conecte-se conosco


Policial - ES1.com.br

Polícias Militar e Civil divulgam relatório anual da AISP em Guarapari

Publicado em


O 10º Batalhão da Polícia Militar em conjunto com a 5ª Delegacia Regional, divulgaram nessa quinta-feira (13) o relatório anual 2021 da Área Integrada de Segurança Pública (AISP) nº 10, atuante em Guarapari.

A AISP tem como objetivo principal o planejamento de ações conjuntas entre a Polícia Civil e a Polícia Militar, mediante o monitoramento de indicadores de criminalidade e de produtividade policial. O Relatório engloba dados de produtividade como o número de detidos, elucidação de homicídios, visitas tranquilizadoras a mulheres vítimas de violência doméstica, redução dos índices de furtos e roubos, e operações de abordagens.

Um ponto importante a ser destacado é o decréscimo do número de homicídios, sendo a menor taxa por 100 mil habitantes em 26 anos. O chefe da 5ª Delegacia Regional de Guarapari, delegado Rafael Ramos Corrêa Luiz, citou que essa redução é um marco para a segurança pública capixaba, mas enfatizou que o objetivo é reduzir ainda mais os crimes de forma a melhorar a qualidade de vida do cidadão capixaba.

Outra consequência do trabalho direcionado foi a diminuição do número de roubos em residências, uma redução de 50% em relação ao ano de 2020.

leia também:  Homem é preso por tentativa de homicídio em Rio Bananal

O comandante do 10º Batalhão, tenente-coronel Emerson Caus, destacou que os resultados são reflexos do empenho diário da tropa do 10º Batalhão e que os esforços continuam neste ano de 2022: “O trabalho da AISP continua no ano de 2022, em busca de resultados ainda melhores”, finalizou o comandante do 10º Batalhão da PM.

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da PMES:
Tenente-coronel ANDERSON LOUREIRO BARBOZA
Tels. (27) 3636-8717 / 3636-8718
E-mail: [email protected]

Subseção de Jornalismo PMES:
Tel. (27) 3636-8715
E-mail: [email protected]

Fonte: PM ES

Policial - ES1.com.br

Polícia Civil conclui apuração sobre mulher encontrada em telhado em Nova Venécia


A Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Nova Venécia encerrou a investigação sobre a mulher de 50 anos encontrada desacordada no telhado de uma residência no bairro Altoé, em Nova Venécia, no dia 04 de janeiro deste ano. A investigação apontou que a mulher se jogou da janela da residência do segundo andar, vindo a cair sobre o telhado do primeiro andar. Portanto, não há crime relacionado ao fato.  O levantamento teve início assim que o caso chegou ao conhecimento da Polícia Civil.

“Determinei que a equipe da Deam realizasse um levantamento inicial, por meio de Verificação de Procedência da Informação, que nada mais é do que verificar os dados iniciais relacionados ao fato, antes mesmo da instauração do Inquérito Policial. Após a coleta de informações, incluindo declarações da suposta vítima, ficou claramente constatado que não houve crime, a mulher se jogou da janela sozinha, vindo a se machucar”, relatou o delegado Wilian Dobrovosk, respondendo da Deam de Nova Venécia.

Na ocasião do fato, ela estava na casa da filha e se aproximou da janela com o intuito de se jogar. Ao perceber que a mãe estava alcançando a janela, a filha, grávida de 7 meses, a conteve, segurando pela blusa, o que amorteceu, mas não evitou a queda. A mulher acabou se chocando contra o telhado e precisou ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros.

Com a constatação, o caso foi encerrado e encaminhado para apreciação do Ministério Público.

leia também:  Denarc prende suspeitos por tráfico e associação ao tráfico de drogas em Cariacica e Vila Velha

Texto:  Camila Ferreira

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
[email protected]

Atendimento à Imprensa:
Matheus Zardini / Camila Ferreira
(27) 3636-9928 / (27) 99297-8693 / (27) 99231-5157
[email protected]

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma