conecte-se conosco


Alessandra Piassarollo - ES1.com.br

Gente satisfeita não inveja ninguém

Publicado em

Nesses tempos em que todo acontecimento, por menor que seja, é transmitido aos quatro ventos, não raros são os episódios de inveja que as atualizações de status têm sido capazes de provocar.

Na lista expressa para uma inveja rápida e talvez duradoura assumem o topo as festas, aquisições e novos relacionamentos. Sucesso profissional e passeios também são capazes de arrebanhar uma multidão de invejosos a cada publicação. 

Tudo isso graças ao povo que não se conforma com as novidades alheias e não perde a oportunidade de rebaixá-las; tem muita gente que ainda acha a grama do vizinho mais viçosa e verdinha que a sua e se consome por isso.

Esse mal-estar que se abate sobre muitas pessoas vem, sobretudo, da incapacidade que elas têm de criar suas próprias novidades; de fazer suas apostas e tentativas para ter com o que se ocupar. Aliás, a inveja nasce exatamente disso: da falta de objetivos, ou de garra para fazê-los acontecer.

E é justamente nessas circunstâncias que muitas pessoas gastam suas energias revirando a vida dos outros, criticando e menosprezando as conquistas dessas pessoas, porque não está sendo capaz de investir em seus próprios projetos.

leia também:  CONSUMISMO: Você tem comprado mais do que o necessário?

Alguns até chegam a elaborar metas, mas não são capazes de estabelecer meios nem prioridades. E ficam parados na mesma, pelo meio do caminho, sem saber exatamente aonde ir. Além do que, existe muita gente medrosa por aí, ou preguiçosa mesmo, que não tem coragem nem disposição para sair da mesmice. É essa frustração, misturada com prostração, que causa essa pavorosa onda de inveja que temos visto.

E pra quem caiu nesse embuste que é a inveja, a solução é se envolver menos com as vitórias alheias e investir forças em algo construtivo para sua própria vida. E depois dos planos, lançar-se de corpo e alma para tornar sua vida tão satisfatória quanto as que você tem observado.

Afinal de contas, todas as pessoas são interessantes. E têm momentos bons e outros nem tanto assim. Quem aparece sorrindo e contando coisas espetaculares em redes sociais também quebra a cara de vez em quando, porque isso acontece com todo mundo. É natural!

Mas é justamente desse enfrentamento, desse “tentar a sorte”, que as novidades podem surgir. Então, ao invés de cobiçar os acontecimentos alheios, não se esqueça de colocar força e fé nos seus. Invista mais em si mesmo!

leia também:  O amanhã será melhor. Pode confiar!

Um conselho infalível para o caso de você se perguntar por que as coisas mais legais acontecem sempre na vida do outro: aposte mais fichas em você e esqueça o que acontece com os outros.

Gente satisfeita com a própria vida não tem tempo para invejar ninguém. E a vida é preciosa demais para ser gasta com inveja dos fatos alheios.

Alessandra Piassarollo
Administradora e Escritora

Alessandra Piassarollo - ES1.com.br

E se eu me for agora, terei amado o suficiente?

Soube da notícia de que um conhecido havia partido dessa vida. De repente, surpreendentemente, sem nenhum tipo de aviso prévio, como a morte costuma fazer.

Fiquei imaginando se as coisas seriam diferentes na vida dele, se ele soubesse que partiria em breve. Imaginei se as coisas seriam diferentes na minha vida, e na vida de todos nós; se não deveríamos estar mais atentos ao fato de que a vida vai terminar para nós também.

Será que temos amado em quantidade suficiente? Será que temos feito o nosso melhor e aproveitado a companhia das outras pessoas? Ou partiremos deixando para trás aquela sensação de que deveríamos ter feito tudo de forma diferente?

Muito provavelmente a resposta é a de que não estamos vivendo da melhor forma possível. Poderíamos estar vivendo com prazer e com mais qualidade. Poderíamos estar pondo freios em nossa preocupação exagerada e nessa vontade de partir pra briga, contra tudo e contra todos, que temos sentido.

Deveríamos refrear nosso velho hábito de deixar coisas importantes para depois, simplesmente porque não temos nenhuma garantia de que o depois virá. E parar de alegar falta de tempo, principalmente se ele estiver sendo mal gasto.

leia também:  CONSUMISMO: Você tem comprado mais do que o necessário?

Aprender a não guardar roupa, calçados e louças para ocasiões especiais. O momento especial é agora, porque ele nos garante vida para desfrutá-lo. Poderíamos parar de economizar o que temos de bom dentro de nós. E não deixar a vida, os amores e os sonhos pra depois. Eles não precisam ficar tanto tempo na sala de espera.

Tampouco podemos desperdiçar o tempo de agora, porque ele é precioso demais para isso. O ontem não regressará e talvez o amanhã não chegue até nós.

Engana-se quem pensa que essas verdades exigem pensamentos negativos. Mas é preciso que fiquemos em estado de alerta e deixemos despertar em nós um desejo irrepreensível de amarmos a vida e tudo o que ela nos oferece.

Que o prazo de validade determinado que nos foi imposto desperte em nós o desejo de diminuir os conflitos e de ter mais sossego interior. Busquemos a sensação reconfortante de ter nossas almas desfrutando de afeto e de tranquilidade; que saibamos reassumir o controle da nossa vida, sem sermos marionetes para o teatro sentimental de ninguém.

leia também:  Gentileza gera gentileza... E bons relacionamentos

Não queiramos que as circunstâncias da vida tragam-nos arrependimentos por não termos sabido conduzir nossos dias. Amemos o máximo possível: A nós mesmos e às outras pessoas. Tenhamos apreço por quem somos e respeito por quem fomos. Planejemos o futuro de forma que possamos aproveitar bem todas as oportunidades que vierem, enquanto vierem.

Andemos de cabeça erguida, sem culpas desnecessárias. Esforcemo-nos para encarar todos os fatos com leveza e com a certeza de que existe uma lição a ser aprendida em cada acontecimento.

Desfrutemos da vida com a coerência de quem sabe que um dia ela terminará. E torçamos para que o acaso não se canse de nos proteger, caso continuemos a andar tão distraídos.

Alessandra Piassarollo
Administradora e Escritora

 

Visualizar
error: Conteúdo protegido!!