conecte-se conosco


Saúde

Cinco frascos da CoronaVac são furtados em posto de saúde no Rio

Publicado em

© Rovena Rosa/Agência Brasil


A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro informou hoje (5) que cinco frascos da vacina CoronaVac e um computador foram furtados do Centro Municipal de Saúde Professor Carlos Cruz Lima, em Colégio, na zona norte da cidade, na madrugada deste domingo (4).

O arrombamento foi constatado pelo vigilante da unidade e confirmado pelas imagens do circuito interno, onde se observa que um homem chegou por volta das 4h e permaneceu por cerca de 10 minutos no local.

A ocorrência foi registrada na 6ª Delegacia de Polícia (Cidade Nova). Imagens de câmeras de segurança foram coletadas, a perícia foi realizada no local e testemunhas foram ouvidas. Os agentes da Polícia Civil realizam diligências para identificar o autor e recuperar as vacinas furtadas.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Saúde

leia também:  Covid-19: barba dificulta vedação de máscaras, diz infectologista

Saúde

Covid-19: Rio tem o menor número de internações desde 2020


O número de pessoas internadas por covid-19 na rede municipal de saúde do Rio de Janeiro caiu para o menor patamar desde o dia 6 de abril do ano passado. Hoje (27), o Rio tem 438 pacientes internados nos hospitais municipais. No auge da pandemia, esse total superou 1,5 mil pessoas. 

Os dados foram divulgados nas redes sociais pelo secretário municipal da Saúde, Daniel Soranz, que comemorou a queda. De acordo com o secretário, “os efeitos da vacinação na redução dos casos graves por covid-19 são incontestáveis. Hoje o Rio tem a menor quantidade de internados desde o dia 6 de abril de 2020”.

Soranz disse, ainda, que a taxa de ocupação de leitos na cidade está em 47%. “A vacinação em massa foi a responsável pela redução nos índices de internação por covid-19 e por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)”, explicou..

Vacinação

Nesta terça-feira (28) será aplicada nos postos de vacinação do município do Rio de Janeiro  a dose de reforço para idosos com 82 anos ou mais. A idade para esta dose va reduzindo com o passar da semana, até que no sábado (2) serão vacinadas pessoas com 78 anos. Também serão imunizadas pessoas com alto grau de imunossupressão com 40 anos ou mais e pessoas com 60 anos ou mais que tomaram a segunda dose, na cidade do Rio, até o dia 28 de fevereiro último.

leia também:  Queiroga faz apelo para que vacinados não deixem de tomar segunda dose

As unidades seguem aplicando a segunda dose, conforme a data estipulada no comprovante de vacinação. O intervalo mínimo entre a aplicação da segunda dose ou dose única e a dose de reforço é de três meses para idosos e 28 dias para pessoas com alto grau de imunossupressão.

Documentos

Quem vai receber a vacina deve apresentar identificação original com foto, número do CPF e a caderneta de vacinação. Para a segunda dose, é importante levar também o comprovante da primeira aplicação. Pessoas com alto grau de imunossupressão devem apresentar comprovante de vacinação, documento de identificação e laudo médico digital do Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) com data inferior aos últimos 60 dias.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

INFORMATIVO

Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma