conecte-se conosco


Saúde - ES1.com.br

Matos Defumados é única que segue regras de higiene na feira de Barra de São Francisco

Publicado em

Há quase 20 anos no ramo de carnes defumadas, o pequeno agricultor Belarmino Rosa Filho, o Belinho, dono da Matos Embutidos e Defumados, é o único feirante de Barra de São Francisco que cumpre as regras de higiene estabelecidas pela Vigilância Sanitária e leis municipais. 

Belinho afirma que a empresa familiar trabalha com carnes defumadas há muitos anos, mas foi somente depois de um curso feito com vários outros produtores da região, dentro do Programa de Apoio às Agroindústrias Capixabas, que sua empresa passou a trabalhar observando todas as regras de higiene na hora da venda. 

“Nós já trabalhávamos em um ambiente bastante saudável, mas na hora da venda, a exposição ainda ficava prejudicada, mas depois do curso decidimos investir em melhoria também no nosso ponto de comercialização dos produtos”, informa.

O curso, iniciativa do campus do Ifes em Barra de São Francisco, em conjunto com o Sindicato das Micro e Pequenas Empresas do Espírito Santo (Sindimicro), Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e prefeitura, proporcionou capacitação a 13 produtores de pães, bolos, queijos, embutidos e defumados, entre outros.

leia também:  Superbactérias: doenças estão se tornando resistentes aos tratamentos

Belinho conta que, na feira, os clientes sempre reclamavam da situação de exposição das carnes em todas as barracas. “Nós percebemos que a higiene seria um fator de diferenciação para os demais e adquirimos um balcão expositor e passamos a embalar nossos produtos, evitando assim as possibilidades de contaminação”, explica.

Atualmente a feira conta com cerca de dez barracas que trabalham com carne in natura e embutidos, mas, com exceção da barraca da Matos Defumados, todas as outras expõem seus produtos de forma incorreta.

A Vigilância Sanitária da Prefeitura de Barra de São Francisco, disse ao jornal Notícia Certa e site ES1, que ainda não existe uma previsão de quando será feita a reunião com os feirantes para orientar sobre as regras de higiene na Feira Livre. 

Uma lei aprovada recentemente e já sancionada pelo Executivo, determina que os feirantes não poderão mais manusear alimentos e dinheiro ao mesmo tempo e terão que usar equipamentos de higiene, como luvas e outros para atender aos clientes. No entanto, a lei não está sendo respeitada pelos feirantes.

leia também:  Posto de Saúde do Bairro Progresso em São Gabriel recebe mais de R$ 288 mil para reforma

Além do manuseio incorreto de alimentos, a lei previne também a ocupação de espaços adjacentes aos demarcados na feira livre, por feirantes clandestinos, principalmente de outros municípios.

Editora Hoje

Saúde - ES1.com.br

Covid-19: Brasil registra 122 mortes e 45,5 mil casos em 24 horas

O Brasil registrou, desde o início da pandemia de covid-19, 672.033 mortes pela doença, informa o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (4) pelo Ministério da Saúde. O número total de casos confirmados da doença está em 32.535.923.

Em 24 horas, foram registrados 45.501 casos. No mesmo período, foram confirmadas 122 mortes de vítimas do vírus.

Ainda segundo o boletim, 30.967.114 pessoas se recuperaram da doença e 896.776 casos estão em acompanhamento. No levantamento de hoje, não consta atualização dos dados de Mato Grosso do Sul.

Os números em geral são menores aos domingos, segundas-feiras ou nos dias seguintes aos feriados pot causa da redução de equipes que alimentam os dados sobre a doença. Às terças-feiras e dois dias depois dos feriados, em geral, há mais registros diários pelo acúmulo de dados atualizado.

Boletim Epidemiológico Boletim Epidemiológico

Boletim Epidemiológico – 04/07/2022/Divulgação/ Ministério da Saúde

Estados

De acordo com os dados disponíveis, São Paulo lidera o número de casos, com 5,74 milhões, seguido por Minas Gerais (3,65 milhões) e Paraná (2,63 milhões).

leia também:  Posto de Saúde do Bairro Progresso em São Gabriel recebe mais de R$ 288 mil para reforma

O menor número de casos é registrado no Acre (127,1 mil). Em seguida, aparecem Amapá (161,8 mil) e Roraima (161,9 mil).

O estado de São Paulo é o que apresenta o maior número de mortes pela doença (171.072), seguido pelo Rio de Janeiro (74.183) e por Minas Gerais (62.197).

O Acre é o que registra o menor número de mortes (2.005), seguido por Amapá (2.141) e Roraima (2.153).

Vacinação

Até hoje, foram aplicadas 450,1 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 177,4 milhões com a primeira dose e 157,7 milhões com a segunda dose. A dose única foi aplicada em 4,9 milhões de pessoas e 95 milhões já receberam a dose de reforço.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Saúde

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2