conecte-se conosco


Policial

PM e PC realizam operações em Jaguaré para conter onda de criminalidade

Publicado em


As Polícias Militar e Civil realizam nesta semana diversas operações policiais no município de Jaguaré, em resposta ao repentino aumento nos índices de crimes na localidade.

A força-tarefa é executada pelo Comando de Polícia Ostensiva do Norte (CPON), comandado pelo coronel Odilon José Pimentel Silva; e pela Superintendência de Polícia Regional Norte, chefiada pelo delegado João Francisco Filho.

Na terça-feira (23), um veículo com restrição de roubo que era utilizado pelo crime organizado para o cometimento de ilícitos na cidade foi apreendido no bairro Boa Vista. Dentro do veículo foram apreendidas 10 munições de calibre 38.

No Centro da cidade foram presos dois indivíduos por tráfico de drogas. Na ocorrência foi apreendido um tablete de maconha e R$399,00 em espécie. No bairro Palmito, em outra ocorrência, foi apreendida uma arma de fabricação caseira e um pé de maconha.

Na quarta-feira (24), foi detido um indivíduo suspeito de fabricar e revender armas de fogo para traficantes da região. Na ação foram apreendidas uma espingarda escopeta calibre 12 marca Boito, com nove munições do mesmo calibre. Após verificar a procedência da arma no sistema INFOSEG, foi constatado que a arma foi furtada em uma propriedade na zona rural de Montanha.

leia também:  Polícia Militar apreende mais de 11 mil unidades de drogas na Grande Vitória

Também foi apreendida uma submetralhadora de fabricação artesanal calibre 380 com dois carregadores contendo 13 munições do mesmo calibre. Além disso, no quintal da residência, em baixo do tanque de lavar roupas foi encontrada uma cápsula deflagrada de .40, uma estrutura metálica para montagem de uma submetralhadora, material destinado a fabricação de carregadores de submetralhadora, dois canos de ferro para fabricar armas, seis molas de conjunto de ferrolho de arma de fogo, duas trava de gatilho, dois gatilhos, além de uma bucha de maconha.

Já na quinta-feira (25), os desdobramento de ocorrências iniciadas no município de Jaguaré culminaram na descoberta de um local no município de São Mateus, onde eram fabricadas armas de fogo. Foram apreendidas diversas peças de armas e uma submetralhadora de fabricação artesanal.

Assista à matéria exibida no ES1: https://globoplay.globo.com/v/9300953/?utm_source=whatsapp&utm_medium=share-bar

Informações à Imprensa:

Diretoria de Comunicação Social PMES:
CORONEL JOSÉ AUGUSTO PICCOLI DE ALMEIDA
Tels. (27) 3636-8717 / 3636-8718
E-mail: [email protected]

leia também:  PM recupera veículos roubados em Montanha

Subseção de Jornalismo PMES:
Tel. (27) 3636-8715
E-mail: [email protected]

Fonte: PM ES

Policial

DPCAI de Linhares indicia detento por estupro de vulnerável durante saída temporária


A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente e ao Idoso (DPCAI) de Linhares concluiu a investigação sobre o estupro de uma adolescente de 13 anos e indiciou um interno do sistema prisional pelo crime de estupro de vulnerável. O suspeito tem 25 anos, cumpre pena pelo crime de roubo e cometeu o crime durante uma saída temporária. A adolescente está grávida e a gestação, já avançada, não pode ser interrompida, pois colocaria em risco a vida da menina.

“O caso chegou ao nosso conhecimento no dia primeiro de fevereiro, quando a adolescente de 13 anos nos relatou que foi estuprada por um preso, com benefício de saída temporária. Ela contou que o homem estava hospedado em casa de parentes na zona rural do município de Linhares e que, durante essa hospedagem, ele a violentou”, relatou a titular da DPCAI de Linhares, delegada Silvana Soeiro.

As investigações confirmaram o relato da menina e indicaram que o suspeito ainda ameaçou matar toda a família, caso a informação viesse a conhecimento público. No entanto, o segredo não foi mantido por muito tempo, pois a violência gerou uma gestação. Atualmente, a jovem está com cerca de seis meses de gravidez.

O suspeito tem diversas passagens criminais, por roubo e receptação. Agora, vai responder também pela prática de crime de estupro de vulnerável, com pena de 08 a 15 anos de prisão. “Mesmo com ele preso, representamos por mais uma prisão preventiva e pela manutenção da atual prisão. Dessa forma, seu regime de prisão regride e não será beneficiado com novas ‘saidinhas’”, afirmou a delegada.

Texto: Camila Ferreira


Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
[email protected]

leia também:  PM recupera veículos roubados em Montanha

Atendimento à Imprensa

Olga Samara/ Camila Ferreira

(27) 3636-1536/ (27) 99846-1111/

(27) 3636-9928 / (27) 99297-8693
[email protected]

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma