conecte-se conosco


Policial - ES1.com.br

Policial vítima de atentado no ES morre após sete dias de internação

Publicado em

Faleceu às 21h05 desta terça-feira, 27, o policial militar Afonso Miller, de 23 anos. Ele foi baleado na cabeça em um atentado no dia 20 de março, em São Torquato, em Vila Velha, ao ser confundido com um traficante.
Ele havia passado por cirurgia e seguia internado em estado gravíssimo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Lucas, em Vitória.
Os suspeitos do crime já foram presos.
A Polícia Militar emitiu uma nota de pesar lamentando o falecimento do soldado Afonso Miller Costa Mello.
“Nos sentimos consternados por essa grande perda e nos compadecemos junto aos familiares nesse momento de tamanha dor, rogando a Deus que conforte nossos corações em luto”, diz a nota.

Crime

Segundo a polícia, o soldado Afonso, de 23 anos, estava acompanhado por outro PM, que não se feriu, na hora do crime.
A informação é de que os dois saíram da academia e foram até a casa do treinador, que fica próximo, para realizar um pagamento.
Quando chegavam perto da moto que pegariam para ir embora, dois homens passaram a pé e um deles atirou na cabeça do policial.
A vítima foi socorrida por uma delegada de polícia, que passava pelo local, e foi encaminhada para o Hospital São Lucas. Afonso passou por um exame de tomografia antes de seguir para cirurgia.
Segundo a polícia, o militar que estava com a vítima disse que não houve anúncio de assalto.

leia também:  Preso rapaz acusado de roubo

Detidos

Dois menores, de 15 e 17 anos, foram apreendidos. Eles responderão pelo ato infracional análogo ao crime de tentativa de homicídio qualificado, duas vezes.
Os dois foram reconhecidos pelo militar que estava com a vítima. Segundo a polícia, o responsável pelo disparo que atingiu o PM foi o adolescente de 15 anos.
Eles foram detidos no Morro da Boa Vista, aproximadamente um hora e meia após o crime. Uma arma foi apreendida.
O mais novo foi atingido de raspão no braço por um disparo de arma de fogo. A polícia ainda não soube informar se ele foi baleado por policiais ou pelos próprios comparsas.
Outros dois suspeitos, Isaías Ramos dos Santos, 27, e José da Silva Ferreira Júnior, 18, foram autuados por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e no artigo 349 do Código Penal – favorecimento real.
Os menores foram apresentados à Justiça e os maiores encaminhados para o presídio. O caso vai seguir sob investigação da Delegacia de Crimes Contra a Vida de Vila Velha.
De acordo com o coronel Alexandre Ramalho, comandante do Policiamento Ostensivo Metropolitano, todos têm envolvimento com o tráfico de drogas.

leia também:  Apreensão de submetralhadora de fabricação artesanal, 300 pedras de crack e 5 detidos em operação da Polícia Militar em São Gabriel

G1

Policial - ES1.com.br

CEPE celebra seu 4º aniversário

A Polícia Militar do Espírito Santo, por meio da Companhia Especializada de Polícia Escolar (CEPE), realizou nesta sexta-feira (01) a solenidade em comemoração ao 4° aniversário da unidade especializada e de homenagem aos destaques operacionais. O evento aconteceu no Palácio da Cultura Sônia Cabral, em Vitória.

A CEPE é responsável pelo policiamento ostensivo nas escolas estaduais e por difundir a doutrina de patrulhamento escolar em todo Estado. Pela atuação neste tipo de policiamento, durante a solenidade, a soldado Couto e o cabo Spadeto, foram homenageados Destaques Operacionais do 1º trimestre de 2022, 2º trimestre e 1º semestre de 2022, respectivamente.

Um dos momentos de destaque do evento foi a participação dos patrulheiros escolares, que com o apoio dos estudantes, fizeram apresentações musicais, coreográficas e teatrais, a fim de mostrar para o público presente que a interação entre policiais e alunos é imprescindível para a construção de um ambiente socialmente e moralmente cooperativo.

O comandante da CEPE, capitão Eliandro, apresentou dados estatísticos que comprovam a importância do policiamento dentro do ambiente escolar. No primeiro semestre de 2022, as equipes de policiais da unidade especializada realizaram aproximadamente 2.350 visitas a estabelecimentos de ensino. Desse total, somente 40 atendimentos foram de natureza repressiva, sendo que 98,3% dos atendimentos são preventivos.

leia também:  Vereador é afastado por exigir dinheiro de servidora

“A prevenção vai muito mais além do recurso fardado na rua. A essência do trabalho da patrulha escolar é levar o direcionamento para que cada aluno realize boas escolhas. Quando a gente consegue convencê-los que trilhar um bom caminho é a melhor das escolhas, é que de fato é feita a prevenção à criminalidade”, disse o capitão Eliandro.

Resultados como os apresentados são a prova de que o trabalho da Polícia Militar em parceria com a Secretaria Estadual de Educação (SEDU) tem trazido bons frutos. O secretário Educação, Vitor de Angelo, destacou a importância desta parceria na educação: “O trabalho da Polícia Militar colabora com a área educacional e traz resultados expressivos que impactam positivamente no ambiente escolar”.

Nesse mesmo sentido, há de se destacar a promoção de um ambiente seguro junto à comunidade escolar, que visa propiciar o ensino e a aprendizagem, bem como auxiliar os profissionais da educação no processo de implantação da cultura da paz. 

O comandante-geral da PMES, coronel Douglas Caus, finalizou a solenidade agradecendo o empenho de todos os militares que compõe a CEPE. “Educação e segurança caminham juntas no sentido que a prevenção primária da criminalidade está dentro das salas de aula”.

leia também:  Polícia Militar realiza solenidade alusiva ao retorno do Batalhão de Missões Especiais

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da PMES:
Tenente-coronel GASTÃO DOS SANTOS ALVES JÚNIOR
Tels. (27) 3636-8717 / 3636-8718
E-mail: [email protected]

Subseção de Jornalismo PMES:
Tel. (27) 3636-8715
E-mail: [email protected]

Fonte: PM ES

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!