conecte-se conosco


Economia - ES1.com.br

Petrobras abre concurso para 666 vagas

Publicado em

Petrobras abriu concurso para 666 vagas para cargos de nível médio e superior, sendo 111 imediatas e 555 para formação de cadastro de reserva. Os salários variam de R$ 3.745,32 a R$ 10.726,45.
As inscrições começaram nesta quinta-feira, 08, e devem ser feitas até 5 de março pelo site www.cesgranrio.org.br. A taxa é de R$ 47 para cargos de nível médio e R$ 67 para cargos de nível superior.
Segundo o edital, estes profissionais vão atuar no polo nacional e dos estados de Minas Gerais, Sergipe, Amazonas, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Bahia, além das cidades de Macaé, Santos e Vitória.
As provas objetivas serão realizadas nas cidades de Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Campo Grande, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Macaé, Maceió, Manaus, Mauá, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo, São Luís, Vitória, Santos (SP), São José dos Campos (SP), São Mateus (ES) e São Mateus do Sul (PR).
Este é o segundo concurso aberto pela Petrobras em 2018. Em janeiro foram abertas inscrições para 672 vagas – 112 imediatas e 560 para formação de cadastro de reserva.

leia também:  Governo incentiva empreendedores e produção de energia limpa no ES

As vagas efetivas são cargos nas seguintes funções:

– Enfermeiro do Trabalho Júnior (6)
– Engenheiro de Equipamentos Júnior de Elétrica (4), Eletrônica (4), Inspeção (3), Mecânica (6)
– Engenheiro de Meio Ambiente Júnior (1)
– Engenheiro de Petróleo Júnior (11)
– Engenheiro de Processamento Júnior (5)
– Engenheiro de Segurança Júnior (3)
– Engenheiro Naval Júnior (4)
– Geofísico Júnior – Física (2) e Geologia (1)
– Geólogo Júnior (4)
– Médico do Trabalho Júnior (6)
– Químico de Petróleo Júnior (1)
– Técnicos de: Administração e Controle Júnior (16)
– Comercialização e Logística Júnior (6)
– Exploração de Petróleo Júnior – Geologia (2)
– Inspeção de Equipamentos e Instalações Júnior (3)
– Logística de Transporte Júnior – Controle (3)
– Logística de Transporte Júnior – Operação (2)
– Manutenção Júnior – Instrumentação (1)
– Segurança Júnior (3)
– Suprimento de Bens e Serviços Júnior – Administração (10)
– Suprimento de Bens e Serviços Júnior – Mecânica (1)
– Químico de Petróleo Júnior (3)

leia também:  Índice Nacional de Custo da Construção sobe 0,64% em janeiro

Google Notícias

Economia - ES1.com.br

Brasil e Argentina concluem acordo de homologação de veículos

O Brasil e a Argentina concluíram a negociação de um acordo para reconhecerem mutuamente as normas de segurança de veículos, anunciaram hoje (30) à noite os ministérios da Economia, da Infraestrutura e das Relações Exteriores. O acordo será assinado em julho por autoridades dos dois países.

Por meio da homologação veicular, os órgãos máximos de trânsito atestam a conformidade dos veículos a normas de segurança e autorizam a circulação no país. Com o acordo, o Brasil reconhecerá a aprovação de um modelo de veículo produzido na Argentina, com o país vizinho fazendo o mesmo com os veículos montados no Brasil.

O acordo, informou o comunicado, facilitará o comércio de veículos entre Brasil e Argentina, reduzindo custos e prazos. “O reconhecimento mútuo de homologações veiculares favorece o desenvolvimento do setor automotivo nos dois países e o incremento dos fluxos de comércio, além de conferir mais previsibilidade e segurança jurídica para os investimentos”, destacou a nota.

Com a homologação, o governo brasileiro reconhecerá a Licença para Configuração de Modelo emitida pelo Ministério de Desenvolvimento Produtivo da Argentina. O país vizinho reconhecerá o Certificado de Adequação à Legislação de Trânsito, emitido pela Secretaria Nacional de Trânsito, do Ministério da Infraestrutura brasileiro.

leia também:  Alta da Selic encarece crédito e prestações, diz Anefac

Num primeiro momento, o acordo cobrirá cerca de 80% dos itens de segurança de veículos leves de passageiro e leves de carga (categorias M1 e N1, respectivamente). Está prevista a ampliação de itens e a inclusão de novas categorias de veículos, como ônibus e caminhões. Os dois governos pretendem estender o acordo às autopeças.

“O acordo vai ao encontro dos interesses dos setores produtivos dos dois países, que já destacaram em outras oportunidades os benefícios de uma aproximação ainda maior entre Brasil e Argentina, destacando-se a criação de oportunidade para ganhos de competitividade e a otimização de custos e investimento, num setor que possui uma participação significativa no comércio bilateral”, concluiu a nota conjunta.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Economia

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!