conecte-se conosco


Esportes

Galo treina para a 1ª de dez finais na reta final do Brasileirão

Publicado em


Com dez jogos restantes no Campeonato Brasileiro, o Atlético promete encarar todas essas partidas como finais para ganhar força na luta pelo título.
“São dez jogos, dez decisões para que a gente possa fazer o maior número possível de pontos e consiga, ainda, buscar esse título que é tão sonhado não só pelo torcedor atleticano, mas pelos jogadores também”, afirma o goleiro Everson.
A série de finais começa neste domingo, contra o Atlético-GO, em Belo Horizonte. A partida será realizada às 18h15, no Mineirão.
“Dentro ou fora de casa, a gente sempre busca a vitória, temos essa metodologia de trabalho, de jogo. Poderíamos ter encurtado essa distância do líder em três pontos, mas, infelizmente, conseguimos encurtar em apenas um ponto, ainda com uma rodada a menos na competição. Cabe a nós focar. As equipes de cima acabaram não tendo as vitórias e esses dez últimos jogos são muito difíceis porque cada equipe tem a sua pretensão. Cabe a nós trabalhar para fazer o maior número possível de vitórias e brigar lá em cima pelo título”, destaca o arqueiro atleticano.
A preparação para o confronto com a equipe goiana teve início na manhã desta quarta-feira, com treinamento na Cidade do Galo.
Everson completa avaliando que o time fez um bom jogo no empate por 2 a 2 com o Red Bull Bragantino, na última segunda-feira (11), em Bragança Paulista.
“Fizemos partidas melhores dentro do Campeonato Brasileiro, mas essa partida contra o Red Bull também não foi ruim. Tivemos o controle do jogo e, infelizmente, acabamos tomando dois gols, o que acabou dificultando que a gente pudesse buscar a vitória. Mas enfrentamos uma equipe qualificada, que cinco dias antes tinha ganhado do líder da competição. A gente sempre conversa e

  Palmeiras derrota o Bahia de 3 a 0 e sobe na tabela

leia também:  Governo lança edital de seleção do Programa Bolsa Atleta Capixaba 2018/19

Esportes

Com um jogador a menos Vasco é superado pelo Coritiba


Com um a menos desde os 30 minutos do primeiro tempo, o Vasco foi superado pelo Coritiba, no sábado (16/01)  pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo permanece na 15ª posição, com 32 pontos. O próximo compromisso do Gigante da Colina, será diante do Bragantino na próxima quarta-feira (20), às 21h30, no Estádio Nabi Abi Chedid.

A partida começou bem equilibrada, com as duas equipes se estudando muito. A primeira boa chegada do Vasco veio aos 11 minutos, Léo Matos avançou pela direita, achou um belo cruzamento na entrada da pequena área, procurando Talles Magno. Antes do camisa 11 chegar a zaga adversária cortou e por pouco não sobrou para Germán Cano, que antes de chegar na bola a zaga adversária conseguiu afastar novamente. Aos 14, Yago Pikachu achou um belo lançamento para Germán Cano, que dominou invadiu a área e acabou sendo travado pela defesa adversária na hora do chute.

A partida ficou paralisada por três minutos, para uma análise no VAR. O árbitro da partida foi chamado para checar uma possível cotovelada do lateral vascaíno Henrique, no meia do Coritiba Sarrafiore. No final, o árbitro optou por expulsar o lateral. O Vasco voltou a incomodar a defesa adversária aos 35, Germán Cano recebeu pela direita, invadiu área e quase sem ângulo chutou sob a meta adversária. Aos 43, o Coritiba abriu o placar com um chute de longa distância de Hugo Moura: Coritiba 1 a 0. Aos 48 minutos, Léo Gil cobrou a falta na entrada da pequena área e achou Germán Cano livre, o argentino testou firme e acabou parando na boa defesa do goleiro Wilson.

  Léo Mattos, treina por conta e se apresenta ao Vasco nesta segunda

leia também:  Verônica Hipólito, multicampeã paralímpica, lança projeto Naurú

O Vasco começou a segunda etapa, tentando incomodar a zaga adversária e com uma postura mais ofensiva. A primeira boa investida vascaína veio aos 21 minutos, Léo Matos recebeu pela direita, cortou para o meio e engatilhou um forte chute, que acabou parando na defesa do goleiro adversário. Aos 28, Léo Matos recebeu, levantou a cabeça e achou Martin Benítez na entrada da área, o camisa 10 chegou batendo de primeira e mandou para fora.

Tentando um último suspiro aos 50 minutos, Werley levantou para a área na direção de Leandro Castan, o zagueiro desviou para trás e achou Germán Cano livre, o argentino dominou, encheu o pé e parou na boa defesa do goleiro Wilson.

Visualizar

MAIS LIDAS

error: O conteúdo está protegido !!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma