conecte-se conosco


Esportes

Neymar é suspenso por dois jogos após briga no Campeonato Francês

Publicado em

© Reuters/Gonzalo Fuentes/Direitos Reservados


.

O atacante Neymar foi punido com dois jogos de suspensão pela expulsão na derrota de 1 a 0 do PSG para o Olympique de Marselha, no último domingo (13), pela segunda rodada do Campeonato Francês. O brasileiro recebeu o cartão vermelho após o árbitro de vídeo (VAR) identificar um tapa do jogador no zagueiro espanhol Álvaro González durante confusão que marcou os minutos finais do clássico.

Os dois se desentenderam já no primeiro tempo, quando Neymar acusou González de racismo. O atacante disse ter sido chamado de “macaco filho da p…”. A comissão disciplinar da Liga de Futebol Profissional da França (LFP), na mesma nota em que confirmou a punição ao camisa 10 do PSG, informou que investigará o caso envolvendo o zagueiro.

Ainda segundo o comunicado, Neymar será suspenso por mais um jogo se tiver algum problema disciplinar nas próximas 10 partidas na França. O volante Leandro Paredes, também do PSG, recebeu a mesma pena. Já o atacante Ángel Di Maria, outro companheiro de time do brasileiro, foi convocado para a próxima reunião da comissão disciplinar, em 23 de setembro. Ele é investigado por ter cuspido em direção a González.

A punição mais pesada foi dada ao lateral Laywin Kurzawa, mais um do PSG, pela briga com o também lateral Jordan Amavi, que gerou a confusão generalizada da etapa final. Kurzawa recebeu seis jogos de suspensão, três a mais que Amavi, do Olympique. Ao atacante Dario Benedetto, do time de Marselha, também envolvido na discussão, a penalidade foi de uma partida.

leia também:  Vice-presidente do Flamengo defende volta da torcida aos estádios

Apesar dos desfalques, o atual vice da Liga dos Campeões conquistou a primeira vitória na edição 2020/2021 do Campeonato Francês. Nesta quarta-feira (16), com Neymar na torcida, o PSG derrotou o Metz por 1 a 0, no Parque dos Príncipes, com gol do meia Julian Draxler nos acréscimos da etapa final.

Revolta pelas redes

Não foi só em campo que Neymar esbravejou contra González. “Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca”, escreveu o camisa 10, no Twitter, logo após a partida. O brasileiro também desabafou contra a arbitragem, que teria sido conivente com o zagueiro.

“[O] VAR pegar a minha ‘agressão’ é mole. Agora eu quero ver pegar a imagem do racista me chamando de ‘mono hijo de p… [macaco filho da p…, em espanhol]. Isso eu quero ver! E aí? Carretilha você me pune. [Por] cascudo, sou expulso. E eles? E aí?”, disse o atacante em referência a um cartão amarelo que levou em fevereiro após reclamar de ser repreendido por tentar uma jogada de efeito. O árbitro daquele jogo foi o mesmo de domingo: Jérôme Brisard.

leia também:  Lutadores capixabas conquistam nove medalhas no Open Sudeste de Taekwondo

González se defendeu, também pelo Twitter. “Não há lugar para racismo. [Tenho uma] carreira limpa e com muitos colegas e amigos no dia a dia. Às vezes, você tem que aprender a perder e assumir isso em campo. Incríveis três pontos hoje”, escreveu o espanhol, que foi rebatido por Neymar: “Você não é homem de assumir teu erro, perder faz parte do esporte. Agora insultar e trazer o racismo pra nossas vidas não. Eu não estou de acordo. Eu não te respeito. Você não tem caráter. Assume o que tu fala, mermão. Seja homem, rapá! Racista!”.

Já na segunda-feira (14), o PSG divulgou um comunicado dando apoio a Neymar, afirmando que “não há lugar para o racismo na sociedade, no futebol ou nas nossas vidas e apela a todos para que se manifestem contra todas as manifestações [de racismo] em todo o mundo”.

Edição: Fábio Lisboa

Esportes

LNF: duelo entre irmãos marca embate entre Campo Mourão e Assoeva


.

O duelo entre Campo Mourão e Assoeva movimenta o Grupo C da Liga Nacional de Futsal (LNF) nesta quarta-feira (23). A bola rola na Arena Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), em Campo Mourão (PR), às 20h15 (horário de Brasília). O duelo é referente à segunda rodada. Devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), que encurtou o calendário dos times, as partidas vêm sendo agendadas gradativamente.

O confronto traz uma peculiaridade. O técnico mourãoense, Wesley Szabo, o Alemão, e o pivô Keké, destaque do time gaúcho de futsal, são irmãos e estarão em lados opostos da quadra. Não é uma novidade. A última vez que eles se enfrentaram pela LNF foi no ano passado. Keké defendia a Intelli – que à época tinha São Carlos (SP) como sede -, enquanto Alemão já dirigia o Azulão das Três Fronteiras. Na ocasião, o duelo terminou 0 a 0.

leia também:  Botafogo vence Avaí e deixa zona do rebaixamento

No último domingo (20), o Campo Mourão obteve a primeira vitória nesta edição. Em casa, derrotou o Jaraguá por 4 a 3, em jogo marcado por viradas no placar. O pivô Sinoê (dois gols), o ala Ernandes e o fixo Bruninho balançaram as redes e levaram a equipe ao quarto lugar, com cinco pontos, dois a menos que a Assoeva. Também no domingo passado, a clube de Venâncio Aires (RS) foi superado pelo Umuarama, líder do grupo, por 2 a 1, fora de casa. Os gaúchos ocupam a terceira posição, a três pontos do Pato, segundo colocado.

No Azulão, os desfalques são o goleiro Deivd, que passou por uma cirurgia de apêndice, e o ala Betinho, que se recupera de uma cirurgia no tendão. Por outro lado, o fixo Caio Barros, que cumpriu suspensão no duelo anterior, está outra vez à disposição. Já na Assoeva, o técnico Guilhermo Verfe não terá o ala Marcelo Giba, expulso na derrota para o Umuarama.

Semana de gols

Além dos jogos envolvendo Campo Mourão e Assoeva, a semana da edição 2020 da Liga Nacional de Futsal foi aberta com a vitória por 4 a 3 do Carlos Barbosa sobre o Marreco, em Francisco Beltrão (PR). O duelo – mais um do último domingo – teve transmissão ao vivo da TV Brasil e valeu pelo Grupo B.

leia também:  Digão tem fratura na fíbula diagnosticada e desfalcará Fluminense por dois meses

Na segunda-feira (21), a Intelli Tempersul recebeu o Brasília em Dracena (SP) e venceu por 3 a 1, assumindo o segundo lugar do Grupo A, com 10 pontos. O fixo Matheus colocou o time da capital federal em vantagem, mas o pivô Vitinho, o ala Felipe Reis e o fixo Gu Cardoso garantiram a vitória dos paulistas. O Brasília, com dois pontos, sofreu a quarta derrota seguida e está em sexto.

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

Os gols foram de @_gucardozo, @felipinho_93 e @vitinho95_. Matheus descontou. Seguimos! ?⚽️??

Uma publicação compartilhada por Intelli/Tempersul (@intellitempersul) em 22 de Set, 2020 às 5:42 PDT

No mesmo dia, Foz Cataratas e Atlântico empataram por 2 a 2 em Foz do Iguaçu (PR). O pivô Dill e o fixo Silva deixaram o time de Erechim (RS) em vantagem duas vezes, enquanto o pivô Daniel e o fixo Sacon igualaram para os paranaenses. Curiosamente, o placar foi o mesmo do primeiro jogo entre eles, duas semanas antes, no interior gaúcho. Com a igualdade, o Atlântico foi a 12 pontos, ainda na ponta do Grupo B. O Foz, com cinco pontos, é o sexto.

Confira a classificação da Liga Nacional de Futsal.

Edição: Fábio Lisboa

Visualizar

MAIS LIDAS

error: O conteúdo está protegido !!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma