conecte-se conosco


Estado - ES1.com.br

Sesa divulga 46° boletim epidemiológico

Publicado em


Durante a época do ano que antecede o Verão pode ocorrer o início do período epidêmico para as arboviroses urbanas como a dengue, zika e chikungunya. O calor e a água acumulada das chuvas ocasionais, neste período, trazem ao mosquito condições ideais para sua proliferação. Por isso, é muito importante a realização da Mobilização Nacional de Combate ao Aedes aegypti, em que são realizadas vistorias para eliminar possíveis focos do inseto.

De acordo com Luciana Medeiros Simonetti, médica-veterinária do Programa de Controle do Vetor do Núcleo Especial de Vigilância Ambiental (GEVS), a prática de promover a troca de conhecimentos com diferentes públicos e realizar mutirões municipais dentro das residências, prédios e outros espaços públicos e privados, ajuda na prevenção dos casos das doenças.

“Vários setores dos municípios devem agir conjuntamente, a fim de promover uma sensibilização da população e uma limpeza adequada das áreas públicas e privadas. Devido ao período de chuvas que ocorre, principalmente no Verão, dá-se a importância de se intensificar o cuidado em controlar os mosquitos, cuidado este que deve acontecer durante todo o ano”, frisou.

leia também:  Setur, Iema e Sebrae assinam protocolo de intenções para criação de Rede Capixaba de Trilhas

Segundo Mayra Rodrigues, enfermeira do Programa de Educação em Saúde Ambiental do Núcleo Especial de Vigilância Ambiental (GEVS), a Secretaria da Saúde (Sesa) vem promovendo reuniões, organizando um corpo técnico de educação em saúde, divulgando campanhas e executando a liberação de materiais educativos para todos os municípios do Estado que os demandem.

“Cada município é autônomo para planejar e implementar as atividades. Alguns exemplos de campanhas educativas são: palestras em escolas, igrejas, feiras, vídeos educativos, mutirões de limpeza, passeio ciclístico educativo, entre outros”, explicou.

Espírito Santo registra mais de 800 casos de zika em 2021

O Espírito Santo registrou de janeiro a outubro deste ano, 860 casos de zika. Os dados podem ser conferidos no boletim semanal divulgado pela equipe do Núcleo Especial de Vigilância Ambiental, da Secretaria da Saúde (Sesa), nesta sexta-feira (26).

O boletim informa ainda a incidência de dengue e chikungunya. Foram confirmados 13.558 e 2.924 casos, respectivamente, no mesmo período.

Veja aqui o 46º boletim da dengue

leia também:  Governador autoriza início da expansão das obras de pavimentação da ES-388 em Vila Velha

Veja aqui o 46º boletim de zika

Veja aqui o 46º boletim chikungunya

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesa
Syria Luppi / Kárita Iana / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes / Danielly Schulthais/ Ana Cláudia Santos
[email protected]

Fonte: Governo ES

Estado - ES1.com.br

Procon-ES notifica Uber por recusa em transportar cão-guia


O Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES) notificou, esta semana, a Uber do Brasil Tecnologia Ltda. Isso porque o Procon-ES recebeu denúncias de que alguns motoristas do aplicativo estariam se negando a transportar cães-guias que acompanham pessoas com deficiência visual, ferindo, assim, a Lei nº. 13.146/2015, que instituiu a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência).

Segundo informações trazidas pelos consumidores, os motoristas aceitam a viagem, mas ao se deparar com a presença do cão-guia recusam a viagem e alegam não serem obrigados a transportar o animal. Tal prática viola os direitos básicos do consumidor.

De acordo com o diretor-presidente do Procon-ES, Rogério Athayde, proibir o transporte de cão-guia pelos motoristas do Aplicativo Uber é uma prática abusiva e desleal, sendo dever do Instituto zelar pelo direito desses consumidores.

“Essa atitude fere o respeito à dignidade do consumidor, um princípio a ser observado mirando preservar e garantir a harmonia na relação de consumo. Além disso, o consumidor é considerado vulnerável diante do fornecedor de produtos e serviços. Desta forma, é obrigação do Procon-ES proteger os consumidores em geral, bem como coibir quaisquer práticas que atentem contra os direitos básicos dos consumidores”, pontuou.

leia também:  Covid-19: 91,20% da população acima dos 18 anos no Estado já receberam a primeira dose da vacina

Além disso, prosseguiu Athayde, a recusa em transportar os animais se torna uma barreira à acessibilidade e à inclusão da pessoa com deficiência visual. “A prática de recusar transportar o cão-guia, além do ato de discriminação, é uma barreira que impede o exercício do direito da pessoa com deficiência à acessibilidade. Tal prática deve ser veementemente combatida, derrubando as barreiras que impedem as pessoas com deficiência de exercerem com gozo seus direitos à acessibilidade, liberdade, locomoção e à informação”, informou.

O Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor requer que, no prazo de 10 dias úteis, a partir do recebimento da notificação, que a empresa apresente os devidos esclarecimentos quanto à recusa dos motoristas em transportar pessoas com deficiência visual acompanhadas de cão-guia, devendo informar a política em relação a esses clientes.

A empresa também deve apresentar as ações adotadas para que pessoas com deficiência tenham direito à igualdade de acesso, além da resposta às queixas de consumidores que tenham sofrido discriminação ao usar seus serviços.

leia também:  Novos conselheiros do CCAF tomam posse nessa quarta-feira (10)

O Procon-ES recomenda ainda que a Uber do Brasil informe aos motoristas do aplicativo quanto à obrigatoriedade em transportar pessoas com deficiência visual acompanhadas de cão-guia, conforme determinação legal prevista no artigo 1º, da Lei nº. 11.126/2005.

Caso não sejam cumpridas as ações requeridas na notificação, será instaurado procedimento administrativo de ofício para constatação da prática infrativa perpetrada e posterior aplicação de sanção.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Procon-ES
Amanda Ribeiro/Renata Alves (respondendo)
[email protected]

Fonte: Governo ES

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma