seu município devem fazer a solicitação por meio de oficio, endereçado ao diretor-geral do DETRAN/ES, Sr. Romeu Scheibe Neto, que deve ser protocolado na Sede do Detran/ES ou em qualquer Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) ou Posto de Atendimento Veicular (PAV). Para obter mais informações, os interessados podem entrar em contato pelo telefone (27) 3315-1597.

FETRAN

O projeto é organizado pela Superintendência Regional da Polícia Rodoviária Federal do Espírito Santo (PRF-ES) em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Sooretama e o Detran/ES. O objetivo é alcançar cerca de 18 mil pessoas entre alunos, professores e demais profissionais da escola, familiares de alunos e comunidade.

Durantes a execução do FETRAN, estudantes e professores produzirão trabalhos com a temática trânsito, nas modalidades: teatro, maquetes, poesias, danças, músicas, textos, cartazes, entre outros, valorizando a diversidade escolar e cultural.

Ainda será realizado um Seminário Estudantil Temático de Trânsito, em cada escola participante. Será escolhido um tema geral, além de subtemas específicos de acordo com as séries/anos e faixa etária dos alunos, a fim de estimular o debate, incentivar a pesquisa e a produção de estudos relacionados à segurança no trânsito.

leia também:  Aplicativo transforma o modo de aplicar avaliações em escolas da Rede Estadual

Secom/ ES

Educação - ES1.com.br

Dia D da Busca Ativa Escolar de Nova Venécia acontece às quintas-feiras

A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), seguindo o cronograma do dia D da Busca Ativa Escolar, na quinta-feira (30), disponibilizou equipes para visita técnica aos Distritos de Cedrolândia e São Gonçalo, pela manhã e em bairros do município veneciano, no período da tarde. Foram recebidos  7 alertas, sendo 5 localizados com êxito.

A Seme implantou  a estratégia Busca Ativa Escolar no ano passado, com o objetivo de identificar, registrar, controlar e acompanhar crianças e adolescentes, em idade escolar obrigatória, de 4 a 17 anos que estão fora da escola.

A partir de abril deste ano, a Seme criou o dia D,  que acontece  semanalmente às quintas-feiras. O trabalho é desenvolvido  entre as Secretarias Municipais de Educação, Saúde e Assistência Social, cada uma atuando no âmbito de suas competências de forma integrada e articulada.

De acordo com a coordenadora da Busca Ativa, um cronograma é feito pelo setor com base nas informações inseridas, feita pela unidade escolar, na plataforma. “Os  dados da Plataforma nos permitem  identificar se o aluno está matriculado e não está frequentando as aulas”, disse. Segundo ela, outra forma de obtenção de informações é por meio dos agentes de saúde, que,  ao visitarem as famílias, acabam por identificar  alunos fora da escola.

leia também:  Secretaria da Educação lança plataforma sobre Novo Ensino Médio

Além de trazer o aluno de volta para a escola, a estratégia monitora a criança e/ou adolescente para garantir sua permanência nas unidades escolares.

Sobre a estratégia
A Busca Ativa Escolar foi desenvolvida pelo Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF), em parceria com a União de Nacional de Dirigentes Municipais de Educação (Undime), com o apoio do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde,  como estratégia para apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes, em idade escolar obrigatória, de 4 a 17 anos.

Fonte: Ascom|PMNV

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2