conecte-se conosco


Estado

Governo do Estado apresenta o Programa Reflorestar a ambientalistas e empresários

Publicado em

Foto: Paulo Sena / Seama


O governador do Estado, Renato Casagrande, participou, na manhã desta sexta-feira (16), de um encontro com diretores executivos da ONG SOS Mata Atlântica e do Grupo Águia Branca para apresentação do modelo de gestão do Programa Reflorestar. A agenda ocorreu na Reserva Ambiental Águia Branca, em Vargem Alta. Referência nacional de restauração florestal de larga escala, o programa foi apresentado ao grupo de ambientalistas e empresários convidados que vieram ao Estado para conhecer os resultados do programa no aumento da cobertura florestal no Espírito Santo.

Também participaram do encontro, o secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Fabricio Machado, e os diretores-presidentes do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) e da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), Alaimar Fiuza e Fábio Ahnert, respectivamente.

“Estamos em sintonia com projetos que estão no conceito da sustentabilidade. Estamos construindo um centro de monitoramento de eventos climáticos, além de investir em energia solar em todos as novas edificações do Governo do Estado. Os estados precisam investir mais em preservação ambiental. O País segue um caminho inverso e os estados precisam liderar esse processo de conservação do meio ambiente”, disse o governador Casagrande.

O coordenador do programa e palestrante do evento, Marcos Sossai, explicou como o Reflorestar tem ajudado os produtores rurais capixabas a entenderem que unir conservação e geração de renda pode ser uma fórmula de sucesso. Dentre as modalidades de restauração florestal apoiadas pelo programa, Sossai destacou os sistemas agroflorestais, que em 2019 representaram cerca de 60% das áreas que iniciaram a restauração com apoio do Reflorestar. Ele citou ainda o apoio fornecido na restauração da floresta nativa, seja por meio do plantio de mudas, seja pela condução da regeneração natural.

Nesses dois últimos casos, além do apoio para a restauração, o produtor rural pode receber ainda pelos serviços ambientais (PSA) prestados pelas florestas em recuperação. Outro ponto enfatizado pelo coordenador do programa foi o monitoramento realizado anualmente nas áreas em recuperação, visando garantir o sucesso dos plantios florestais – que já acontecem hoje em cerca de quatro mil propriedades do Espírito Santo.

De acordo com Sossai, o Estado tem tudo para se tornar referência nacional em negócios florestais sustentáveis em um futuro próximo devido ao Reflorestar e outras ações estruturantes desenvolvidas por órgãos como o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf). “Com o Reflorestar é possível plantar floresta, obter renda, reduzir processos erosivos, aumentar a capacidade de infiltração da água no solo e adequar a propriedade à legislação ambiental. É um modelo de gestão sustentável, eficiente e extremamente responsável com a preservação e conservação de nossas florestas, além de ajudar o produtor rural nesta lógica de cuidar da floresta para obter renda e para mantê-la viva”, acrescentou.

leia também:  Sedes discute nacionalização do combustível sob águas durante videoconferência

Para a diretora executiva da SOS Mata Atlântica, Márcia Hirota, a aproximação com o Programa Reflorestar, que valoriza e preserva o bioma, é importante para a fundação pela sua relevância como política pública ambiental assertiva. “Novamente o Espírito Santo registrou nível zero de desmatamento, uma conquista que se repete há alguns anos. A gente monitora áreas acima de três hectares e o Espírito Santo possui apenas pequenos registros de desmatamento. Este esforço para ampliar as áreas de mata com o Reflorestar, do nosso ponto de vista é estratégico e por isso apoiamos”, elogiou.

Momento Técnico

No período da tarde do encontro, houve uma roda de conversa entre empresários e ambientalistas convidados com as equipes técnicas das Secretarias de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) e do Turismo (Setur), além dos técnicos do Iema, da Agerh e do Idaf. A pauta principal foi relacionada aos negócios florestais.

O Programa Estadual de Carbono, cuja parceria entre a Seama e as ONG´s World Resources Institute (WRI-Brasil), a The Nature Conservancy (TNC) e O World Wide Fund for Nature (WWF-Brasil) para permitir sua elaboração e implementação, foi anunciada no ultimo dia 21 de setembro, no evento de comemoração do dia da árvore, também fez parte das discussões do grupo. Para o secretário Fabrício Machado, o Espírito Santo pode ser o pioneiro neste mercado e ser uma referência para o resto do país se implementar um programa estadual de carbono baseado no mecanismo de desenvolvimento limpo (MDL).

“Com o Programa Reflorestar, estimulamos os produtores rurais a restaurar a cobertura florestal, gerando um ativo que está diretamente ligado a este novo mercado de carbono. Se temos mais florestas em recuperação e temos um mercado externo que visa negociar os créditos de carbono gerados a partir da restauração florestal, então há nesta relação uma oportunidade de negócio em potencial”, pontuou Machado.

leia também:  Agendamento para visitar Parque da Pedra Azul será exclusivamente por e-mail

O diretor-presidente do Iema, Alaimar Fiuza, destacou a importância da conexão com pessoas e instituições que são referência de sustentabilidade no País. “Esse é um momento ímpar, com a oportunidade de ouvir sobre uma visão ampla sobre o tema sustentabilidade, especialmente na relação do conceito de unidades de conservação e parques e de como isso pode agregar valor para a região onde estão localizados. Serviu ainda para provocar a reflexão sobre como podemos tratar os ativos naturais e de como o poder público pode atuar para estruturar não só as unidades de conservação, mas também criar um plano de desenvolvimento para toda a região”, disse.

O diretor-presidente da Agerh, Fábio Ahnert, lembrou a importância do reflorestamento na revitalização de Bacias Hidrográficas e na prevenção de eventos extremos, como secas e inundações. “No Estado, o Reflorestar tem conexão direta com os planos de Bacias, que apontam demandas de reflorestamento em áreas degradadas. O Programa já mostrou resultados no aumento da produção de água com recuperação em margens dos rios e áreas de recarga dos aquíferos, que é exatamente o nosso objetivo.”

Números do Reflorestar 

  • Desde o início de sua operação em 2013, já foram contratados mais de R$ 70 milhões e executados mais de R$ 54 milhões;
  • Quase 4.000 propriedades em atendimento;
  • Mais de 10 mil hectares de restauração florestal;
  • Mais de 10 mil hectares de Florestas em pé reconhecidas com PSA;
  • Atualmente mais de 285 mil hectares de florestas, em regeneração natural, sendo monitoradas por imagens de satélite.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto
(27) 98895-0843

Assessoria de Comunicação da Seama
Paulo Sena
(27) 99956-0609
[email protected] 

Assessoria de Comunicação do Iema
Karolina Gazoni
(27) 99977-1012
[email protected]

Assessoria de Comunicação da Agerh
Francine Leite
(27) 3347-6207 / 99935-0085
[email protected] / [email protected]

 

Fonte: Governo ES

Estado

Governador assina Ordem de Serviço para construção de quadra poliesportiva na Cimesp


O governador do Estado, Renato Casagrande, assinou, na manhã desta quarta-feira (28), a Ordem de Serviço para a construção de uma quadra poliesportiva na sede da Companhia Independente de Missões Especiais (Cimesp), antigo Batalhão de Missões Especiais (BME), localizada no bairro Jardim América, em Cariacica. Serão investidos R$ 1.782.521,90 na obra que será executada pelo Departamento de Edificações e de Rodovias (DER-ES) e tem prazo de conclusão de cinco meses.

Durante a solenidade, o governador cumprimentou todos os profissionais por ocasião do Dia do Servidor Público, celebrado neste dia 28 de outubro, e comentou sobre a atuação da unidade. “Estamos enfrentando um ano muito difícil e que mostra a importância do serviço público na vida das pessoas. A gente não conquista nada sem diálogo. Na Cimesp, que ainda era BME em 2013, as conquistas mais importantes foram através do diálogo e do equilíbrio. Hoje estamos dando Ordem de Serviço para essa quadra e na próxima semana vamos assinar o contrato da reforma desse prédio”, antecipou.

O novo espaço terá uma área de 695 metros quadrados e incluirá arquibancada. A quadra será destinada às práticas de futebol de salão, basquete e vôlei, e contará com cobertura em telha termoacústica, que tem como função também o isolamento de temperatura e som.

“A estrutura da Companhia Independente de Missões Especiais vai ficar muito adequada e caminhando para ser novamente o BME. Estamos contratando policiais da reserva para que possamos ter um efetivo maior e daqui uns dias a gente vai conseguir recuperar o que foi o BME. A Cimesp já trabalha muito bem, mas queremos que aqui volte a ser um Batalhão para que possamos fortalecer o efetivo e esse trabalho. O BME tem grande atuação no enfrentamento à criminalidade e na manutenção da ordem no Espírito Santo”, afirmou o governador.

Casagrande também sublinhou a importância de uma integração cada vez maior das forças de segurança na obtenção de melhores resultados na área. “Quero destacar o trabalho das nossas forças policiais integrado com as guardas municipais e com as Polícias Federal e Rodoviária Federal. Temos tido operações com muitos resultados, como a apreensão de drogas e de armas pesadas. Precisávamos de um trabalho mais forte do Governo Federal no que tange a entrada de armas e munições no Estado, mas nós não podemos ficar parados. Criamos a Desarme para identificar e inibir a entrada de armas e munições”, lembrou.

leia também:  Renato Casagrande assina o decreto que regulamenta a Lei Aldir Blanc no Espírito Santo

O governador reforçou ainda a necessidade da continuidade de políticas públicas. “Pegamos a área da segurança destruída em 2011. Criamos o Programa Estado Presente e fomos reduzindo a criminalidade ano a ano. Fizemos a recomposição dos efetivos da Polícia Militar, da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros praticamente completo, além de investirmos em equipamentos e tecnologia. Em 2019, de novo, assumi o Governo com a área da segurança destruída. Vamos entregá-la novamente reestruturada, reequipada, com aumento de efetivo, investimentos em equipamentos e viaturas e com os policiais motivados. Temos que nos organizar para não ter descontinuidade em áreas fundamentais”, pontuou.

O chefe de Estado Maior da Polícia Militar do Espírito Santo, coronel Ronaldo Mutz, falou mais sobre essa valorização da tropa. “É sempre um prazer quando temos a recepção da nossa maior autoridade para receber continência de tropa. Ver o governador em nossas unidades é muito gratificante, ainda mais coroado com a entrega de obras e valorização de nossa tropa. Além dessas entregas, temos hoje publicada a promoção de 305 soldados a cabo que, por iniciativa do governador, resolveu por antecipar essa promoção e demonstrar a valorização que vem sendo prática comum no seu governo, em prol da sociedade. Cumpre a nós o empenho abnegado na melhoria da prestação de nossos serviços. É importante que todos tenhamos esse compromisso”, disse.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, que já comandou o BME, também abordou os investimentos na Polícia Militar. “Quando é feito o relato histórico da Cimesp sou tomado por forte emoção porque minha carreira foi trilhada no Choque. É sempre uma honra estar de frente a essa tropa. O Governo Renato Casagrande tem feito investimentos grandes na Segurança Pública. Além de toda a verba destinada para viaturas, obras, armamentos, o governador acompanha pessoalmente a Segurança Pública e chefia o programa Estado Presente”, lembrou.

Coronel Ramalho prosseguiu: “Estão previstos mais de R$ 400 milhões em investimentos durante o governo. Estamos tendo que reconstruir todo o passo a passo. Em sua primeira gestão, o governador Casagrande tornou o BME em uma das melhores unidades especializadas do Brasil. Hoje estamos realizando uma promoção de soldados a cabo que não estava prevista. Tivemos formação de sargentos durante uma pandemia. O governador pessoalmente pediu que tivéssemos. Em qualquer outro Estado do País o adiamento seria algo a ser aceito.”

leia também:  Procon-ES prorroga suspensão dos prazos processuais e audiências de conciliação

Para o secretário, são várias ações voltadas à melhoria das condições de trabalho dos policiais, que serão revertidas em uma prestação dos serviços ainda abrangente. “Tenho 32 anos de polícia e vejo a profunda preocupação do governador com a segurança da população, investindo nas instituições e melhorando a qualidade de vida do agente. São várias ações, como a anistia, abertura de diálogo, valorização salarial, investimentos e ainda temos agora a autorização de convocação de policiais militares da reserva para incorporação ao efetivo da Cimesp para posterior retomada do BME. Não estou aqui jogando confete, mas apenas relatando tudo que estou vivenciando diariamente”, sublinhou Ramalho.

Obras em execução

O Governo do Estado, por meio do DER-ES, está executando um conjunto de obras de construção de quadras poliesportivas e espaços esportivos em escolas da Rede Estadual. Neste primeiro momento, estão sendo contempladas as escolas Professor Claudionor Ribeiro (Cachoeiro de Itapemirim), Job Pimentel (Mantenópolis), Francelina Carneiro Setubal e Mario Gurgel (Vila Velha).

Com um tamanho menor, os espaços esportivos têm uma área de 363 metros quadrados e também contam com cobertura em telha termoacústica. Neste primeiro momento, estão sendo contempladas as escolas Irineu Morello (Governador Lindenberg), Floresta do Sul (Pedro Canário) e Dermeval Leite Ribeiro (Água Doce do Norte). O investimento total nas quadras e espaços esportivos em execução é de R$ 8,8 milhões.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto
(27) 98895-0843

Assessoria de Comunicação da Sesp
Victor Muniz
(27) 3636-1572 / 99284-3303
[email protected]

Assessoria de Comunicação DER-ES
Felipe Mansur Valinho / Flávia Pimentel Simões / Marília Vieira
(27) 3636-4404 / 99929-8211 / 99943-7470

 

Fonte: Governo ES

Visualizar

MAIS LIDAS

error: O conteúdo está protegido !!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma