conecte-se conosco


Alessandra Piassarollo - ES1.com.br

É tempo de resgatar seus sonhos

Publicado em

A vida de todos nós já foi como um veleiro de velas içadas, navegando tranquilo por um extenso mar de sonhos. Desde nossos primeiros anos, fizemos mil planos para o futuro que um dia chegaria e nada abalava nossa convicção de que tudo seria possível.

Infelizmente nem todos conseguiram realizar seus projetos. O futuro que outrora parecia distante já bateu em muitas portas sem trazer consigo os sonhos realizados.

Mas se essa desilusão perturba sua confiança, saiba que nada está perdido: Seus sonhos ainda estão por aí, em algum lugar. É tempo de resgatá-los!

É verdade que os sonhos parecem mais fáceis de realizar enquanto são apenas sonhos. Torná-los realidade exige uma série de sentimentos, circunstâncias e empenho. Nem todos conseguem manter de pé seus objetivos. Muitas vezes as obrigações e os problemas carregam nossos sonhos para o fundo da memória.

Porém aqui vai um alerta: Sem sonho, não se navega nessa vida. E ele precisa ser dos bons. Então, coragem! É tempo de retomar os projetos que há muito foram abandonados. É o momento de voltar a acreditar que a vida, apesar de suas ondas de incerteza, pode trazer felicidade e realização a quem tem disposição para navegar. 

leia também:  Gentileza gera gentileza... E bons relacionamentos

É logico que as coisas mudaram, os anos se passaram e você já não é mais a mesma pessoa. Por isso, faça uma análise dos seus antigos projetos: pode ser que alguns até já foram realizados sem que você tenha se dado conta. E aos que ainda estão pendentes, é necessário remodelá-los: eles não precisam ser exatamente como eram antes. Já pensou nessa possibilidade? É possível adaptá-los a seus novos gostos, ao estilo de vida que você adotou e ao poder financeiro que você possui agora. Tudo pode ser reconsiderado. Vale até dividir o sonho com mais alguém.

O que não tem valor, de jeito nenhum, é uma vida desanimada e sem perspectivas. Saiba que você é mais capaz agora que antes, pois a experiência adquirida sopra a favor.

Volte a sonhar! Solte as cordas que te prendem na mesmice e parta para seus projetos. Há um horizonte de possibilidades infinitas esperando por você!

Alessandra Piassarollo
Administradora e Escritora

Alessandra Piassarollo - ES1.com.br

E se eu me for agora, terei amado o suficiente?

Soube da notícia de que um conhecido havia partido dessa vida. De repente, surpreendentemente, sem nenhum tipo de aviso prévio, como a morte costuma fazer.

Fiquei imaginando se as coisas seriam diferentes na vida dele, se ele soubesse que partiria em breve. Imaginei se as coisas seriam diferentes na minha vida, e na vida de todos nós; se não deveríamos estar mais atentos ao fato de que a vida vai terminar para nós também.

Será que temos amado em quantidade suficiente? Será que temos feito o nosso melhor e aproveitado a companhia das outras pessoas? Ou partiremos deixando para trás aquela sensação de que deveríamos ter feito tudo de forma diferente?

Muito provavelmente a resposta é a de que não estamos vivendo da melhor forma possível. Poderíamos estar vivendo com prazer e com mais qualidade. Poderíamos estar pondo freios em nossa preocupação exagerada e nessa vontade de partir pra briga, contra tudo e contra todos, que temos sentido.

Deveríamos refrear nosso velho hábito de deixar coisas importantes para depois, simplesmente porque não temos nenhuma garantia de que o depois virá. E parar de alegar falta de tempo, principalmente se ele estiver sendo mal gasto.

leia também:  “Viva com paz na alma. O tempo virá e as flores vão florescer sozinhas.”

Aprender a não guardar roupa, calçados e louças para ocasiões especiais. O momento especial é agora, porque ele nos garante vida para desfrutá-lo. Poderíamos parar de economizar o que temos de bom dentro de nós. E não deixar a vida, os amores e os sonhos pra depois. Eles não precisam ficar tanto tempo na sala de espera.

Tampouco podemos desperdiçar o tempo de agora, porque ele é precioso demais para isso. O ontem não regressará e talvez o amanhã não chegue até nós.

Engana-se quem pensa que essas verdades exigem pensamentos negativos. Mas é preciso que fiquemos em estado de alerta e deixemos despertar em nós um desejo irrepreensível de amarmos a vida e tudo o que ela nos oferece.

Que o prazo de validade determinado que nos foi imposto desperte em nós o desejo de diminuir os conflitos e de ter mais sossego interior. Busquemos a sensação reconfortante de ter nossas almas desfrutando de afeto e de tranquilidade; que saibamos reassumir o controle da nossa vida, sem sermos marionetes para o teatro sentimental de ninguém.

leia também:  Sobrecarregue seu coração: de bons sentimentos!

Não queiramos que as circunstâncias da vida tragam-nos arrependimentos por não termos sabido conduzir nossos dias. Amemos o máximo possível: A nós mesmos e às outras pessoas. Tenhamos apreço por quem somos e respeito por quem fomos. Planejemos o futuro de forma que possamos aproveitar bem todas as oportunidades que vierem, enquanto vierem.

Andemos de cabeça erguida, sem culpas desnecessárias. Esforcemo-nos para encarar todos os fatos com leveza e com a certeza de que existe uma lição a ser aprendida em cada acontecimento.

Desfrutemos da vida com a coerência de quem sabe que um dia ela terminará. E torçamos para que o acaso não se canse de nos proteger, caso continuemos a andar tão distraídos.

Alessandra Piassarollo
Administradora e Escritora

 

Visualizar
error: Conteúdo protegido!!