conecte-se conosco


Estado

Cuidados para evitar a proliferação do Aedes aegypti devem permanecer na Primavera

Publicado em


.

Esta semana foi marcada pelo início da estação mais florida do ano, a Primavera, na última terça-feira (22). Nesse período, é comum que os dias fiquem com temperaturas mais elevadas e com chuvas recorrentes, aumentando o alerta para as ações de controle ao Aedes aegypti.

Responsável pela transmissão da dengue, zika e chikungunya, o vetor deposita seus ovos em recipientes com água parada. Dessa forma, é importante que toda população esteja atenta aos possíveis criadouros do mosquito como: tampa de garrafa, pneus, pratinhos de plantas, caixas d’água não vedadas, vasilha de água e comida de animais, entre outros objetos que possam acumular água.

O chefe do Núcleo Especial de Vigilância Ambiental, Roberto Laperriere Júnior, reforça que a prevenção para evitar a proliferação do inseto deve ser realizada durante o ano inteiro. “Os cuidados para eliminação dos focos do mosquito devem ser colocados em prática durante todos os meses do ano. Assim, buscamos evitar que o número de casos notificados dessas doenças seja elevado no verão”, destacou.

leia também:  Iema publica chamamento para locação de imóvel em São Mateus

Veja aqui o 38º boletim da dengue.

Veja aqui o 38º boletim de zika.

Veja aqui o 38º boletim chikungunya.

 

Como se prevenir:

– Limpar o quintal, jogando fora o que não é utilizado;

– Tirar água dos pratos de plantas;

– Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo;

– Tampar tonéis, depósitos de água, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;

– Manter os quintais bem varridos, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas e sacolas plásticas;

– Escovar bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, pratos de plantas, tonéis e caixas d’água) e mantê-los sempre limpos.

 

Informações à imprensa
Assessoria de Comunicação da Sesa
Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes
(27) 3347-5642 / 3347-5643
[email protected]

Fonte: Governo ES

Estado

Operação de combate ao desmatamento ilegal continua em Santa Teresa


Equipes do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) realizaram, nos dias 13 e 20 de janeiro, a fiscalização em solo dos pontos mapeados em Santa Teresa, a partir do sobrevoo para identificar possíveis irregularidades ambientais.

O sobrevoo foi realizado em dezembro do ano passado, com o apoio do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo da Secretaria da Casa Militar – Espírito Santo (NOTaer), tendo sido identificados 38 pontos para averiguação de infrações, como queimadas, supressão irregular de vegetação, terraplanagens em Áreas de Preservação Permanente (APPs) e fracionamento de imóveis rurais abaixo da parcela mínima permitida por lei.   

De acordo com o diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, o Instituto tem atuado de forma constante, de modo a minimizar os crimes ambientais. “É um trabalho desafiador e que requer atenção máxima. Com o sobrevoo e as imagens de satélites de alta resolução do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), temos a possibilidade de proceder as verificações. Mas também é importante o apoio da população, acionando o Disque-Denúncias 181, de modo que essas ações não fiquem impunes”, disse Louzada.

leia também:  Sedu destina mais de R$ 12 milhões para escolas se prepararem para a volta às aulas presenciais

Operação 

Segundo o gerente de Licenciamento e Controle Florestal do Idaf, Fabricio Zanzarini, após o sobrevoo foi elaborado um relatório, com informações sobre os responsáveis pelas áreas. Foram verificados desmates em 14 pontos, sendo dois já com loteamentos e outros com terraplanagem. Em 11 pontos foram detectados terraplanagem, sendo quatro com loteamentos em implantação e outros com indícios. Em sete pontos, foi verificado o preparo do solo para cultivo agrícola, onde, provavelmente, não há infração. 

De acordo com o gerente do Escritório do Idaf em Santa Teresa, Fabrício Fardin, todos os proprietários das áreas já foram identificados.  “Vamos entregar um relatório à Prefeitura de Santa Teresa, que é responsável pelo ordenamento do uso e da ocupação do solo, e pelo licenciamento dos loteamentos, para tomar as devidas providências que cabem ao município. O Idaf, nos próximos dias, estará aplicando as penalidades cabíveis. As vistorias ocorridas nessas duas datas resultaram em 21 áreas embargadas para recuperação da vegetação”, conta Fardin.

Texto: Francine Castro e Rafaely Lyra

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Idaf
Francine Castro/ Rafaely Lyra Walter
(27) 3636-3774 / (27) 99237-5308
[email protected]

leia também:  Detran|ES divulga resultado do programa CNH Social
Fonte: Governo ES

Visualizar

MAIS LIDAS

error: O conteúdo está protegido !!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma