conecte-se conosco


Educação

Secretaria de Educação abre inscrição para formação de professores de inglês.

Publicado em

A Secretaria de Educação de Nova Venécia comunica que estão abertas as inscrições para o Edital 56/2021 – Curso de extensão “Dict and English Teaching: ensinando inglês com tecnologias digitais nos anos finais do ensino fundamental” em parceria com IFES via CEFOR. Serão ofertadas 25 vagas, para participar é necessário ser professor de inglês (efetivo ou DT) dos anos finais do Ensino Fundamental atuantes na rede pública do ensino básico do Espírito Santo no ano de 2021.

As inscrições serão realizadas pelo e-mail [email protected]

As inscrições estão abertas desde o dia 19 de Julho e segue até as 02 de agosto. O curso tem a carga horária: 70 horas distribuídas em cinco semanas de atividades. Serão 63 horas de atividades realizadas no Ambiente Virtual de Aprendizagem, entre pesquisas, fóruns de discussão e atividades práticas, e sete horas de aplicação de uma atividade de intervenção pedagógica por parte do cursista com seus alunos.

Objetivo do curso é contribuir com a formação continuada de professores de inglês dos anos finais do Ensino Fundamental acerca do uso pedagógico de tecnologias digitais de informação e comunicação (TDICs), buscando promover uma visão crítica-reflexiva acerca do uso pedagógico das TDICs (como Google Drive, GoogleClassroom, Jamboard, – Gsuit for education, aplicativos de celular Canva, Inshot, Bitmoji, Padlet, jogos educativos, Discovery Puzzle Maker, wordclouds, atividades da SaferNet, entre outros), e das escolhas das abordagens e metodologias do professor ao utilizá-las, de forma a agregar valor ao ensino de inglês de qualidade e integral, promovendo cidadania, inclusão digital e social para os alunos, com uma visão de autonomia e criticidade para um mundo globalizado do século XXI, levando acesso à cultura, informação, novos conhecimentos, de forma a humanizar os sujeitos. O curso é ofertado na modalidade Educação a Distância (EaD), sendo composto por atividades de estudos assíncronas, a serem realizadas pelo Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Moodle.

leia também:  Prefeitura de Vila Valério inaugura nova Escola Municipal de Educação Infantil “Otília Breda de Martins” neste sábado

Fonte: PMNV

Educação

Enem 2021: Confira 8 dicas indispensáveis para se preparar para o exame

As provas do Enem 2021 serão realizadas em novembro, mas para ter boas notas, os candidatos precisam saber como estudar.

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio deste ano (Enem 2021) se encerraram no último dia 14 de julho. Agora, aqueles que pretendem ingressar na universidade precisam ficar atentos e se preparar para outras datas importantes – os dias de realização do exame.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), as provas do Enem 2021, tanto na versão física, quanto na digital, serão aplicadas nos dias 21 e 29 de novembro.

Por isso, levando em consideração que o conteúdo cobrado na prova é extenso e a disputa pelas melhores vagas das universidades exige que os candidatos alcancem as melhores notas possíveis, quem ainda não começou a estudar precisa iniciar essa fase o quanto antes.

No entanto, não é necessário se desesperar. Apesar de faltarem cerca de 4 meses para a realização do exame, ainda é possível se organizar para estudar e ter o melhor aproveitamento possível nesta prova.

Para ajudar essas pessoas que estão com dificuldade para organizar seus estudos para o ENEM 2021, nos próximos tópicos elas encontrarão dicas eficientes para vencer esse desafio.

Dica 1: Definir seu local de estudos

Um dos grandes problemas enfrentados pelos candidatos ao Enem 2021 é a falta de concentração nos estudos.

Embora muitos deles alegam que os celulares e suas redes sociais sejam o principal motivo de distração – e são mesmo – a falta de um local silencioso e específico para estudar também atrapalha o rendimento.

Por isso, o primeiro passo para se preparar para essa prova é definir esse local de estudos, com a melhor estrutura possível para que o estudante consiga passar muitas horas junto com seus livros, vídeos e anotações de aula. Se o local for ventilado e bem iluminado, será ainda melhor.

Vale lembrar que ter o apoio da família nesse momento é muito importante. Por isso, ter uma boa conversa com as pessoas com quem você convive e explicar que eles não devem incomodá-lo durante os estudos é fundamental.

Dica 2: Foque em provas anteriores do Enem

Embora o MEC disponibilize sua própria matriz de referências para o Enem, muitos professores de cursinhos pré-vestibulares já perceberam que focar os estudos nos conteúdos mais cobrados nas provas anteriores é muito eficaz para ter sucesso nesse exame.

E esse raciocínio está mesmo correto. Apesar das provas sempre apresentarem questões diferentes do padrão, de acordo com um levantamento realizado pela Plataforma de Educação SAS, alguns temas realmente são mais recorrentes na prova.

A maior parte das questões relacionadas à Física, por exemplo, envolvem conteúdos de mecânica (30,9%) e eletricidade e energia (25,8%).

Já as questões relacionadas à Biologia, por exemplo, em sua maioria, envolvem conteúdos ligados à humanidade e meio ambiente (19,5%), citologia (11,5%) e histologia e fisiologia (11,5%).

leia também:  Prefeitura de Vila Valério inaugura nova Escola Municipal de Educação Infantil “Otília Breda de Martins” neste sábado

Portanto, esses conteúdos podem ser utilizados como focos dos estudantes durante sua preparação para a prova, especialmente se ele tiver pouco tempo para estudar.

Dica 3: Planeje uma rotina de estudos

Com tantos assuntos para estudar, definir um calendário de estudos, com horários e datas específicas para aprender cada matéria cobrada no exame, é essencial para ter sucesso na prova.

O ideal é alternar os horários e dias para o estudo de cada conteúdo. Por exemplo: na segunda-feira, o estudante pode separar 2 horas para estudar matemática e 2 horas para se dedicar ao conteúdo de língua portuguesa.

Mas isso é apenas um exemplo. O importante é que o candidato consiga adaptar o conteúdo ao ser tempo livre disponível para os estudos. Se o candidato possui apenas 2 horas por dia disponíveis para estudar, por exemplo, então deve fazer o seu melhor nesse tempo.

E para tornar o aprendizado mais produtivo, o estudante ainda pode recorrer a algumas técnicas de estudo, como o método pomodoro, que consiste em ciclos de 25 minutos de concentração e 5 minutos de descanso. Dessa forma, será mais fácil colocar em prática o seu calendário de estudos.

Dica 4: Faça resumos e anotações sobre o tema estudado

Elaborar resumos, desenhos, esquemas e mapas-mentais são algumas das formas mais eficazes para fixar o conteúdo estudado. Isso é possível porque, ao elaborar cada um desses textos e desenhos, o estudante é obrigado a raciocinar e processar toda a informação estudada.

Por consequência, será muito mais fácil compreender e se lembrar do conteúdo em outros momentos. Vale lembrar que esses resumos também são importantes para os momentos de revisão de conteúdo, que devem ser inseridos no seu calendário de estudos.

Dica 5: Invista no treino de redações

A redação é uma das avaliações que mais impactam na nota final do Enem 2021. Portanto, aprender a escrever boas redações é essencial para ter sucesso nessa prova. E para alcançar esse objetivo, a única forma é investir em treinamento.

Para isso, é essencial estabelecer metas para escrever pelo menos uma redação por semana, com uma temática atual.

Isso ajuda o estudante não só a treinar sua escrita, mas também a planejar o tempo de prova. Afinal, a redação será realizada no mesmo dia das provas de língua portuguesa, língua estrangeira (inglês ou português) e Ciências Humanas.

Dica 6: Faça exercícios e participe de simulados

Além de elaborar resumos e treinar redações, é fundamental que o estudante faça muitos exercícios, especialmente nas áreas de ciências exatas, e participe de alguns simulados.

Todos os anos, muitos portais educativos, plataformas de jornais e até professores independentes oferecem simulados gratuitos e online aos candidatos que desejam testar seus conhecimentos.

leia também:  Escola Municipal Bertolo Malacarne finaliza projeto 'Consciência Limpa: Olho no Óleo' em São Gabriel

Essa prática é extremamente benéfica ao estudante, que tem a chance de verificar o seu nível de conhecimento da prova e verificar se seu planejamento de realização da prova realmente atende o tempo de prova.

Assim, caso seja necessário estudar mais ou controlar melhor o tempo, ainda será possível realizar esses ajustes.

 Dica 7: Utilize a internet a seu favor

Ficar longe das redes sociais é um dos principais desafios enfrentados pelos jovens que estão tentando se dedicar aos estudos para o Enem 2021. Como manter esse distanciamento é mesmo muito difícil hoje em dia, que tal utilizar a internet a seu favor?

Além de participar de simulados, o candidato pode aproveitar os momentos online para assistir aulas gratuitas, escutar podcasts sobre os conteúdos estudados, além de seguir perfis de educadores e estudantes que oferecem dicas e inspiração para aqueles que vão participar do Enem 2021.

E para facilitar o acesso a todos esses conteúdos, se possível, além de um smartphone conectado à internet, vale a pena utilizar um bom notebook ou tablet como apoio, facilitando o acesso e a organização de tudo que o candidato precisa estudar.

No entanto, quem deseja fazer esse investimento, precisa ficar atento ao custo-benefício e características de cada um desses aparelhos tecnológicos, para não jogar dinheiro fora e evitar problemas causados por falhas de equipamento.

Nesse sentido, vale a pena acessar o site A Melhor Escolha e conferir as indicações de melhores produtos de cada categoria. Dessa forma, será mais fácil utilizar seu dinheiro num equipamento que poderá ser utilizado até mesmo durante sua graduação.

Dica 8: Mantenha hábitos saudáveis

Por fim, mas não menos importante, é importante lembrar de um dos aspectos que mais impactam os estudos e que, infelizmente, é muito negligenciado: a adoção de hábitos saudáveis.

Nessa época de preparação para provas, os candidatos costumam ficar muito estressados e ansiosos. Combine esse estado de tensão com uma alimentação desequilibrada, noites mal dormidas e pouca – ou nenhuma – atividade física, e o resultado pode ser catastrófico.

Por isso, os especialistas recomendam que, especialmente neste período de preparação, os estudantes precisam manter um estilo de vida mais saudável possível.

 E isso significa não apenas uma alimentação melhor, mas também inclui a prática de alguma atividade física e, principalmente, uma boa noite de sono.

Sem a realização dessa rotina mais saudável, o estudante terá mais dificuldade para assimilar conteúdos, para se concentrar e até para lembrar do que foi estudado.

Em contrapartida, se o candidato conseguir manter hábitos de vida mais saudáveis, será mais fácil seguir sua rotina de estudos, realizar provas e simulados, além de manter a disposição para aprender.

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma