conecte-se conosco


Policial

Polícia Militar realiza Operação Força Tarefa e apreende adolescente com submetralhadora em São Gabriel

Publicado em

Foto: Divulgação/PMES

Na noite de sábado (24), policiais militares da 3ª CIA do 2º BPM com o apoio do 8º BPM, receberam informações de que dois indivíduos estariam traficando e portando armas de fogo no bairro Santa Helena em São Gabriel da Palha.

As equipes de serviço montaram uma operação, batizada de “Operação Força Tarefa III” e realizaram buscas pelo bairro, localizando os suspeitos em um beco. A dupla ao perceber a aproximação das guarnições, empreenderam fuga por um matagal.

Após um cerco em torno de residências onde possivelmente os suspeitos teriam se escondido, policiais militares encontraram um dos indivíduos debaixo de uma cama. O suspeito foi abordado e embaixo do colchão foi localizada a submetralhadora calibre .380 de fabricação caseira, municiada com 30 munições do mesmo calibre.

O abordado, um adolescente de 15 anos, apontou o local onde os entorpecentes estariam escondidos e os policiais visualizaram uma parte da droga em cima da mesa da cozinha e o dinheiro dentro de uma bolsa. Em continuidade das buscas, foi encontrado o restante dos entorpecentes enterrados no fundo do quintal da casa, além de munições que estavam no caminho. No local indicado pelo adolescente nenhum suspeito foi localizado.

leia também:  Polícia Militar prende homem com arma e drogas em Guriri

A “Operação Força Tarefa III” apreendeu uma submetralhadora de fabricação caseira, dois pedaços de maconha, 26 buchas de maconha, cinco pedras de crack, 39 munições, além de R$ 2.034,00 reais em espécie proveniente do tráfico.

O adolescente e todos os materiais apreendidos foram encaminhados ao plantão policial de Barra de São Francisco.

Fonte: Editora Hoje

Policial

Polícia Militar realiza solenidade de abertura do VII Curso de Cinotecnia


Na tarde desta segunda-feira (27), a Polícia Militar, através da Companhia Independente de Operações com Cães (Cioc),  realizou a abertura solene do VII Curso de Cinotecnia. O evento ocorreu no auditório do Hospital da Polícia Militar, em Vitória. 

Compôs a mesa de honra o comandante-geral da PMES, coronel Douglas Caus; o comandante de Polícia Ostensiva Especializado, coronel Carlos Ney de Souza Pimenta; o tenente-coronel Anderson Loureiro Barbosa, representando o diretor de Ensino, Instrução e Pesquisa; o tenente-coronel Paulo Rogério do Carmo Barbosa, comandante da Companhia Independente de Missões Especiais e o promotor Sérgio Alves Pereira. 

A cerimônia representou a aula inaugural do curso e contou com a participação de todos os alunos. Em sua fala, coronel Pimenta afirmou que “é um dia que entra para a história da PMES, pelo testemunho de tantas vitórias institucionais. Isso não seria possível se não fosse o engajamento e o comprometimento do comandante-geral e de sua equipe”.

Sobre o curso, o oficial  parafraseou Santo Inácio de Loiola: “trabalhe como se tudo dependesse de ti e confia como se tudo dependesse de Deus. Bom curso a todos”. 

O promotor Sérgio Alves Pereira, no tempo em que compôs as fileiras da PMES, foi um dos fundadores da Companhia Independente de Operações com Cães. Ele se sentiu honrado em ser convidado para a solenidade e poder ver o avanço da Unidade, agora se tornando Batalhão de Ações com Cães.  

leia também:  Veículo é recuperado pela PM em São Gabriel

“A importância que hoje essa unidade representa no policiamento e nas áreas sensíveis capixabas é enorme. Desejo um bom curso a todos e sucesso. Que Deus os proteja”, desejou. 

Por fim, o comandante-geral, coronel Douglas Caus defendeu o planejamento estratégico com visão de futuro e a continuidade dos serviços como alicerces de uma boa gestão administrativa. Nesse sentido, elogiou o comando do CPOE, especialmente neste momento de avanços importantes na estrutura organizacional da PM.

“Segurança pública não comporta amadorismo, não flerta com a ilegalidade e requer policiais bem formados e qualificados. O comandante espera que se dediquem e se qualifiquem, porque a missão vai ser pesada. Se precisar vamos usar o braço forte do Estado, que é a Polícia Militar. Não iremos recuar. Vocês fazem parte de um grande projeto e planejamento. Espero o melhor de vocês”, finalizou.

O curso

O objetivo do curso Cinotecnia é qualificar o efetivo no adestramento e nas peculiaridades que envolvem o emprego de cão policial nas mais diversas missões. Ele terá 320 horas/aula, divididos em quatro módulos e envolverá a participação de mais de 20 instrutores. Além disso, possui um módulo com 100 horas/aulas destinados exclusivamente para as operações policiais com cães. 

Dentre as disciplinas, pode-se citar: o patrulhamento Tático Motorizado com Cães, o Controle de Distúrbios Civis (CDC) com Cães, o Patrulhamento em Área de Alto Risco com Cães, o rastreamento tático com emprego de cães, operações com apoio de aeronave, Tiro Policial com cão e APH Tático Veterinário.

leia também:  Polícia Militar prende homem com arma e drogas em Guriri

Destarte, a Companhia de Operações com Cães objetiva a instrução e profissionalização de profissionais de segurança pública, preparando e capacitando policiais militares da PMES, de coirmãs e de outras instituições para a compreensão do cão como instrumento de suplementação da atividade policial. 

Informações à Imprensa:

Diretoria de Comunicação Social PMES:
CORONEL JOSÉ AUGUSTO PICCOLI DE ALMEIDA
Tels. (27) 3636-8717 / 3636-8718
E-mail: [email protected]

Subseção de Jornalismo PMES:
Tel. (27) 3636-8715
E-mail: [email protected]

Fonte: PM ES

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

INFORMATIVO

Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma