conecte-se conosco


Alessandra Piassarollo - ES1.com.br

O amanhã será melhor. Pode confiar!

Publicado em

Depois de um dia cansativo e frustrante, bateu em mim aquela vontade que costuma aparecer às vezes, de arrumar as malas e partir sem nem saber para onde ir. Sei que todo mundo já experimentou isso, um dia ou outro na vida.

Tentei distrair-me, na esperança de fazer terminar melhor um dia que não correu como eu gostaria. Acabei visitando, sem querer, uma postagem antiga feita numa rede social por mim mesma. Olhei bem nos olhos da frase que acabara de aparecer: Que tenhamos a graça de ver amanhecer mais um dia.

Em fração de segundos eu já estava pensando: Será mesmo que depois de tudo o que vivi neste dia, ainda posso criar expectativas para o dia de amanhã, mesmo sob o risco de ter outro dia caótico? – Claro que sim, a conclusão parecia ser óbvia. Nada, realmente nada, poderia me fazer mais feliz do que ter o direito de ver nascer mais uma manhã!

De certa forma essa pergunta/resposta foi capaz de me tranquilizar. Se posso me queixar significa que ainda tenho vida para fazê-lo. Muita gente não terá a mesma oportunidade que eu.

leia também:  Não reclame tanto. Certamente você já tem o que te é essencial

Tá certo que o amanhã será sempre uma loteria. E a gente não faz ideia do que vai acontecer. E diferente dos cartões de aposta, que são feitos para tentativas, a vida em si já é um prêmio. Uma fortuna sem nenhum precedente.

Que venha o dia de amanhã, quero vê-lo chegar! Aceitarei o que quer que ele tenha reservado para mim, mas espero que me permita aprender, acima de tudo. Seja feito de altos e baixos, sorrisos e silêncios, calma, paz e leves sacudidas. Seja tudo isso e mais um pouco. Vou entrar no seu jogo e ao fim do dia terei a firme certeza de ter vencido, seja como for.

Quero assegurar-me de que desfrutarei ao máximo deste prêmio maravilhoso que é ter direito a mais um dia. Apreciarei ter esta nova incógnita para decifrar, porque um novo dia é um mistério maravilhoso, sempre capaz de nos surpreender.

Mesmo tendo dias ruins, e eles não são uma regra, eu e você precisamos ser persistentes. E termos coragem, haja o que houver.

leia também:  “Nenhuma prece feita com sinceridade fica sem resposta”

É necessário e urgente perder esse medo, ou esse desânimo, que nos deixam estagnados. E aprender a pagar pra ver e a reconhecer que um novo dia é um privilégio que não chegará para todos.

Mesmo as cargas mais pesadas podem encontrar alívio, se pensarmos que a vida é versátil e variante. Ela é feita de fases e de nuances e vai mudando, feito a pedra furta-cor de um brinco que eu tive na infância.

Confiemos que um dia poderá ser melhor que o outro, apesar dos aborrecimentos, dos desentendimentos, das más notícias. Acreditemos nisso e a vida será bem melhor para todos nós. É a forma como encaramos nossos dias que determinará o que fizemos (ou não) com a nossa vida.

Que ao final, possamos repetir a canção de Gonzaguinha e dizer sem duvidar: “eu sei que a vida devia ser bem melhor e será, mas isso não impede que eu repita: é bonita, é bonita e é bonita.”

 

Alessandra Piassarollo
Administradora e Escritora

Alessandra Piassarollo - ES1.com.br

E se eu me for agora, terei amado o suficiente?

Soube da notícia de que um conhecido havia partido dessa vida. De repente, surpreendentemente, sem nenhum tipo de aviso prévio, como a morte costuma fazer.

Fiquei imaginando se as coisas seriam diferentes na vida dele, se ele soubesse que partiria em breve. Imaginei se as coisas seriam diferentes na minha vida, e na vida de todos nós; se não deveríamos estar mais atentos ao fato de que a vida vai terminar para nós também.

Será que temos amado em quantidade suficiente? Será que temos feito o nosso melhor e aproveitado a companhia das outras pessoas? Ou partiremos deixando para trás aquela sensação de que deveríamos ter feito tudo de forma diferente?

Muito provavelmente a resposta é a de que não estamos vivendo da melhor forma possível. Poderíamos estar vivendo com prazer e com mais qualidade. Poderíamos estar pondo freios em nossa preocupação exagerada e nessa vontade de partir pra briga, contra tudo e contra todos, que temos sentido.

Deveríamos refrear nosso velho hábito de deixar coisas importantes para depois, simplesmente porque não temos nenhuma garantia de que o depois virá. E parar de alegar falta de tempo, principalmente se ele estiver sendo mal gasto.

leia também:  EXISTE FORÇA DENTRO DE VOCÊ. NÃO DESISTA, PERSISTA!

Aprender a não guardar roupa, calçados e louças para ocasiões especiais. O momento especial é agora, porque ele nos garante vida para desfrutá-lo. Poderíamos parar de economizar o que temos de bom dentro de nós. E não deixar a vida, os amores e os sonhos pra depois. Eles não precisam ficar tanto tempo na sala de espera.

Tampouco podemos desperdiçar o tempo de agora, porque ele é precioso demais para isso. O ontem não regressará e talvez o amanhã não chegue até nós.

Engana-se quem pensa que essas verdades exigem pensamentos negativos. Mas é preciso que fiquemos em estado de alerta e deixemos despertar em nós um desejo irrepreensível de amarmos a vida e tudo o que ela nos oferece.

Que o prazo de validade determinado que nos foi imposto desperte em nós o desejo de diminuir os conflitos e de ter mais sossego interior. Busquemos a sensação reconfortante de ter nossas almas desfrutando de afeto e de tranquilidade; que saibamos reassumir o controle da nossa vida, sem sermos marionetes para o teatro sentimental de ninguém.

leia também:  Uma homenagem às mulheres

Não queiramos que as circunstâncias da vida tragam-nos arrependimentos por não termos sabido conduzir nossos dias. Amemos o máximo possível: A nós mesmos e às outras pessoas. Tenhamos apreço por quem somos e respeito por quem fomos. Planejemos o futuro de forma que possamos aproveitar bem todas as oportunidades que vierem, enquanto vierem.

Andemos de cabeça erguida, sem culpas desnecessárias. Esforcemo-nos para encarar todos os fatos com leveza e com a certeza de que existe uma lição a ser aprendida em cada acontecimento.

Desfrutemos da vida com a coerência de quem sabe que um dia ela terminará. E torçamos para que o acaso não se canse de nos proteger, caso continuemos a andar tão distraídos.

Alessandra Piassarollo
Administradora e Escritora

 

Visualizar
error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2