conecte-se conosco


Ananias F. Santiago - ES1.com.br

QUE PAÍS É ESSE?

Publicado em

“Nas favelas, no senado Sujeira pra todo lado. Ninguém respeita a constituição, Mas todos acreditam no futuro da nação. Que país é esse?” Renato russo

Não poderia haver uma só música com letra tão atual quanto essa. Renato Russo, nos anos 80 parece ter vislumbrado o futuro sem se desprender da realidade. Não há outra pergunta mais pertinente neste momento. Afinal que país é esse?

No senado, ou melhor, no congresso nacional impera a máxima “manda quem pode, obedece quem tem juízo”. Ou pelo menos era o que acreditavam ser o lema do país. Não emergiram milésimos de centímetros deste grande iceberg que tal qual afundara o grande navio Titanic há mais de 100 anos atrás, está afundando o nosso país nos tempos atuais. Contudo naquele que seria um dos piores acidentes da história em que pese os descuidos e contratempos dos responsáveis, por aqui nada é por acidente. O governo, e quando eu digo isso me refiro a grande parte da classe política nacional, vêm sorrateiramente afundando o país, dilapidando nossa rica nação e poucos são os punidos por isso.

leia também:  MASCULINIDADE E MACHISMO NÃO SE CONFUNDEM

A nação está quebrada, mas o povo ainda brada com paixão, defendendo esquerda ou direita numa doce ilusão. Aqui sejamos realista, temos raras exceções de políticos honestos em nosso país, e menos ainda com a qualificação e conhecimentos necessários para guiar o país para fora deste oceano de lama a qual estamos afundando.

De um lado, uns que possuem milhões guardados em caixas dentro de um apartamento e nada sabem, na outra ponta desse cipó, outros que possuem bens que não são seus. Ainda temos aqueles que são os “honestos” mas que seu faturamento não explica seu patrimônio, quer dizer, a não ser que de tão santos já tenham aprendido a fazer o milagre da multiplicação.

O momento não é de briga partidária, deixemos o poder judiciário fazer o seu papel e cuidemos do nosso. O cidadão decide quem o governa, o cidadão na verdade é que é o responsável por quem se encontra no governo. De modo que nossa vez está chegando, a escolha cabe a nós. Deixo minha contribuição com algumas indagações.

leia também:  O SISTEMA PRISIONAL BRASILEIRO

 

 

Afinal, que país é esse?
Paraíso do futebol, terra do samba e do carnaval
Que país é esse?
Onde a corrupção ocorre a luz do dia, e tudo parece normal

Que pais é esse?
Onde a justiça não pode mais trabalhar,
onde ser honesto é ser bobo
E bonito mesmo é roubar

Que país é esse?
Sempre me faço essa pergunta.
Onde estão nossos bravos guerreiros?
Não virão em nossa defesa? Não irão à luta?

Que país é esse?
Eu me ponho a indagar
Até quando, eu te pergunto
Até quando iremos nos calar?

Que país é esse?
Quanta corrupção!
Poucos buscam a mudança
Mas todos acreditam no futuro da nação!

 

 

Ananias Ferreira Santiago
OAB/ES 29.206

Ananias F. Santiago - ES1.com.br

Tchau querida

A expressão é conhecida, aliás já virou jargão, repetida como um mantra. Mas o tchau aqui é mais profundo do que uma mera expressão, não é dirigido a uma pessoa ou a um partido político, tampouco à direita, esquerda ou qualquer tipo de classificação política. Aqui o tchau é a um modo de agir, a uma maneira de pensar, a uma cultura nefasta.

A nação brasileira há tempos vem demonstrando uma insatisfação contra uma cultura de atraso que tem se abatido sobre ela há décadas, e isso não diz respeito a partido ou a lado político, isso diz respeito ao modus operandi, isto é, a maneira de agir e de governar que até então era quase que padrão pelos nossos “representantes”.

O povo vem dizendo não a corrupção, não aos privilégios, não a impunidade já há algum tempo. Porém desta vez é diferente, desta vez a voz foi firme, uníssona e veemente. Um grito… Ou melhor, um brado de protesto. Mas não daquele protesto de se opor e não lutar, de falar e não fazer. O povo saiu às ruas, o povo pediu justiça o povo se cansou de mais do mesmo.

leia também:  MERITOCRACIA X MIMIMI

Nunca antes no passado recente se viu tanta gente se importando com os rumos da nação. Os jovens… Há os jovens, esses sim, saíram do conforto da alienação para discutir bravamente qual rumo tomaremos, ainda que de seus caros iphones, ainda que pelo conforto da internet. Mas discutiram, argumentaram, apontaram o que queriam, e isso faz diferença.

O Tchau aqui simboliza muito, simboliza um adeus a cultura da alienação, simboliza que a grande maioria está antenado no que ocorre no país, e melhor, está disposto a argumentar e lutar para ver melhorar, para ver mudanças.

Uma nação cujo povo tem opinião e faz questão de externá-la e defendê-la, jamais ficará refém de um Estado agigantado, jamais se submeterá a uma desgovernança.  O tchau é um adeus, o tchau é um encontro com nosso futuro, o tchau é um novo Brasil.

 

Ananias Ferreira Santiago
OAB/ES 29.206

Visualizar
error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2