conecte-se conosco


Política Estadual - ES1.com.br

Eduardo Guardia será o novo ministro da Fazenda

Publicado em

O presidente Michel Temer escolheu Eduardo Guardia para comandar o Ministério da Fazenda no lugar de Henrique Meirelles, que deixará o cargo na próxima semana para tentar disputar as eleições de outubro. Meirelles vai se filiar ao MDB e quer concorrer à Presidência, mas ainda não tem garantia da candidatura.
Guardia, atual secretário executivo da Fazenda, enfrentava resistências no Congresso por ser considerado um técnico sem jogo de cintura política. A escolha do nome dele, no entanto, fez parte de um acordo entre Temer e Meirelles para que o ministro se filiasse ao MDB. Além disso, o presidente também avaliou que manter a continuidade na equipe econômica é o melhor caminho para evitar turbulências no fim do governo, principalmente às vésperas da campanha eleitoral. Projeções indicam um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) que pode superar as expectativas e chegar a 3,4%, além de arrecadação em alta, inflação baixa e juros em queda.
Temer planeja entrar no páreo por um novo mandato e pode ter Meirelles como vice da chapa. Auxiliares do presidente dizem que a ideia é formar uma aliança entre a política e a economia, ao centro, para enfrentar os extremos. Se até o fim de junho Temer não tiver melhor desempenho nas pesquisas, a tarefa de defender o governo poderá ficar com Meirelles.
De perfil discreto, Guardia se transformou numa espécie de “Sr. não” nas negociações políticas com o Congresso. Para fechar o cofre do governo, ele bateu de frente, nos últimos meses, com os aliados do presidente ao buscar restringir as vantagens concedidas aos partidos aliados, principalmente nas negociações para aprovação dos cinco Refis (parcelamento de débitos tributários). Também teve papel importante nas negociações para os Estados em dificuldade financeira e foi decisivo para barrar um socorro de R$ 600 milhões para o Rio Grande do Norte, o que evitou uma fissura no time econômico.
Por essa razão, já foi “demitido” diversas vezes por políticos no próprio gabinete. A postura linha-dura levou à resistências dos políticos à indicação do ministro Meirelles para substituí-lo. Além disso, o número 2 da Fazenda sempre foi visto como um nome do PSDB. Ele foi secretário do Tesouro no governo Fernando Henrique Cardoso e depois de secretário de Fazenda de Geraldo Alckmin, em SP.
Outras trocas. O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, avisou Temer nesta quarta-feira, 28, que prefere não ser transferido para o BNDES. Sua preocupação é que uma eventual ida para o banco seja carimbada como um movimento para abertura do cofre. Diante da ponderação de Dyogo, Temer avalia se o secretário de Acompanhamento Fiscal, Mansueto Almeida, fica onde está ou se será deslocado.
Está certo que o ministro dos Transportes será Valter Casimiro, atual diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Casimiro substituirá Maurício Quintela (PR-AL), que pretende concorrer ao Senado. A reforma ministerial deve atingir 11 dos 29 ministros. Ocupantes de cargos públicos precisam sair até 7 de abril, se quiserem entrar na disputa.
O impasse sobre a sucessão no Ministério da Saúde continua. O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, foi indicado pelo PP para assumir no lugar de Ricardo Barros, que deixou o cargo para retornar à Câmara e disputar a reeleição. O governo, no entanto, não bateu o martelo. 

leia também:  “A minha bandeira política sempre foi o social e a mulher”, diz Jacqueline Moraes

Exame

Política Estadual - ES1.com.br

Projeto Efatá recebe homenagem da Ales

Colaboradores do Projeto Efatá, iniciativa de cunho evangélico de responsabilidade social, sediado no município de Viana, foram homenageados em sessão solene realizada nesta sexta-feira (1°). Durante o evento, proposto pelo presidente da Assembleia Legislativa (Ales), deputado Erick Musso (Republicanos), os participantes também acompanharam o relançamento do livro Temperamento e Relacionamento.

Idealizador e fundador do projeto, Wesley Loureiro disse que tudo começou em 24 de janeiro de 2021, dia do seu batismo na igreja evangélica, “quando o velho Wesley morre” e “nasce o novo Wesley em Jesus”. Segundo explicou, a iniciativa foi se desenvolvendo aos poucos, começou com o conceito de ser um portal de notícias das igrejas evangélicas.

Mas logo depois, lembrou, foi criado o Ministério Efatá, por meio do qual uma banda evangélica passou a percorrer o estado para pregar a palavra de Deus. Adiante, o projeto avançou pelos “meandros da evangelização” a partir da implantação da rádio web, ouvida atualmente nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Mato Grosso do Sul, além do ES.

O Efatá Social é iniciado com a consciência de que “não dá para pensar na paz sem propor o pão”. Por isso, essa vertente do projeto trabalha a distribuição de cestas básicas e faz doação de roupas para instituições (hoje há 70 famílias cadastradas). Já o Efatá Educação oferta aulas de reforço para alunos da rede pública no período de alfabetização.

Conforme destacou Wesley Loureiro, também há um braço que atua para auxiliar quem precisa de emprego. E hoje, por meio de parcerias com empresários, 20 participantes conseguiram colocação profissional formal. Loureiro revelou que trabalha nas questões burocráticas para mudar o status do projeto para o de utilidade pública.

“Tudo diz respeito à nossa vocação, ao nosso chamado. Nós acabamos falhando quando nós entendemos que a nossa vocação é para nós. Aí está o erro. A nossa vocação, o nosso chamado não é para nós, é para o outro”, considerou. “O seu papel é usar aquilo o que Deus te propôs para poder continuar sendo o canal da graça para as outras pessoas”, concluiu.

leia também:  Em entrevista a ADI-ES, candidatos ao governo do ES abordam temas importantes

Lançando a 3ª edição do seu livro Temperamento e Relacionamento, o pastor e psicanalista Silvio Rodrigues falou que a obra levou nove anos para ser concluída e reúne aspectos científicos e espirituais. “O propósito do livro é justamente você se conhecer”, explicou, para promover mais harmonia na convivência. “Dentro de um relacionamento você só consegue fazer alguém feliz se você estiver resolvido consigo mesmo sendo feliz”, frisou.

Balanço final

Musso elogiou a iniciativa e pediu que “continuem plantando essas sementes”. O parlamentar aproveitou a ocasião para lembrar dos seis anos à frente do Legislativo e disse que seu mandato está no “apagar das luzes”. Desde que foi eleito deputado pela segunda vez, argumentou que não disputaria reeleição “porque poder público não foi feito para perpetuação de poder”. “Poder público foi feito para cuidar de quem mais precisa. E quem mais precisa do poder público são os mais humildes”, salientou ele, citando capixabas sem plano de saúde e que vivem na extrema pobreza.

O presidente da Casa se considerou orgulhoso por ter transformado a Ales em uma “referência” entre as demais assembleias do Brasil ao torná-la a mais econômica. Também lembrou de investimentos feitos em equipamentos de acessibilidade a criação de um complexo de serviços com Posto de Identificação, Procon, Delegacia do Consumidor e Procuradoria da Mulher. Os esforços para implantar a tramitação digital de processos não foram esquecidos.

Agradecendo aos colegas de plenário e aos servidores, o parlamentar afirmou que o maior legado que deixa é o bom convívio. “Consegui fazer tudo? Não. Agradar todo mundo? Muito menos. Mas eu tenho a minha consciência tranquila que eu dei o meu melhor”. “Obrigado por acreditarem em mim, por nós estarmos unidos num bem comum, que é ajudar as pessoas”, finalizou.

Também compuseram a mesa de autoridades o vereador de Viana Wesley Pires (PSC); o pastor Josué Perpétua, presidente do Ministério Poder e Unção de Cariacica; a pastora Verimá Machado, presidente do Ministério Grande Aliança com Deus, o pastor da Igreja Batista Lagoinha de Vitória, Wilson Quintanilha; o vice-prefeito de Itueta (MG), Giorzane Cremasco; além de Adriana Bôas, mãe ativista da causa autista.

leia também:  Parlamentares exigem do Governo dados sobre importação de leite

Na Bíblia, a tradução para Efatá é “Abre-te”. O projeto, que fica no bairro Soteco, em Viana, hoje conta com 30 colaboradores diretos para dar oportunidade aos mais vulneráveis.

Lista de homenageados com certificados

  • Adelina Diniz
  • Aguinaldo Sirilo Barroso
  • Alessandro Moura da Silva
  • América Grupo 40
  • Ariane Pereira dos Santos
  • Arnaldo Vieira
  • Associação Brasileira de Apoio e Desenvolvimento da Arte Capoeira (Abadá) –  Alexandre Xavier de Lima para receber o certificado
  • Associação Missionária Internacional Resgatado para Contar (Mirc)
  • Diácono Bruno Lucas dos Santos
  • Ediana Deolino Xavier
  • Erica de Castro Zamprogno
  • Evandro Freire
  • Fabíola de Almeida Matos
  • Geovane Paganini
  • Giorzane Rigo Cremasco
  • Herança Contabilidade Eclesiástica
  • Jacob Ferreira de Assis
  • Jader Nascimento da Silva
  • Jeferson Sirilo Barroso
  • Jeremias Jonas Boning
  • Kennedy Wilkerson Rodrigues de Matos
  • Marcia Souza
  • Marlene Loureiro
  • Marta Souza
  • Pastor Aldair José de Jesus
  • Pastor Alexandre da Silveira García
  • Pastor Ananias Onorio Vicente
  • Pastor Anuar Bachour Filho
  • Pastor Fagner Almeida da Silva
  • Pastor Geraldo Luiz Casagrande
  • Pastor Ismael Ramos
  • Pastor Jederson Lobato
  • Pastor Johnson Messias Apolinário
  • Pastor Jonatas Wilian Rodrigues Portela do Nascimento
  • Pastor Josinei Bonela
  • Pastor Josué Perpétua
  • Pastor Marcelo Alves de Almeida
  • Pastor Márcio Ney Batista
  • Pastor Natanael do Espírito Santo Barreto
  • Pastor Samuel Ramalhete Ferreira
  • Pastor Sergio Paulo Junger
  • Pastor Silvio Rodrigues de Souza
  • Pastor Tiago Carlot
  • Pastor Wellington Nascimento 
  • Pastor Wilson de Andrade Quintanilha
  • Pastora Rosemary Barboza dos Santos
  • Pastora Silvia Rodrigues de Souza
  • Pastora Verimá Santos Machado
  • Rayane Correa Carvalho
  • Robinson da Conceição Martins 
  • Sabrina Pereira Angeli Braga
  • Sandra Mara Dias de Oliveira Fraga
  • Sidiclei de Jesus Silva 
  • Soraya Moreira de Souza
  • Verildo Xavier
  • Walter Oldar Zamprogno (in memorian)
  • Wesley da Penha Loureiro
     

Fonte: Assembléia Legislativa do ES

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!