conecte-se conosco


Policial - ES1.com.br

Radares do ES serão verificados a partir de hoje

Publicado em

camera_enhance Ao longo do mês, as equipes do instituto vão verificar radares instalados nos municípios de Águia Branca, Alegre, Anchieta, Barra de São Francisco, Castelo, Colatina, Conceição da Barra, Domingos Martins, Guaçuí, Guarapari, João Neiva, Linhares, Marechal Floriano, Pedro Canário, São Gabriel da Palha, São Mateus, São Roque do Canaã, Serra e Vila Velha. (Crédito: divulgação)

A partir de hoje, o Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Espírito Santo (Ipem-ES), órgão delegado no Inmetro, vai verificar 55 radares de velocidade, totalizando 103 faixas de circulação, instalados em várias rodovias capixabas. A maior parte dos equipamentos está localizada em pontos das BRs 101 e 262, mas também haverá verificação nas BRs 259 e 482.
“Se forem aprovados na verificação, esses radares já estarão aptos para entrar em funcionamento, garantindo mais segurança nas estradas, sobretudo nessa época em que as viagens aumentam e recebemos tantos turistas”, destacou a diretora-geral do Ipem-ES, Claudia Lemos.

leia também:  Polícia Militar apreende sete armas de fogo durante Operação Sentinela em Afonso Cláudio

A diretora ressalta, ainda, que a verificação de radares é uma atividade rotineira do Ipem/ES, sendo realizada a partir da solicitação das operadoras, que devem informar os equipamentos que estão aptos a passarem pela verificação.

As validades das verificações de radares realizadas pelo Ipem/ES podem ser consultadas no site www.ipem.es.gov.br
, na aba de serviços, ícone “VALIDADE DA VERIFICAÇÃO DE INSTRUMENTOS”.

 

 

Cidades

Ao longo do mês, as equipes do instituto vão verificar radares instalados nos municípios de Águia Branca, Alegre, Anchieta, Barra de São Francisco, Castelo, Colatina, Conceição da Barra, Domingos Martins, Guaçuí, Guarapari, João Neiva, Linhares, Marechal Floriano, Pedro Canário, São Gabriel da Palha, São Mateus, São Roque do Canaã, Serra e Vila Velha. Conforme a Portaria Inmetro 544/2014, é obrigatória a verificação uma vez por ano, ou toda vez que o equipamento passar por reparo. A verificação leva de 20 minutos a 1 hora. A ação envolve fiscais do Ipem-ES, equipe da empresa responsável pelo radar e agentes de trânsito. Para evitar acidentes, na ocasião fica impossibilitada a passagem de pedestres e veículos na via.

leia também:  Operação conjunta apreende arma, drogas e dinheiro em Boa Esperança

Em caso de chuva, a verificação é cancelada, o que pode ocorrer poucas horas do agendado, conforme solicitação dos agentes de trânsito ou empresa responsável pelo radar. Caso o equipamento seja aprovado, recebe um certificado válido por um ano. Quando há reprovação, a empresa fabricante é notificada, para corrigir o erro. Para aplicação de multas, em caso de excesso de velocidade, o equipamento necessariamente deve estar verificado pelo Ipem-ES.

Quaisquer denúncias e esclarecimentos podem ser registrados, gratuitamente, por meio da Ouvidoria do Ipem-ES, no telefone 0800 039 1112 ou pelo e-mail [email protected]

 

Secom/ ES

Policial - ES1.com.br

Policiais da Core prendem homem que se passava por policial civil em Vila Velha

Um homem de 31 anos foi preso por policiais civis da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), durante uma operação policial no bairro Novo México, em Vila Velha. Ele é suspeito de se passar por um policial civil da unidade.

A equipe policial recebeu uma denúncia, que informava de um indivíduo se passava por um policial civil da unidade. “Após levantamentos, foram identificadas imagens do suspeito, em que o mesmo fazia uso de colete e distintivos da polícia, e dizia estar “indo trabalhar”, além de outras fotos em que ele aparece com uma pistola na cintura. O retrato foi usado no perfil dele no WhatsApp, portando uma pistola, distintivo da PCES e uma caneca com o símbolo da Polícia Civil”, disse o coordenador da Core, delegado Ricardo Almeida.

De acordo com o delegado, a equipe levantou as informações de que o suspeito trabalhava como chefe de segurança em uma empresa em Vila Velha e se apresentava como policial civil, sempre portando uma arma de fogo e se deslocando em uma moto ou carro.

leia também:  PF monta esquema e toneladas de cocaína são apreendidos em portos do ES e de 4 estados

“A equipe policial realizou uma campana com viatura descaracterizada próximo ao local de trabalho do suspeito, em Novo México, Vila Velha. Ao avistar uma motocicleta com um indivíduo com as características do homem que estávamos à procura, fizemos a abordagem do mesmo”, explicou Ricardo Almeida. 

Segundo o responsável pela investigação, o suspeito, ao ser questionado se portava arma de fogo, disse que sim e em ato continuo, ao ser perguntado sobre o colete e distintivo da polícia civil que ele usava, indicou que os apetrechos estavam na casa dele. “Seguimos então para o edifício, onde fomos atendidos pela mãe do conduzido, que nos convidou para entrar e mostrou o quarto do suspeito, indicando onde estava o colete e o distintivo, sendo estes recolhidos pela equipe”, acrescentou o delegado.

Em depoimento, o conduzido alegou que a arma usada por ele era do pai, que era inspetor penitenciário de determinação temporária. Já o colete balístico, não teve nenhum documento apresentado. Ao consultarem os antecedentes criminais do indivíduo de 31 anos, os policias constataram que ele já tinha passagens pelos crimes de ameaça, estelionato e vias de fato. 

leia também:  Mãe de 10 filhos, costureira é presa por tráfico de drogas: 'fiz por necessidade'

O suspeito foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e falsa identidade, sendo encaminhado para o Centro de Triagem de Viana (CTV), ficando à disposição da Justiça.

Texto: Brenda Corti, estagiária da Seção de Imprensa e Comunicação Interna (Sicoi)

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna – (27) 3137-9024

[email protected]

Informações à Imprensa:

Matheus Zardini / Olga Samara  

(27) 3636-1574 / (27) 99297-8693 / (27) 3636-1536 / (27) 99846-1111

[email protected]

Fonte: Polícia Civil ES

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2