conecte-se conosco


Educação - ES1.com.br

Projeto Andaluz oferece novas oportunidades para jovens

Publicado em

O Projeto Andaluz, em São Gabriel da Palha, oferece curso gratuito para 11 jovens, onde eles têm a oportunidade de aprimorar conceitos relacionados ao mercado e dia a dia das empresas, fundamentos da administração, área fiscal e o uso da informática como ferramenta de trabalho.

Projetos com esse mesmo nome já ocorrem em muitas outras cidades através do grupo Cáritas. O nome é em homenagem a Luiza Andaluz. O programa é feito através de uma parceria entre a Paróquia Arcanjo Gabriel, Cáritas e Atual Sistemas, onde o objetivo é capacitar os jovens para o mercado de trabalho através de conceitos essenciais com o propósito de facilitar a colocação profissional dos participantes.

A primeira etapa foi a preparação e montagem da sala de aula, que ocorreu através de doações de computadores, ventiladores e bebedouro. A Segunda etapa que está em andamento são as aulas presenciais, com professores voluntários da Atual Sistemas. As aulas ocorrem duas vezes por semana no período noturno – pois alguns beneficiados ainda estudam para concluir o ensino médio, e acontecem no próprio bairro Aimorés em uma sala anexa à comunidade. Novas vagas devem ser abertas após a finalização dessa turma e a conclusão do curso deve ser em 6 meses.

leia também:  Creche do bairro Nova Aliança chega a 70% de execução da obra em Vila Valério

Luana Scardua é uma das beneficiadas pelo projeto e deixou sua mensagem para os responsáveis. “Primeiro gostaria de parabenizar a todos os envolvidos pela excelente ideia da realização do Projeto Andaluz. Nós temos a oportunidade de abraçar essa causa que tem como objetivo fornecer uma bagagem de conhecimento voltado a capacitação profissional. Contando não só com o envolvimento e interação de alunos e professores, mas tendo por trás toda uma equipe. É visível a organização e empenho dos mesmos em fazer do projeto a nossa oportunidade de preparação ao Mercado de trabalho. Eu como aluna, posso afirmar que tem sido uma experiência muito gratificante, e de muita importância, tanto para meus colegas e a toda equipe que acredita no Projeto andaluz”, afirmou.

 

Editora Hoje

Educação - ES1.com.br

Dia D da Busca Ativa Escolar de Nova Venécia acontece às quintas-feiras

A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), seguindo o cronograma do dia D da Busca Ativa Escolar, na quinta-feira (30), disponibilizou equipes para visita técnica aos Distritos de Cedrolândia e São Gonçalo, pela manhã e em bairros do município veneciano, no período da tarde. Foram recebidos  7 alertas, sendo 5 localizados com êxito.

A Seme implantou  a estratégia Busca Ativa Escolar no ano passado, com o objetivo de identificar, registrar, controlar e acompanhar crianças e adolescentes, em idade escolar obrigatória, de 4 a 17 anos que estão fora da escola.

A partir de abril deste ano, a Seme criou o dia D,  que acontece  semanalmente às quintas-feiras. O trabalho é desenvolvido  entre as Secretarias Municipais de Educação, Saúde e Assistência Social, cada uma atuando no âmbito de suas competências de forma integrada e articulada.

De acordo com a coordenadora da Busca Ativa, um cronograma é feito pelo setor com base nas informações inseridas, feita pela unidade escolar, na plataforma. “Os  dados da Plataforma nos permitem  identificar se o aluno está matriculado e não está frequentando as aulas”, disse. Segundo ela, outra forma de obtenção de informações é por meio dos agentes de saúde, que,  ao visitarem as famílias, acabam por identificar  alunos fora da escola.

leia também:  Creche do bairro Nova Aliança chega a 70% de execução da obra em Vila Valério

Além de trazer o aluno de volta para a escola, a estratégia monitora a criança e/ou adolescente para garantir sua permanência nas unidades escolares.

Sobre a estratégia
A Busca Ativa Escolar foi desenvolvida pelo Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF), em parceria com a União de Nacional de Dirigentes Municipais de Educação (Undime), com o apoio do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde,  como estratégia para apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes, em idade escolar obrigatória, de 4 a 17 anos.

Fonte: Ascom|PMNV

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2