conecte-se conosco


Policial - ES1.com.br

Servidores da Controladoria-Geral da União conhecem instalações do Centro de Inteligência e Análise Telemática da PCES

Publicado em


A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) recebeu, nessa segunda-feira (22), a visita de servidores da Unidade Regional da Controladoria-Geral da União no Espírito Santo (CGU- Regional/ES), que conheceram o Centro de Inteligência e Análise Telemática (CIAT) da PCES. Os servidores federais também visitaram a Central de Teleflagrante e o Gabinete de Crises da PCES, setores que, assim como o CIAT, iniciaram seu funcionamento este ano, dentro do plano de modernização da Polícia Civil.

O superintendente regional da CGU, Ricardo Plácido Ribeiro, e o chefe do Núcleo de Ações de Controle da Regional do ES (NAC1), Luciano Abreu Brandão, foram recebidos pelo delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda. O principal objetivo da visita foi conhecer o trabalho desenvolvido no CIAT, onde a tecnologia é aplicada na resolução de crimes.  A partir do início das atividades do CIAT, a Polícia Civil pode aprofundar ainda mais as investigações de organizações criminosas no Espírito Santo e robustecer a produção de provas, gerando prisões qualificadas.

“O CIAT já demonstrou sua efetividade na Operação Sicário, que foi a primeira grande operação deflagrada pela Polícia Civil com a produção de conhecimento e provas a partir do uso dessa tecnologia. Utilizando o CIAT, identificamos toda a cadeia de comando da principal organização criminosa do Estado, prendendo 24 indivíduos e indiciando outros 19. O interesse da CGU em conhecer estes recursos indica que este é um trabalho bem feito, que beneficia a população em diversas esferas”, declarou o delegado-geral José Darcy Arruda.

Na visita, os representantes das duas instituições discutiram a possibilidade de firmar um acordo de cooperação, que vai possibilitar a atuação conjunta da PCES com a CGU em operações futuras. A Controladoria-Geral da União (CGU) é o órgão de controle interno do Governo Federal responsável pela defesa do patrimônio público e incremento da transparência da gestão, por meio de ações de auditoria pública, correição, prevenção e combate à corrupção e ouvidoria.

“Nessa visita, pudemos conhecer as ferramentas e a estrutura do CIAT, assim como a excelente análise de inteligência que subsidiou a deflagração da Operação Sicário. Para nós, foi uma oportunidade de estreitarmos a parceria já existente entre a CGU e a PCES e de prospectarmos a realização de novos trabalhos investigativos em conjunto”, declarou o superintendente Ricardo Plácido.

Texto: Camila Ferreira

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
[email protected]

Atendimento à Imprensa:
Matheus Zardini/Camila Ferreira
(27) 3636-9928 / (27) 99297-8693 / (27)99231-5157
[email protected]

leia também:  PM entrega cadeiras de rodas motorizadas com função stand up a policiais vitimados em serviço

Policial - ES1.com.br

DHPM prende suspeita de matar mulher e ferir outra em Vila Velha


A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Divisão de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM), prendeu em flagrante uma mulher de 23 anos, suspeita de ser a autora dos disparos que vitimaram outras duas mulheres, na manhã dessa quinta-feira (13), no bairro Aribiri, em Vila Velha. A suspeita foi presa também nessa quinta-feira (13), na Rodoviária de Vitória, no momento que tentava fugir para a Bahia.

As diligências que culminaram na prisão contaram com a participação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha, Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Delegacia Regional (DR) de Colatina e tiveram início assim que a Polícia Civil tomou conhecimento do crime. Na manhã dessa quinta-feira (13), duas mulheres foram vítimas de disparos de arma de fogo, sendo que uma delas foi a óbito ainda no local do fato e a outra foi socorrida.

Por volta das 21h30, a autora dos disparos foi localizada e presa. Segundo os levantamentos da DHPM, o crime foi motivado por desacertos relacionados ao tráfico de drogas na região, pois as vítimas estavam comercializando entorpecentes e tinham que prestar contas à autora, que atua como uma espécie de gerente do tráfico. No entanto, ao contabilizar, elas constataram que faltava droga e não havia dinheiro suficiente para fazer o pagamento.

“Durante o dia todo, o agente colheu informações de que a autora estava sendo ameaçada pelo tráfico local e não poderia retornar ao bairro, pois ela cometeu o homicídio sem ‘consentimento’ e ainda tinha sumido com a arma do crime. Nós descobrimos que ela ia tentar fuga para a Bahia. Contamos com o apoio da PRF para montar pontos de bloqueio, bem como minha equipe se deslocou ao interior do Estado. Contudo, ela foi presa à noite, quando tentava embarcar em um ônibus para Eunápolis (BA)”, relatou a titular da DHPM, delegada Raffaella Aguiar.

Ainda na manhã do crime, outra suspeita, de 40 anos, foi presa e conduzida à DHPM. “Durante todo o dia, foram realizadas diligências no intuito de obter indícios palpáveis quanto ao envolvimento dela nos crimes. Entretanto, não foi possível neste primeiro momento. Porém, ficou constatado o envolvimento dela com o tráfico, o que gerou a autuação em flagrante pela prática dos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico de drogas”, informou a delegada. 

As duas mulheres foram encaminhadas ao Sistema Prisional. As investigações continuam, a fim de apurar as circunstâncias e a autoria dos crimes em sua totalidade.

Texto: Camila Ferreira

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
[email protected]

Atendimento à Imprensa:
Matheus Zardini / Camila Ferreira
(27) 3636-9928 / (27) 99297-8693 / (27) 99231-5157 

leia também:  Jovens são aprendidos com armas e celulares em Boa Esperança
Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma