conecte-se conosco


Cidades

PM aprende suspeito de tráfico de drogas no Bairro Aimorés em São Gabriel 

Buchas de maconha, pedras de crack e um celular também foram apreendidos

Publicado em

Foto: Pixabay

Um indivíduo de 20 anos foi apreendido na tarde de sábado (14) pela Polícia Militar, por tráfico de drogas, na Rua da Corda no Bairro Aimorés, em São Gabriel da Palha.

De acordo com a PM, os militares foram informados de que dois indivíduos estariam praticando comércio de entorpecentes no beco do pé de manga. No local os Policiais avistaram os indivíduos, os quais, ao perceberem que a viatura se aproximava, se evadiram do local, correndo por vários becos, pulando muros e atravessando locais com cercas de arame, sendo acompanhados a pé pela guarnição, até o momento em que os perderam de vista, localizando, entretanto, um aparelho celular da marca Motorola, dispensado por um dos indivíduos durante a fuga.

Ao continuar a incursão a pé, os policiais avistaram outro indivíduo escondido em um banheiro externo de uma residência, a quem foi dada voz de abordagem. Este, após ser contido pelos militares, foi revistado e em sua posse foi encontrado um aparelho celular da marca quantum e um cigarro de maconha. O suspeito foi conduzido ao plantão policial.

leia também:  Drogas são apreendidas pela PM em Nova Venécia e Montanha

Ao refazer o percurso percorrido pelo conduzido, os militares encontraram em um beco próximo à casa onde o detido foi encontrado, mais três buchas de maconha e duas pedras de crack. O detido e o outro indivíduo que fugiu são suspeitos de diversos roubos que foram realizados no município de Nova Venécia, razão pela qual o aparelho celular que ele dispensou foi apreendido.

Fonte: 2º Batalhão/Editora Hoje

Cidades

Da Vitória cobra concessionária por duplicação na BR-101

Foto: divulgação

Em pronunciamento no plenário da Câmara Federal nesta quarta-feira (09), o deputado e coordenador da bancada capixaba, Da Vitória (Cidadania), cobrou a concessionária Eco 101, que administra a BR-101 no Espírito Santo, que resolva logo o impasse para a execução das obras de duplicação no trecho norte da rodovia. Na última semana, foi apresentada como alternativa a suspensão por conta da falta da licença ambiental das obras em seis municípios do Estado (Sooretama, Jaguaré, São Mateus, Conceição da Barra, Pinheiros e Pedro Canário), o que foi criticado pelo parlamentar.

Da Vitória pontuou que a concessionária já administra há oito ano a rodovia no Estado e ainda não conseguiu resolver o impasse do licenciamento ambiental nos 25 quilômetros localizados na Reserva de Sooretama, o que vem impedido que as obras avancem na região Norte. Por isso, a bancada capixaba irá convocar a concessionária, além do Ministério da Infraestrutura, da ANTT, e do Ibama para debater e encontrar uma solução.

“A proposta de excluir os seis municípios da duplicação da BR-101 é esdrúxula e pitoresca. Não tem cabimento. O que precisa ser feito é excluir apenas os 25 quilômetros da Reserva de Sooretama enquanto se debate com o Ibama e o ICMBio. A duplicação é estratégica para o desenvolvimento do Estado e para a redução do número de acidentes”, afirmou o coordenador da bancada federal capixaba.

leia também:  Apreensão de droga e troca de tiros em Vila Valério

Ele ainda lembrou que dentro do trecho que compreende os seis municípios do extremo norte existem duas praças de pedágio funcionando há mais de sete anos. “Não há justificativa de tomar o dinheiro do cidadão e não fazer as obras que estão assinadas em um contrato. Vamos lutar firmes para que a população capixaba receba o devido respeito”, reforçou.

A BR-101 é a principal rodovia do Espírito Santo e corta o Estado de norte a sul. Os 458 quilômetros em área capixaba estão sob regime de concessão desde 2013. Apesar de ter obras em andamento, o trecho sul da BR-101 também enfrenta lentidão para a duplicação plena das vias.

 

Fonte: Assessoria

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

INFORMATIVO

Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma