conecte-se conosco


Estado - ES1.com.br

Mais de 140 veículos serão leiloados pela Seger neste mês

Publicado em


A Secretaria de Gestão e Recursos Humanos (Seger) leiloará, no próximo dia 12 de junho, 145 lotes compostos, em sua maioria, por automóveis e motocicletas. Já no dia 19 de junho, ofertará 107 lotes de bens móveis sucateados. Ambos os leilões serão realizados em formato on-line. Os lances já estão liberados e podem ser registrados, virtualmente, pelos sites oficiais dos leiloeiros.

Entre os modelos de veículos que serão vendidos no primeiro leilão estão: Fiat Palio WK Trekk, Ford Fiesta Sedan, Volkswagen Gol, GM Prisma, Nissan Frontier, Honda XRE 300, Yamaha Lander XTZ, entre outros. Para conferir a lista completa e participar, basta acessar o site www.emleilao.com.br.

Já o segundo leilão ofertará sucatas de bens como computadores, impressoras, mesas, estantes de aço, veículos, barcos, máquinas e equipamentos, contêineres, roçadeiras e sucata metálica. As informações e fotos dos itens podem ser conferidas no site www.prosalemleiloes.com.br

“A promoção de leilões integra nossa política de gestão do patrimônio do Estado. Além de desocupar espaços físicos dos órgãos públicos e promover a destinação de bens que não têm mais utilidade à Administração, a iniciativa contribui com arrecadação de recursos financeiros, que são investidos em ações e projetos do Governo voltados aos cidadãos”, destacou o secretário de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Marcelo Calmon. 

leia também:  Setades acompanha segunda semana de distribuição do Cartão ES Solidário

Serviço:
1) Leilão on-line de veículos, motocicletas e bens ociosos
Data: 12 de junho
Lances: liberados
www.emleilao.com.br

2) Leilão on-line de bens sucateados
Data: 19 de junho
Lances: liberados
www.prosalemleiloes.com.br

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Seger
Vitor Possatti Rodrigues
[email protected]

Fonte: Governo ES

Estado - ES1.com.br

Procon-ES notifica Uber por recusa em transportar cão-guia


O Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES) notificou, esta semana, a Uber do Brasil Tecnologia Ltda. Isso porque o Procon-ES recebeu denúncias de que alguns motoristas do aplicativo estariam se negando a transportar cães-guias que acompanham pessoas com deficiência visual, ferindo, assim, a Lei nº. 13.146/2015, que instituiu a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência).

Segundo informações trazidas pelos consumidores, os motoristas aceitam a viagem, mas ao se deparar com a presença do cão-guia recusam a viagem e alegam não serem obrigados a transportar o animal. Tal prática viola os direitos básicos do consumidor.

De acordo com o diretor-presidente do Procon-ES, Rogério Athayde, proibir o transporte de cão-guia pelos motoristas do Aplicativo Uber é uma prática abusiva e desleal, sendo dever do Instituto zelar pelo direito desses consumidores.

“Essa atitude fere o respeito à dignidade do consumidor, um princípio a ser observado mirando preservar e garantir a harmonia na relação de consumo. Além disso, o consumidor é considerado vulnerável diante do fornecedor de produtos e serviços. Desta forma, é obrigação do Procon-ES proteger os consumidores em geral, bem como coibir quaisquer práticas que atentem contra os direitos básicos dos consumidores”, pontuou.

leia também:  ES Solidário começa arrecadação de absorventes higiênicos

Além disso, prosseguiu Athayde, a recusa em transportar os animais se torna uma barreira à acessibilidade e à inclusão da pessoa com deficiência visual. “A prática de recusar transportar o cão-guia, além do ato de discriminação, é uma barreira que impede o exercício do direito da pessoa com deficiência à acessibilidade. Tal prática deve ser veementemente combatida, derrubando as barreiras que impedem as pessoas com deficiência de exercerem com gozo seus direitos à acessibilidade, liberdade, locomoção e à informação”, informou.

O Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor requer que, no prazo de 10 dias úteis, a partir do recebimento da notificação, que a empresa apresente os devidos esclarecimentos quanto à recusa dos motoristas em transportar pessoas com deficiência visual acompanhadas de cão-guia, devendo informar a política em relação a esses clientes.

A empresa também deve apresentar as ações adotadas para que pessoas com deficiência tenham direito à igualdade de acesso, além da resposta às queixas de consumidores que tenham sofrido discriminação ao usar seus serviços.

leia também:  Escola estadual produz o jornal trimestral ‘A voz do Emílio’

O Procon-ES recomenda ainda que a Uber do Brasil informe aos motoristas do aplicativo quanto à obrigatoriedade em transportar pessoas com deficiência visual acompanhadas de cão-guia, conforme determinação legal prevista no artigo 1º, da Lei nº. 11.126/2005.

Caso não sejam cumpridas as ações requeridas na notificação, será instaurado procedimento administrativo de ofício para constatação da prática infrativa perpetrada e posterior aplicação de sanção.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Procon-ES
Amanda Ribeiro/Renata Alves (respondendo)
[email protected]

Fonte: Governo ES

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma