conecte-se conosco


Estado

Secont entrega piloto do Repositório Digital de Conhecimento ao Conselho Nacional de Controle Interno

Publicado em

Crédito: Divulgação
.

A Secretaria de Controle e Transparência (Secont) entregou ao Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci) o piloto do Repositório Digital de Conhecimento. A ferramenta foi apresentada na manhã esta sexta-feira (13), durante a 34ª Reunião Técnica do Conaci, que acontece em Vitória.

O gestor de Tecnologia da Informação da Secont, Emerson Couto de Moura, que está à frente do projeto, fez uma demonstração do funcionamento do Repositório, que permite a preservação, o acesso remoto, o gerenciamento, a busca, a recuperação e o reuso da produção intelectual das instituições da área de controle interno em todo o País.

O secretário de Estado de Controle e Transparência, Edmar Camata, observou que a ferramenta tornará mais acessível o compartilhamento de boas práticas para o fortalecimento da transparência, do combate à corrupção e do trabalho de auditoria. “A informação é o grande ativo hoje, é o diferencial”, lembrou.

Já o presidente do Conaci, Leonardo Ferraz, exemplificou alguns documentos que poderão ser colocados no Repositório, como as decisões em Processos Administrativos de Responsabilização e relatórios de auditoria. “A nossa intenção é criar um círculo virtuoso do conhecimento”, disse.

leia também:  Inspetor penitenciário conquista título estadual de Kickboxing

Funcionamento

O Repositório utiliza a ferramenta  DSpace, pacote de software de código aberto que permite a captura de conteúdo em qualquer formato (vídeo, texto, áudio de dados) e a busca dos conteúdos por meio de pesquisas temáticas.

A plataforma é totalmente gratuita e utilizada por mais de 3 mil instituições em todo o mundo. No Brasil 110 organizações já aderiram à solução, incluindo a Controladoria Geral da União (CGU) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). A CGU utilizou a ferramenta na construção do seu repositório, a Base de Conhecimento.

Além de elaborar o projeto, a Secont vai fornecer a infraestrutura tecnológica para o projeto-piloto, com o apoio do Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado (Prodest).

 

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Secont
Cintia Bento Alves
(27) 3636-5354 | (27) 98895-1695
[email protected]

Fonte: Governo ES

Estado

Operação de combate ao desmatamento ilegal continua em Santa Teresa


Equipes do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) realizaram, nos dias 13 e 20 de janeiro, a fiscalização em solo dos pontos mapeados em Santa Teresa, a partir do sobrevoo para identificar possíveis irregularidades ambientais.

O sobrevoo foi realizado em dezembro do ano passado, com o apoio do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo da Secretaria da Casa Militar – Espírito Santo (NOTaer), tendo sido identificados 38 pontos para averiguação de infrações, como queimadas, supressão irregular de vegetação, terraplanagens em Áreas de Preservação Permanente (APPs) e fracionamento de imóveis rurais abaixo da parcela mínima permitida por lei.   

De acordo com o diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, o Instituto tem atuado de forma constante, de modo a minimizar os crimes ambientais. “É um trabalho desafiador e que requer atenção máxima. Com o sobrevoo e as imagens de satélites de alta resolução do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), temos a possibilidade de proceder as verificações. Mas também é importante o apoio da população, acionando o Disque-Denúncias 181, de modo que essas ações não fiquem impunes”, disse Louzada.

leia também:  Setur debate soluções para crise com trade turístico de Guarapari

Operação 

Segundo o gerente de Licenciamento e Controle Florestal do Idaf, Fabricio Zanzarini, após o sobrevoo foi elaborado um relatório, com informações sobre os responsáveis pelas áreas. Foram verificados desmates em 14 pontos, sendo dois já com loteamentos e outros com terraplanagem. Em 11 pontos foram detectados terraplanagem, sendo quatro com loteamentos em implantação e outros com indícios. Em sete pontos, foi verificado o preparo do solo para cultivo agrícola, onde, provavelmente, não há infração. 

De acordo com o gerente do Escritório do Idaf em Santa Teresa, Fabrício Fardin, todos os proprietários das áreas já foram identificados.  “Vamos entregar um relatório à Prefeitura de Santa Teresa, que é responsável pelo ordenamento do uso e da ocupação do solo, e pelo licenciamento dos loteamentos, para tomar as devidas providências que cabem ao município. O Idaf, nos próximos dias, estará aplicando as penalidades cabíveis. As vistorias ocorridas nessas duas datas resultaram em 21 áreas embargadas para recuperação da vegetação”, conta Fardin.

Texto: Francine Castro e Rafaely Lyra

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Idaf
Francine Castro/ Rafaely Lyra Walter
(27) 3636-3774 / (27) 99237-5308
[email protected]

leia também:  Pronampe: Banestes anuncia liberação de cerca de R$ 190 milhões para linha de capital de giro
Fonte: Governo ES

Visualizar

MAIS LIDAS

error: O conteúdo está protegido !!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma