conecte-se conosco


Economia - ES1.com.br

São Gabriel recebe Seminário de Educação Tributária

Publicado em

Na tarde desta quarta-feira, 28, a prefeitura de São Gabriel da Palha, por meio da Secretaria Municipal de Finanças, realizou o Seminário de Educação Tributária nas finanças do Município, no Centro de Eventos Palácio Café Conilon, na praça Aurélio Bastianello. Entre os presentes estavam a Secretária Municipal de Finanças, Ilza Lúcia da Conceição e o vice-prefeito Léo Bragato.

O Seminário de Educação Tributária é uma parceria entre a Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ) com o município, e teve por objetivo mostrar à sociedade local o impacto do Programa de Educação Tributária nas finanças do Município e ainda estreitar uma relação de parceria com os contribuintes.

“É um evento importante para a conscientização tanto da gente como servidor, quanto dos munícipes em relação a tributos, aquilo que trás benefícios para gente, aquilo que vai de retorno para a sociedade, capacitação, conhecimento”, contou a secretária Ilza.

A partir da ação inicial, poderá se desenvolver Projetos de Consciência Tributária com toda a sociedade gabrielense abrangendo os empresários do comércio local, os produtores rurais, os contadores e em especial as escolas públicas e privadas, levando aos estudantes temas relacionados com cidadania e gestão pública, com cidadãos conscientes e capazes de exercer a força plena de sua cidadania.

leia também:  Sicredi é premiado por uso de inteligência artificial em atendimento via Whatsapp

Os participantes acompanharam duas palestras: “A Educação tributária contribuindo positivamente na Administração Municipal”, com o palestrante Arthur Sérgio Rangel Viana, Coordenador EAD (Disseminadores de Educação Fiscal/PEETESAF) e “IPM (Índice de participação dos Municípios) e IPVA uma receita de sucesso para os municípios capixabas”, com o palestrante Francisco Costa de Andrade, Coordenador do Grupo Estadual de Educação Tributária da SEFAZ.

Editora Hoje

Economia - ES1.com.br

Produção industrial cresce 0,3% de abril para maio

A produção da indústria brasileira cresceu 0,3% na passagem de abril para maio deste ano. É a quarta alta consecutiva. Apesar dos quatro meses de crescimento, a indústria ainda não conseguiu repor a perda de 1,9% de janeiro.

O setor também ainda está 1,1% abaixo do patamar pré-pandemia (fevereiro de 2020) e 17,6% abaixo do nível recorde alcançado em maio de 2011.

Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgada hoje (5), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com maio de 2021, a indústria cresceu 0,5%. Já na média móvel trimestral, a alta é de 0,4%.

Nos acumulados do ano e de 12 meses, no entanto, houve quedas de 2,6% e de 1,9%, respectivamente.

De abril para maio, 19 das 26 atividades industriais pesquisadas tiveram alta na produção, com destaque para máquinas e equipamentos (7,5%), veículos automotores, reboques e carrocerias (3,7%), produtos alimentícios (1,3%), couro, artigos para viagem e calçados (9,4%) e máquinas, aparelhos e materiais elétricos (5,5%).

leia também:  Conselho de Administração da Vale suspende pagamento de dividendos

Declínio

Sete atividades tiveram queda no período, entre elas indústrias extrativas (-5,6%) e outros produtos químicos (-8,0%).

Entre as quatro grandes categorias econômicas da indústria, apenas os bens intermediários, isto é, os insumos industrializados usados no setor produtivo, tiveram queda de abril para maio (-1,3%).

Bens de capital, isto é, as máquinas e equipamentos usados no setor produtivo, anotaram alta de 7,4%. Também tiveram crescimento os bens de consumo duráveis (3%) e os bens de consumo semi e não duráveis (0,8%).

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Economia

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

cartaz apae