conecte-se conosco


Policial - ES1.com.br

Polícia Civil prende suspeito de latrocínio que vitimou professor de educação física em Guarapari

Publicado em


A Polícia Civil (PCES), por meio da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Guarapari, em trabalho conjunto com a Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoas (DHPP) da Serra, prendeu o suspeito de ser autor dos disparos que vitimou o professor de educação física Raul Giovaneli, de 27 anos, durante um roubo na Praia do Riacho, em Guarapari, no dia 31 de outubro. O homem, de 35 anos, foi preso no bairro Novo Horizonte, na Serra, na manhã do dia 19 de novembro.

As informações foram divulgadas, na última sexta-feira (19), em entrevista coletiva realizada na Chefatura da Polícia Civil, em Vitória. A investigação foi realizada pela Deic de Guarapari, que iniciou diligências, assim que tomou conhecimento do fato.

As investigações revelaram que o crime foi praticado pelo detido, de 35 anos, mas planejado por outro indivíduo, de 28 anos, que é evadido do sistema prisional e considerado foragido da justiça. O suspeito teria emprestado uma bicicleta para o atirador e fornecido o revólver usado no crime.

O titular da Deic de Guarapari, delegado Guilherme Eugênio Rodrigues, relatou que, segundo as investigações, o suspeito de 28 anos estava monitorando o movimento da orla e percebeu um senhor de meia idade que portava um cordão, pulseira e um relógio dourado, itens que atraíram a ganância do foragido.  

“O suspeito fez contato com o seu comparsa, entregou a bicicleta e o revólver, e o orientou sobre como localizar essa vítima. O indivíduo de 35 anos, a bordo de uma bicicleta e armado, foi até o calçadão e roubou o senhor. Em seguida, enquanto estava se afastando do local do crime, foi abordado pelo professor que se revoltou contra o autor do crime. Ambos entraram em luta corporal, e o criminoso efetuou três disparos de arma de fogo contra o professor”, explicou.

O professor veio a óbito no local, antes de ser socorrido. “O professor vinha dizendo à família que não tolerava roubo e que preferia morrer a entregar os seus pertences a ladrões. A vítima se voltou contra o criminoso, procurando detê-lo com seus próprios meios”, concluiu o titular da Deic de Guarapari, delegado Guilherme Eugênio.  

Ainda segundo o responsável pelo caso, há outras investigações em curso contra o homem de 28 anos, que pode estar envolvido em outros roubos semelhantes e, também é suspeito do latrocínio de um inspetor penitenciário em maio deste ano.

Prisão

leia também:  PCES e PMES realizam operação e prendem cinco pessoas

Com a identificação do paradeiro do suspeito, que estava escondido no município de Serra, a Deic de Guarapari solicitou apoio à DHPP da Serra. O suspeito foi preso após a equipe da DHPP realizar três horas de campana, na frente da residência onde o mesmo estava escondido. De acordo com o titular da unidade, delegado Rodrigo Sandi Mori, após a troca de informações sobre o endereço onde o autor dos disparos estaria escondido no município da Serra, foi possível prendê-lo.

“Por conhecermos bem o local, fizemos o levantamento de informações do bairro Novo Horizonte e com apuração conjunta com o Deic de Guarapari, logramos êxito em realizar a prisão desse indivíduo. O papel da DHPP foi de levantamento de informações de onde o criminoso estaria escondido e no apoio na operação que capturou o suspeito. O indivíduo foi surpreendido e não teve nenhuma chance de oferecer resistência”, relatou Sandi Mori.

 

 Texto: Seção de Imprensa e Comunicação Interna (Sicoi)


Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
[email protected]

Atendimento à Imprensa:
Matheus Zardini/Camila Ferreira
(27) 3636-9928 / (27) 99297-8693 / (27)99231-5157
[email protected]

Policial - ES1.com.br

DHPM prende suspeita de matar mulher e ferir outra em Vila Velha


A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Divisão de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM), prendeu em flagrante uma mulher de 23 anos, suspeita de ser a autora dos disparos que vitimaram outras duas mulheres, na manhã dessa quinta-feira (13), no bairro Aribiri, em Vila Velha. A suspeita foi presa também nessa quinta-feira (13), na Rodoviária de Vitória, no momento que tentava fugir para a Bahia.

As diligências que culminaram na prisão contaram com a participação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha, Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Delegacia Regional (DR) de Colatina e tiveram início assim que a Polícia Civil tomou conhecimento do crime. Na manhã dessa quinta-feira (13), duas mulheres foram vítimas de disparos de arma de fogo, sendo que uma delas foi a óbito ainda no local do fato e a outra foi socorrida.

Por volta das 21h30, a autora dos disparos foi localizada e presa. Segundo os levantamentos da DHPM, o crime foi motivado por desacertos relacionados ao tráfico de drogas na região, pois as vítimas estavam comercializando entorpecentes e tinham que prestar contas à autora, que atua como uma espécie de gerente do tráfico. No entanto, ao contabilizar, elas constataram que faltava droga e não havia dinheiro suficiente para fazer o pagamento.

“Durante o dia todo, o agente colheu informações de que a autora estava sendo ameaçada pelo tráfico local e não poderia retornar ao bairro, pois ela cometeu o homicídio sem ‘consentimento’ e ainda tinha sumido com a arma do crime. Nós descobrimos que ela ia tentar fuga para a Bahia. Contamos com o apoio da PRF para montar pontos de bloqueio, bem como minha equipe se deslocou ao interior do Estado. Contudo, ela foi presa à noite, quando tentava embarcar em um ônibus para Eunápolis (BA)”, relatou a titular da DHPM, delegada Raffaella Aguiar.

Ainda na manhã do crime, outra suspeita, de 40 anos, foi presa e conduzida à DHPM. “Durante todo o dia, foram realizadas diligências no intuito de obter indícios palpáveis quanto ao envolvimento dela nos crimes. Entretanto, não foi possível neste primeiro momento. Porém, ficou constatado o envolvimento dela com o tráfico, o que gerou a autuação em flagrante pela prática dos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico de drogas”, informou a delegada. 

As duas mulheres foram encaminhadas ao Sistema Prisional. As investigações continuam, a fim de apurar as circunstâncias e a autoria dos crimes em sua totalidade.

Texto: Camila Ferreira

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
[email protected]

Atendimento à Imprensa:
Matheus Zardini / Camila Ferreira
(27) 3636-9928 / (27) 99297-8693 / (27) 99231-5157 

leia também:  Polícia Civil prende cinco suspeitos de terem matado homem a pauladas em Iúna
Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma