conecte-se conosco


Educação - ES1.com.br

Professores receberão capacitação esportiva no ES

Publicado em

Profissionais que atuam em diversas modalidades esportivas nos municípios do interior do Espírito Santo vão receber uma capacitação, focando no ensino dos fundamentos de cada modalidade, com teoria e prática.  O Programa de Capacitação Esportiva (Procapes) foi apresentado pelo subsecretário de Estado de Esportes e Lazer, Fabio Luiz Magalhães, nessa quarta-feira, 14. A abertura contou com a presença dos profissionais que aplicarão as aulas, além de autoridades locais.
O curso acontecerá em um fim de semana, com duração de 16 horas, direcionado inicialmente aos professores de rede pública e do Projeto Campeões de Futuro. Cada turma terá, em média, 30 alunos. Ao final, os inscritos terão o Certificado da Sesport.
O subsecretário Fabio Luiz, que é o coordenador do projeto, destacou que o Programa vai além da questão técnica.  “A capacitação sempre foi uma das prioridades para mim, pois além de tornar os profissionais ainda mais preparados, é um incentivo ao esporte coletivo, que no meu ponto de vista está desvalorizado. O Governo do Estado se preocupa em cuidar não só das contas, mas também das pessoas e, por isso, investe na valorização e no reconhecimento dos atletas capixabas”, disse.

leia também:  Lista dos aprovados no Sisu 2018 é divulgada

Governo ES

Educação - ES1.com.br

Dia D da Busca Ativa Escolar de Nova Venécia acontece às quintas-feiras

A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), seguindo o cronograma do dia D da Busca Ativa Escolar, na quinta-feira (30), disponibilizou equipes para visita técnica aos Distritos de Cedrolândia e São Gonçalo, pela manhã e em bairros do município veneciano, no período da tarde. Foram recebidos  7 alertas, sendo 5 localizados com êxito.

A Seme implantou  a estratégia Busca Ativa Escolar no ano passado, com o objetivo de identificar, registrar, controlar e acompanhar crianças e adolescentes, em idade escolar obrigatória, de 4 a 17 anos que estão fora da escola.

A partir de abril deste ano, a Seme criou o dia D,  que acontece  semanalmente às quintas-feiras. O trabalho é desenvolvido  entre as Secretarias Municipais de Educação, Saúde e Assistência Social, cada uma atuando no âmbito de suas competências de forma integrada e articulada.

De acordo com a coordenadora da Busca Ativa, um cronograma é feito pelo setor com base nas informações inseridas, feita pela unidade escolar, na plataforma. “Os  dados da Plataforma nos permitem  identificar se o aluno está matriculado e não está frequentando as aulas”, disse. Segundo ela, outra forma de obtenção de informações é por meio dos agentes de saúde, que,  ao visitarem as famílias, acabam por identificar  alunos fora da escola.

leia também:  MEC divulga vencedores de etapa do Prêmio Professores do Brasil

Além de trazer o aluno de volta para a escola, a estratégia monitora a criança e/ou adolescente para garantir sua permanência nas unidades escolares.

Sobre a estratégia
A Busca Ativa Escolar foi desenvolvida pelo Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF), em parceria com a União de Nacional de Dirigentes Municipais de Educação (Undime), com o apoio do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde,  como estratégia para apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes, em idade escolar obrigatória, de 4 a 17 anos.

Fonte: Ascom|PMNV

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2