conecte-se conosco


Cidades - ES1.com.br

Chuvas intensas causam inundações e interdição de estradas em Vila Pavão

Publicado em

As fortes chuvas que atingiram o município de Vila Pavão no último fim de semana causaram alagamentos e atoleiros em várias estradas do interior, dificultando a circulação de pedestres, motoristas e o transporte escolar. O grande volume de chuva registrado causou ainda bloqueios de estradas vicinais e ameaça de rompimento de uma barragem na localidade de Córrego da Rapadura, zona rural do município.
Um trecho da Rodovia ES 220, próximo ao distrito de Todos os Santos amanheceu interrompido parcialmente na manhã de segunda-feira em decorrência de uma queda de  barreira. Já no início da tarde a pista havia sido desobstruída por funcionários do  Departamento de Estradas e Rodagens (DER-ES). O sistema de energia elétrica também foi afetado, com danos em postes, fiações e disjuntores, provocando interrupção do fornecimento em várias propriedades rurais.
Segundo levantamento preliminar do escritório local do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), até a manhã de segunda-feira, 05, o índice de chuvas acumuladas no município superou os 300 milímetros.
O prefeito Irineu Wutke destacou que ocorrências decorrentes das fortes chuvas foram registradas em diferentes pontos do município. “Na manhã de segunda-feira,  a estrada de Praça Rica a Veloso e a estrada que liga a sede do município a região de Beira Rio São Gonçalo, assim como várias outras estradas estavam intransitáveis. Imediatamente providenciamos o desbloqueio das duas estradas maiores. Como as ocorrências são muitas e a prefeitura não dispõe de muitos equipamentos, o trabalho está sendo feito de acordo com as prioridades, então pedimos a compreensão da população”, disse o prefeito.
A volta às aulas no município também ficaram prejudicadas, já que a precariedade das estradas inviabilizou o funcionamento de várias linhas do transporte escolar no interior.
No início da manhã de segunda, a Defesa Civil do município havia atendido várias ocorrências, entre elas, o caso de uma barragem na localidade de Córrego da Rapadura que corre o risco de se romper. Conforme explicou o coordenador Rafael Schultz Tesch, a obra foi vistoriada e realmente foi constatado o risco de rompimento,  problema que poderá ser solucionado com a  diminuição do volume de água que chega à barragem.
A previsão é de chuva para toda essa semana. Em caso de emergência a Defesa Civil do município pode ser acionada pelos telefones: 99965-8050 e 99933-7437.

leia também:  Seja voluntário (a) da Cáritas Paroquial Arcanjo São Gabriel

Assessoria/ PMVP

Cidades - ES1.com.br

Estação de tratamento de esgoto inicia operações em Colatina

Obra realizada com recursos compensatórios foi inaugurada no início do mês de junho

As operações da primeira etapa da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do distrito de Barbados, em Colatina, no Espírito Santo, foram iniciadas. A parte da ETE que compreende o tratamento preliminar foi concluída com recursos compensatórios do Programa de Saneamento da Fundação Renova, no valor de cerca de R$2 milhões.

Uma segunda etapa das obras está prevista para complementação do tratamento secundário na ETE, com a implantação de decantadores finais, que também será financiada com recursos no valor de cerca de R$11,3 milhões. O projeto de saneamento beneficiará mais de 125 mil habitantes na região. Com o funcionamento da ETE, o esgoto doméstico do município passará por processos de tratamento antes de retornar ao meio ambiente.

Em Colatina, também está em andamento a obra para a implantação da Central de Tratamento de Resíduos (CTR) pelo Condoeste (Consórcio Público para o Tratamento e Destinação Final Adequada de Resíduos Sólidos da Região Doce Oeste do Estado do Espírito Santo), que deverá beneficiar cerca de 500 mil pessoas.

leia também:  Secretaria de Assistência Social de Nova Venécia busca apoio do Governo do Estado para melhorar políticas públicas socioassistenciais

Os investimentos em coleta e tratamento adequado de esgoto no município trarão melhorias significativas para a qualidade de vida da população e também da água na bacia do rio Doce.

Recursos compensatórios

A Fundação Renova irá disponibilizar, para obras de esgotamento sanitário e resíduos sólidos, cerca de R$170 milhões em recursos compensatórios para quatro municípios capixabas, sendo Linhares, Colatina, Baixo Guandu e Marilândia; e para Condoeste, composto por 22 municípios do Espírito Santo.

Por meio da contratação do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), estão sendo custeadas ações de esgotamento sanitário e destinação de resíduos sólidos urbanos com vistas à melhoria da qualidade da água do rio Doce. O programa conta ainda com atividades complementares de apoio técnico e capacitação dos agentes municipais.

Até março deste ano, R$11,6 milhões foram repassados aos municípios de Baixo Guandu, Colatina e Linhares, e ao Condoeste. As parcelas são liberadas mediante análise, aprovação dos projetos e vistorias das obras, realizadas pelo banco.

Em Baixo Guandu e Marilândia, estão em elaboração os projetos de engenharia dos sistemas de esgotamento sanitário da sede municipal.

leia também:  Exposição artística está aberta ao público no saguão da Prefeitura de Nova Venécia

Revitalização do rio Doce

A coleta, o tratamento do esgoto e a destinação adequada dos resíduos sólidos são considerados fundamentais para a revitalização do rio Doce. O Comitê da Bacia Hidrográfica (CBH–Doce) aponta que 80% do esgoto doméstico gerado pelos municípios ao longo da bacia seguem diretamente para o rio, sem nenhum tratamento, poluindo os cursos d’água. Ao mesmo tempo, grande parte dos resíduos sólidos urbanos coletados são dispostos em lixões, ocasionando vários impactos ambientais, como proliferação de vetores, poluição visual, contaminação do solo e dos recursos hídricos, dentre outros.

A expectativa da Fundação Renova é gerar um impacto ambiental positivo para toda a bacia, com a redução da carga orgânica poluidora lançada diretamente nos recursos hídricos. Nesse sentido, os projetos de saneamento irão promover a melhoria da qualidade das águas da Bacia do Rio Doce e consequente melhoria na qualidade de vida e saúde da população.

Saiba mais ações voltadas ao tratamento e análise da água: https://www.fundacaorenova.org/agua/

Fonte: Fundação Renova

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!