conecte-se conosco


Economia - ES1.com.br

Primeira empresa de maconha chega à Bolsa de Valores americana

Publicado em

A bolsa de valores Nasdaq listará suas primeiras ações de cannabis nesta terça-feira, 27, um marco para um setor que tem sido rejeitado pelo governo Trump. A Cronos Group, que já é negociada no Canadá, será a primeira empresa de maconha em uma grande bolsa dos EUA — ao lado de outras ações da Nasdaq, como a Apple, a Microsoft e a Starbucks.
A listagem poderia ajudar a expandir a chamada “febre da maconha”. Os investidores dos EUA que estavam incômodos ou impedidos de colocar fundos no exterior ou em ações do mercado de balcão agora têm uma opção convencional que foi aprovada pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês).
“É muito significativo para a empresa e para todo o setor”, disse Mike Gorenstein, fundador e CEO da Cronos, em entrevista. “É um momento importante, que mostra que o estigma da maconha continua diminuindo.”
A medida coincide com uma expansão do setor da maconha em todo o mundo. O Uruguai legalizou a cannabis federalmente para todos os adultos, e o Canadá deverá seguir esse exemplo no final deste ano. A Alemanha está entre os cerca de 30 países que permitem a venda da planta com fins medicinais.
Nos EUA, nove estados e Washington, o distrito federal, legalizaram o uso recreativo e 29 estados permitiram o uso medicinal. Sozinho, o mercado americano chegará a US$ 50 bilhões até 2026, em contraste com US$ 6 bilhões em 2016, de acordo com o banco de investimentos Cowen & Co.
A Cronos está aproveitando a oportunidade internacional. A empresa com sede em Toronto produz e vende maconha medicinal no Canadá. Também envia seus produtos para a Alemanha, onde são distribuídos pela G. Pohl-Boskamp.
Para a Cronos, a listagem nos EUA poderia abrir as portas para um capital significativo. Ela também vai esclarecer a confusão em torno da legalidade do investimento, disse Gorenstein. Cerca de uma de cada três conversas que ele teve com investidores americanos foi sobre se eles poderiam investir legalmente na entidade canadense.
“Muitos investidores dos EUA ainda não têm certeza sobre a legalidade: não há muita conscientização sobre a legalização federal no Canadá em contraste com os EUA”, disse ele. “A listagem na Nasdaq abrirá o leque de oportunidades para muitos investidores dos EUA que se sentiam inseguros, inclusive no nível institucional.”

leia também:  Reforma da Previdência já foi aprovada em dez estados

Incertezas

A confusão é justificada. A cannabis continua sendo ilegal segundo a legislação federal dos EUA. O procurador-geral do país, Jeff Sessions, rescindiu em janeiro as proteções da era Obama que permitiram que setores com legalização estadual prosperassem.
Ainda assim, essa ilegalidade não impede que investidores dos EUA coloquem dinheiro em empresas estrangeiras que operam legalmente em seus respectivos países, disse Gorenstein.
A Cronos estava “extremamente concentrada” em garantir que estava preparada para se adequar aos padrões da SEC antes de apresentar a solicitação para ser listada na Nasdaq. Por isso, o processo foi relativamente tranquilo.
“Espero que a listagem sirva como um catalisador e que seja útil para as empresas dos EUA também, em termos de acabar com o estigma. Porque queremos que o setor como um todo avance”, disse ele.

O Globo

Economia - ES1.com.br

Servidores do Banco Central confirmam fim da greve

Após três meses de greve, os servidores do Banco Central (BC) aprovaram o retorno ao trabalho em assembleia sindical nesta manhã. A categoria voltará ao trabalho, mas pretende continuar o movimento com operações padrão, para tornar mais lentos projetos internos.

Por meio da assessoria de imprensa, o BC informou que a divulgação de estatísticas será retomada gradualmente. Ainda não há definição de datas, que serão comunicadas com cerca de 24 horas de antecedência.

Em nota, o Sindicato Nacional de Funcionários do Banco Central (Sinai) informou que, apesar do fim da greve, novas atividades de mobilização e protesto estão sendo debatidas no âmbito da categoria e serão divulgadas ao longo das próximas semanas. A entidade assegurou que o movimento não prejudicou a prestação de serviços essenciais ao longo dos últimos três meses.

“Desde o princípio, o movimento grevista ocorreu de maneira ordeira e responsável, garantindo a manutenção de serviços essenciais ao cidadão brasileiro, como o Pix”, destacou o texto. O sindicato informou que a mobilização “cumpriu seu papel”, porque o BC enviou ao Ministério da Economia propostas para a reestruturação da carreira, que envolve aspectos não salariais, e para a criação de uma gratificação por produtividade.

leia também:  Indicador de emprego da FGV registra menor nível desde agosto de 2020

Os funcionários do BC ficaram em greve de 1º de abril até ontem (4), último dia possível para a entrada em vigor de aumentos salariais neste ano. Pela Lei de Responsabilidade Fiscal, o Congresso precisaria ter aprovado, até 30 de junho, reajustes que repusessem perdas com a inflação, com a lei entrando dois dias úteis depois, o que corresponderia a 4 de julho.

Para cumprir esse prazo, no entanto, o governo precisaria ter enviado um projeto de lei ou medida provisória ao Congresso no fim de maio ou na primeira semana de junho.

Reivindicações

Os funcionários do BC reivindicavam a reposição das perdas inflacionárias nos últimos anos, que chega a 27%. Eles também pediam a mudança da nomenclatura de analista para auditor e a exigência de nível superior para ingresso dos técnicos do BC. Com a negativa do governo em conceder aumentos, eles se concentraram na elaboração de um novo plano de carreiras.

Em 19 de abril, a categoria suspendeu a greve, mas retomaram o movimento por tempo indeterminado desde 3 de maio. Desde então, só serviços considerados essenciais estão sendo executados, como as reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom), o Pix e a divulgação do déficit primário no primeiro quadrimestre.

leia também:  Petrobras tem autorização do Ibama para simulado pré-operacional no AP

A divulgação de estatísticas, como o boletim Focus (pesquisa semanal com instituições financeiras), o fluxo cambial, o Relatório de Poupança e a taxa Ptax diária (taxa média de câmbio que serve de referência para algumas negociações), foi suspensa ou ocorre com bastante atraso desde então. Projetos especiais, como a expansão do open finance e a segunda fase de consultas de saques de valores esquecidos, estão suspensos.

Desde o início do ano, diversas categorias do funcionalismo federal trabalham em esquema de operação-padrão ou fazem greve porque o Orçamento de 2022 destinou R$ 1,7 bilhão para reajuste a forças federais de segurança. No fim de abril, o governo confirmou que estudava um aumento linear de 5% para todo o funcionalismo, mas, no início de junho, o ministro da Economia, Paulo Guedes, descartou a concessão de reajustes em 2022.

Nas últimas semanas, servidores de órgãos federais em greve voltaram ao trabalho. As atividades foram retomadas no Tesouro Nacional, no Instituto Nacional de Serviço Social (INSS) e na Controladoria-Geral da União.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Economia

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2