conecte-se conosco


Agricultura - ES1.com.br

Comissão que apura causas do endividamento agrícola quer reduzir importações no setor

Publicado em

Os parlamentares que formam a Comissão Externa criada pela Câmara dos Deputados para investigar as causas do endividamento agrícola realizaram sua primeira reunião nesta terça-feira (20) e definiram um plano de trabalho. 

Uma das primeiras ações é fazer um diagnóstico do tamanho da dívida dos agricultores e analisar propostas que controlam a importação de produtos. Um dos sub-relatores da Comissão, o deputado federal Evair de Melo destaca que será realizada uma grande mobilização técnica “e com dados precisos usar toda força do parlamento para dar dignidade ao setor que produz alimento e riqueza pra esse país.”

Entre os textos citados pelos parlamentares estão dois projetos de lei. Um deles (PL 3487/12), pronto para votação em Plenário, proíbe a comercialização de produtos agrícolas importados que não tenham passado por análise de resíduos químicos de agrotóxicos. O outro (PL 2353/11), que aguarda análise na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), proíbe órgãos públicos de comprar leite importado, a não ser que o produto nacional não esteja disponível. O objetivo das duas propostas é aumentar o consumo dos produtos agrícolas brasileiros.

leia também:  Luiz Carlos Bastianello é reeleito presidente da Cooabriel

De acordo com o coordenador da Comissão, deputado Jerônimo Goergen para a realização do diagnóstico do endividamento agrícola foi sugerida a criação de um grupo coordenado pela Casa Civil ou pela Secretaria de Relações Institucionais convocando os ministros da área financeira para que a negociação seja feita em conjunto. 

O relator-geral da Comissão será o deputado Evandro Roman, e os três sub-relatores os deputados Domingos Sávio, Evair de Melo e Zé Silva, que tratarão dos temas: agricultura familiar, agricultura empresarial e políticas de importação.

Na reunião desta terça-feira, também foi aprovado um requerimento para a realização de seminários no Rio Grande do Sul, no Paraná, em Tocantins, Santa Catarina, Minas Gerais, no Piauí e no Espírito Santo.

Assessoria Evair de Melo

Agricultura - ES1.com.br

Colatina recebe R$ 4 milhões em recursos para agricultura familiar

Os recursos foram viabilizados durante a gestão do Deputado Federal Paulo Foletto na Secretaria de Estado da Agricultura nos últimos 3 anos

Em três anos, o município de Colatina recebeu quase 4 milhões em equipamentos, máquinas e veículos para a agricultura. Os recursos foram viabilizados durante a gestão do deputado federal Paulo Foletto (PSB) na Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag). Os investimentos beneficiaram diversas associações e cooperativas de produtores rurais do município, além de auxiliarem nos serviços rurais da Prefeitura de Colatina.

Foram entregues itens de fundamental importância para o trabalho e rotina das famílias da agricultura familiar colatinense. As entregas ao município vão desde caminhão truck caçamba basculante (R$429 mil), pá carregadeira (R$323 mil) e trator agrícola 75cv (R$ 153 mil) até descascadores de café, computadores, carreta agrícola, balança eletrônica, tanque decantador para mel, secadores de café, entre outros.

Na última quinta-feira (23), o deputado entregou um caminhão baú frigorífico para a Cooperativa de Agricultores Familiares de Colatina (Caf Colatina). O Presidente da Caf, Wellington Schmild, recebeu o veículo junto com os demais membros da cooperativa.

“Quero agradecer ao deputado Paulo Foletto pela parceria e confiança no trabalho da cooperativa. Hoje estamos recebendo este equipamento que vai dar mais mobilidade ao nosso trabalho de entrega das polpas de frutas. Nosso muito obrigado!”, disse Wellington.

leia também:  Seag lança 1º chamada para composição de banco de projetos de pesquisa

No último fim de semana, o deputado Paulo Foletto também acompanhou três entregas nas comunidades de Barra Seca e de São Luiz da Barra Seca. Foram entregues um trator 75cv para a Associação de Produtores Rurais de São Luiz, e um pilador e um secador de café para a Associação de Produtores de Barra Seca.

“Eu tenho que agradecer muito ao governo Casagrande e ao deputado Paulo Foletto que nos deu essa oportunidade, que confiou em nosso trabalho”, disse o presidente da associação da comunidade de São Luiz da Barra Seca, José Braz Setto.

Para Foletto, todas estas entregas no município de Colatina, que somam quase 4 milhões, são resultado de uma gestão comprometida com a agricultura capixaba. “São benefícios que mudam a vida das comunidades agrícolas do Espírito Santo. O governo Casagrande se comprometeu desde o início da gestão com o fortalecimento da agricultura familiar capixaba, seja com infraestrutura rural, equipamentos e investimentos em pesquisa e tecnologia”, explicou.

Fonte: Assessoria

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2