conecte-se conosco


Esportes

Goiás vence o Operário-PR em casa e dorme no G-4 da Série B

Publicado em


Rezende marcou o único gol do jogo. Equipe goiana entrou momentaneamente no G-4 da Série B do Brasileiro

Na abertura da 15ª rodada da Série B, o Goiás fez o dever de casa e, no Hailé Pinheiro, venceu o Operário-PR por 1 a 0, na tarde desta sexta-feira (30). O resultado coloca o Esmeraldino momentaneamente no G-4 da competição, agora com 26 pontos somados. Já o Fantasma tem 21 e ocupa a oitava colocação.

+Confira o complemento da rodada da Série B!

O jogo

Depois de 45 minutos de poucas emoções no Hailé Pinheiro, o placar seguiu zerado para o intervalo. A melhor chance do primeiro tempo de jogo foi do time visitante que, aos 26 minutos, viu Leandrinho ser derrubado dentro da área. Pênalti marcado, mas cobrança desperdiçada por Ricardo Bueno. Já com a bola rolando, o Goiás assustou em arremate de Caio Vinícius, que parou em Simão. Enquanto Rafael Chorão tentou para o Fantasma e dessa vez Tadeu foi quem evitou o gol.

Na volta do intervalo, o Esmeraldino precisou de apenas quatro minutos para,

  Líder Cuiabá não joga bem e placar termina em 1 a 1 contra o Juventude

leia também:  CBF sinaliza que abertura do Brasileirão 2020 pode ser em 9 de agosto

enfim, balançar as redes. Após cobrança de falta de Elvis, o goleiro adversário deu rebote e Rezende aproveitou a sobra para soltar o pé: 1 a 0. Com o placar aberto, o time da casa ainda teve chances de ampliar a contagem, principalmente na parte final do confronto, em arremates de Alef Manga, mas novamente Simão e o lateral Fabiano salvaram o Operário.

Fonte: https://www.cbf.com.br/futebol-brasileiro/competicoes/campeonato-brasileiro-serie-b-jogos/2021-42-2-142

Esportes

Fluminense vence no Maracanã e segue na cola do G-6 do Brasileirão


O Fluminense segue firme e forte na briga por uma vaga na Libertadores. Na tarde deste domingo, em seu retorno ao Maracanã, o Tricolor derrotou o Red Bull Bragantino por 2 a 1 e deu mais um passo rumo ao à competição continental. Fred e Luiz Henrique marcaram os gols da equipe na partida, válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ao abrir o placar, o ídolo tricolor fez história ao ultrapassar Romário e se tornar isoladamente o segundo maior artilheiro da história da competição, com 155 gols.

Com o resultado, a equipe chegou aos 32 pontos na tabela de classificação, se mantendo a apenas um do G-6. Além disso, o Time de Guerreiros chegou ao sétimo jogo de invencibilidade na competição. Na próxima rodada, o Fluminense vai até o litoral paulista, onde enfrenta o Santos, no domingo que vem (03/10), às 18h15, na Vila Belmiro.

Seja Sócio e receba conteúdos exclusivos, além de ter descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!

Primeiro tempo

O Fluminense iniciou a partida controlando as ações e dominando a posse de bola. A equipe chegou ao ataque algumas vezes nos primeiros minutos, mas as jogadas foram bem travadas pela defesa adversária. Aos 6 minutos, Luiz Henrique fez linda jogada individual pela direita, acionou Nonato, que cruzou na área. Na sobra, Calegari chutou firme, mas a zaga conseguiu cortar. Aos 12, a tabelinha se repetiu: o Moleque de Xerém desceu pela ponta e acionou Nonato na área. O volante rolou para Fred, que só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio e abrir o placar para o Tricolor. Aos 23, Fred rolou boa bola para Luiz Henrique dentro da área pelo lado esquerdo, o garoto dominou e chutou cruzado, mas a bola desviou da defesa e saiu em escanteio. Na cobrança, Danilo Barcelos achou Fred, que cabeceou por cima do travessão.

  Fortaleza bate o São Paulo e sobe para a vice-liderança do Brasileirão Assaí

leia também:  Saiba os horários dos jogos do Brasil na Copa da Rússia

A pressão tricolor seguiu intensa. Logo no lance seguinte, Fred fez o pivô e Yago lançou Luiz Henrique, que bateu prensado pelo defensor. Aos 28, Calegari foi à linha de fundo e rolou para Nonato, que desviou para o gol, mas o zagueiro tirou quase em cima da linha. Na sequência, Yago cortou para dentro na entrada da área e bateu firme, obrigando o goleiro a espalmar. Mas de tanto insistir o Fluminense ampliou aos 42. Calegari lançou Caio pela direita, ele avançou e rolou para Luiz Henrique dentro da área. O garoto dominou, fez o giro e soltou a bomba no ângulo. Um golaço no Maracanã!

Segundo tempo

A primeira finalização da segunda etapa foi aos 4 minutos, quando André arriscou de longe, mas a bola subiu demais. Apesar do domínio tricolor, o Red Bull Bragantino descontou aos 17 minutos, com Helinho. Aos 24, Danilo Barcelos cruzou com muito veneno na área, mas antes que a bola chegasse limpa para Luccas Claro finalizar a defesa conseguiu fazer o corte. Aos 30 minutos, André roubou a bola na intermediária, ajeitou e chutou, a bola desviou na zaga, mas o goleiro conseguiu fazer a defesa.

  Chapecoense faz história e confirma retorno à Série A do Campeonato Brasileiro

leia também:  Marcelo Alves é destaque entre jogo entre Vasco e Bahia e é homenageado

O Tricolor chegou ao terceiro gol em uma linda jogada coletiva, com Gabriel Teixeira, mas o VAR anulou o lance alegando impedimento. O Fluminense seguiu em cima e voltou ao ataque aos 38. Jhon Arias conduziu pelo meio e arriscou o chute, mas o goleiro fez a defesa. Aos 42, Calegari rolou para trás, Gabriel Teixeira fez o corta-luz e Nonato bateu colocado, para mais uma defesa de Julio César. Aos 46, Gabriel foi à linha de fundo e tocou para Arias, que rolou para André bater por cima do gol.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Brasileiro – 22ª rodada
26/09/2021, 16h – Maracanã

Fluminense (2)
Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Danilo Barcelos; André, Nonato (David Braz) e Yago Felipe (Martinelli); Luiz Henrique (Gabriel Teixeira), Caio Paulista (Jhon Arias) e Fred (Bobadilla). Técnico: Marcão

Red Bull Bragantino (1)
Julio Cesar; Weverton, Léo Realpe, Natan e Luan Cândido (Guilherme); Emi Martínez (Praxedes), Cristiano, Vitinho; Gabriel Novaes (Hurtado), Helinho (Alerrandro) e Pedrinho. Técnico: Mauricio Barbieri

Gols: Fred (12′ 1T), Luiz Henrique (42′ 1T) (FLU); Helinho (17′ 2T) (RBB)

Cartões amarelos: Nonato, Martinelli (FLU); Léo Realpe, Gabriel Novaes (RBB)

Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden (RS), auxiliado por Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)

fonte: https://www.fluminense.com.br/noticia/fluminense-vence-no-maracana-e-segue-na-cola-do-g-6-do-brasileirao
Foto: Lucas Merçon/FFC
Texto: Comunicação/FFC

COMENTE ABAIXO:

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

INFORMATIVO

Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma