conecte-se conosco


Policial

Deic de Nova Venécia recupera objetos furtados por servidor municipal

Publicado em


Um suspeito de 50 anos é investigado pela Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Nova Venécia, por furtar objetos da Prefeitura Municipal. Nessa terça-feira (12), foi cumprido mandado de busca e apreensão na casa do servidor, no bairro Margareth, em Nova Venécia.  O material furtado foi recuperado e apreendido.

Segundo o titular da Deic de Nova Venécia, delegado Eduardo Pimenta Mota, o servidor confessou os furtos. “Em depoimento, ele confessou os furtos e alegou que os objetos eram para uso próprio. Acreditamos que esse servidor estaria revendendo os objetos furtados há algum tempo, mas isso, ainda, é objeto de investigação na nossa delegacia”, disse.

Ainda de acordo com o delegado, o servidor exercia o cargo de chefe dos vigias da Prefeitura Municipal e entre os objetos recuperados está uma caixa de som, avaliada em R$ 4 mil reais.

“Na residência dele foram apreendidos dois computadores completos, sendo que um deles tinha webcam e caixas de som, um notebook amarelo, dois retroprojetores, um conjunto de mesas infantis com quatro cadeiras, duas mesas, duas cadeiras, um violão e uma caixa de som, avaliada em R$ 4 mil”, explicou o delegado-chefe da Deic.

leia também:  14ª Companhia Independente realiza visita a herói da PM

Como não havia situação flagrancial, o suspeito responde, inicialmente, em liberdade. O suspeito poderá ser indiciado por peculato furto, descrito no artigo 312 do Código Penal, que prevê pena de prisão de dois a 12 anos.

As investigações continuam. “Destacamos a importância da denúncia anônima. Caso tenham informações, a pessoa pode denunciar pelo Disque-Denúncia 181 ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. Todas as informações fornecidas serão apuradas”, garantiu o delegado.

Texto: Olga Samara

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
[email protected]

Atendimento à Imprensa

Olga Samara/ Camila Ferreira

(27) 3636-1536/ (27) 99846-1111/

(27) 3636-9928 / (27) 99297-8693
[email protected]

Policial

Festa clandestina termina com morte em Vila Valério

Na madrugada deste domingo, 17, um homem de 56 anos foi morto em uma festa clandestina no Córrego Lambari, interior de Vila Valério. As informações divulgadas pela Polícia Militar dão conta de que o homem foi alvejado com um tiro na cabeça.

No início da noite, o organizador do evento já teria sido advertido verbalmente para que o evento não fosse realizado, caso contrário, estaria praticando crime contra a saúde pública devido à pandemia da COVID-19.

À Polícia Militar, o organizador teria relatado que o evento seria para seu aniversário, mas, havia cartazes de divulgação do evento nas redes sociais.

Na madrugada, a PM foi acionada, pois um homem havia sido alvejado por arma de fogo na cabeça e estaria caído no local do evento musical. Ao chegar ao local, os militares identificaram que a vítima já havia sido socorrida por populares para o Pronto Atendimento da cidade e não foi encontrado nenhuma testemunha para esclarecer o ocorrido.

No hospital, os policiais tiveram a informação do médico plantonista, que foi constatado o óbito da vítima, sendo relatado que a vítima apresentava uma perfuração de entrada na cabeça e outra de saída acima do olho esquerdo.

leia também:  Individuo é apreendido com papelotes de cocaína em Governador Lindenberg

O caso será investigado pelas autoridades competentes.

Visualizar

MAIS LIDAS

error: O conteúdo está protegido !!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma