conecte-se conosco


Esportes

Série B: Em Recife, Cruzeiro apenas empata com Náutico

Publicado em

© Gustavo Aleixo/Cruzeiro/Direitos Reservados


O Cruzeiro ficou no empate de 1 a 1 com o Náutico, na tarde deste domingo (25) no estádio dos Aflitos, em Recife, em jogo da 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Apesar de o resultado manter a equipe mineira entre os times que seriam rebaixados se o torneio acabasse neste momento, a Raposa pode até comemorar, já que estava perdendo até os 40 minutos da etapa final. Mesmo tendo começado melhor o jogo, o time mineiro perdeu duas boas chances e viu o Náutico abrir o placar aos 20 minutos, com chute rasteiro de Vinícius.

No segundo tempo, o técnico Felipão, que fez seu segundo jogo no comando da equipe, tentou alterar o cenário. Ele tirou Matheus Pereira e Marquinhos Gabriel e colocou Patrick e Sassá. Porém, só conseguiu empatar o confronto no final do jogo com Aírton.

Com o resultado, os mandantes foram a 19 pontos e chegaram ao 15º lugar. Já o Cruzeiro continua no Z-4, na 18ª posição com 17 pontos. Os mineiros jogam novamente na próxima sexta-feira (30), às 21h30 no Mineirão, contra o Paraná. O Náutico joga no sábado (31), contra o CSA às 21h no Rei Pelé.

leia também:  Grêmio segue em treinamentos para jogos contra Corinthians e Guarani

Veja a classificação atualizada da Série B do Brasileiro.

Edição: Fábio Lisboa

Esportes

Felipe Santana agradece Chapecoense pela oportunidade de poder jogar


Após mais de dois anos sem entrar em uma partida oficial, na última terça-feira (24), Felipe Santana completou o segundo jogo com a camisa da Associação Chapecoense de Futebol. Junto com a oportunidade de voltar a jogar, chegou a reponsabilidade de substituir a altura os companheiros da posição. Dona da defesa menos vazada da competição, a equipe demonstra empenho de todos dentro das quatro linhas e a qualificação no setor defensivo. Aos 34 anos de idade, com experiência e rodagem no futebol, desde sua chegada o zagueiro buscou contribuir e repassar seus conhecimentos no dia a dia do clube.

Nesta quarta-feira (25) Felipe participou da entrevista coletiva do dia. Comentou sobre a opção de ficar fora das quatro linhas para recuperação física e demonstrou gratidão a Chape, clube que proporcionou o retorno aos gramados. “Foi uma opção que eu escolhi tomar para minha carreira, sabia que ia ser difícil, mas sou extremamente agradecido a Chapecoense pela oportunidade que me deu e fiquei imensamente feliz por fazer parte de um time que vem se reconstruindo não só como nome, mas também como equipe. Me lembro quando cheguei em junho, a equipe estava sendo desacreditada, não estava indo bem no Campeonato Catarinense, precisou de muito trabalho para que revertesse a situação e tornasse essa situação de título. Isso se transpôs para o Campeonato Brasileiro, quando o atleta tem confiança pra jogar as coisas tendem a fluir, nossa equipe readquiriu confiança, começou a prospectar coisas grandes pro campeonato, minha parcela de contribuição entra no momento em que tem uma mentalidade de campeão, mentalidade vencedora, que sempre tive e por sorte quase todos os clubes onde passei fui campeão”.

  Chapecoense vence de virada e abre dez pontos do vice-líder da Série B

leia também:  Atletas de seleção buscam parcerias para se manterem em forma

Foto: Guilherme Griebeler /ACF
Foto: Guilherme Griebeler /ACF

A felicidade em contribuir com o grupo foi destacada pelo zagueiro. “Fico muito feliz em voltar ajudar, voltar a jogar, claro que tive que respeitar um processo, até porque a zaga da Chapecoense vem fazendo um grande campeonato com a defesa menos vazada”.

Após a derrota para o Cruzeiro, na última rodada da Série B, o Verdão iniciou a preparação para enfrentar o Guarani. Por fim, o zagueiro relata aprendizado para o restante do Campeonato Brasileiro. “Futebol tem essas situações, ocorrem de uma hora pra outra, uma vitória ou uma derrota. O Cruzeiro durou por apenas 12 horas, pra nós é claro que a derrota nos machuca assim como vitória nos deixam feliz, mas faz parte do jogo em nenhum momento queríamos perder essa invencibilidade de 19 jogos. Aprendemos com essa partida, assim como a gente aprendeu também na partida contra o Sampaio Corrêa, onde iniciamos perdendo a partida e corremos atrás. Infelizmente contra o Cruzeiro isso não conseguiu se realizar, mas faz parte do futebol, bola pra frente”.

  Chapecoense e Oeste empatam pela 20ª rodada da Série B

leia também:  Sub-15 do CT Viva é campeão invicto da 2ª Copa Futebol de Base em Ibirapuã na Bahia

Visualizar

MAIS LIDAS

error: O conteúdo está protegido !!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma