conecte-se conosco


Educação - ES1.com.br

Capixabas podem se qualificar de graça com cursos on-line

Publicado em

Capixabas que possuem mais de 16 anos e acesso à internet já podem se qualificar de graça com os cursos do Projeto OportunidadES a distância. Estão abertas 8 mil vagas em cursos de qualificação profissional de 20 áreas distintas com carga horária de 80 horas. Das 20 opções, 10 são novos e essa já é a segunda oferta de cursos EAD gratuitos aos capixabas.
As inscrições – que começaram nesta terça-feira, 13, e terminam no próximo dia 25 – devem ser feitas no site do projeto: www.oportunidades.es.gov.br. De acordo com o edital da oferta só é permitida uma inscrição por CPF e o candidato pode residir em qualquer lugar do Espírito Santo. Se o interessado realizar mais de uma inscrição, só será válida a primeira, sendo as demais inscrições canceladas.
Administração de Pequenos Negócios; Auxiliar de Departamento Pessoal; Berçarista; Como Organizar Seu Evento; Gestão de Rotinas Administrativas; Informática Para Concursos; Introdução à Nova Legislação Trabalhista; Operador de Caixa; Rede de Computadores; e Segurança na Internet, são os 10 cursos novos da oferta. Cada curso possui 400 vagas.
Os classificados vão ter acesso a uma plataforma que será disponibilizada no site do projeto e, assim, poderão assistir às vídeoaulas no computador, no tablet e no celular em qualquer horário do dia. No portal de ensino, o aluno terá acesso a sua apostila digital e em caso de dúvidas pode acessar o Plantão de Dúvidas, um chat entre o professor e o aluno.  O aluno também contará com fóruns para esclarecimento e debate dos conteúdos.
Os professores são do Centro Estadual de Educação Técnica (CEET) Vasco Coutinho, assim como as apostilas e certificado que cada aluno recebe, se aprovado, na conclusão do curso.
O projeto é desenvolvido pelo Governo do Estado – por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti). “Percebemos uma grande procura quando foram abertas as inscrições para os cursos presenciais e, para atender à demanda, utilizamos a tecnologia a nosso favor e ampliamos as oportunidades na modalidade de Educação a Distância (EAD). Queremos levar o OportunidadES ao máximo de capixabas para alcançar nossa meta de gerar renda e mudar a vida do cidadão, oferecendo a chance de uma nova profissão de forma gratuita”, destaca o secretário da Secti, Vandinho Leite.

leia também:  Cerca de R$ 35 milhões são destinados pela Sedu para que escolas prepararem início do próximo ano letivo

Requisitos

Para disputar uma das vagas on-line o candidato deve: ter idade mínima de 16 anos, ter acesso à internet, ter noções básicas de informática e de navegação na internet.

Resultado

A lista com os classificados em todos os cursos a distância será divulgada no site do OportunidadES no dia 30 de março.

Matrícula

A matrícula dos candidatos classificados será efetivada após o primeiro acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) na plataforma do Moodle no site www.oportunidades.es.gov.br.

Certificação

Já os alunos da oferta on-line terão acesso ao certificado na plataforma em que o candidato realizou o curso a distância.

Governo ES

Educação - ES1.com.br

Dia D da Busca Ativa Escolar de Nova Venécia acontece às quintas-feiras

A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), seguindo o cronograma do dia D da Busca Ativa Escolar, na quinta-feira (30), disponibilizou equipes para visita técnica aos Distritos de Cedrolândia e São Gonçalo, pela manhã e em bairros do município veneciano, no período da tarde. Foram recebidos  7 alertas, sendo 5 localizados com êxito.

A Seme implantou  a estratégia Busca Ativa Escolar no ano passado, com o objetivo de identificar, registrar, controlar e acompanhar crianças e adolescentes, em idade escolar obrigatória, de 4 a 17 anos que estão fora da escola.

A partir de abril deste ano, a Seme criou o dia D,  que acontece  semanalmente às quintas-feiras. O trabalho é desenvolvido  entre as Secretarias Municipais de Educação, Saúde e Assistência Social, cada uma atuando no âmbito de suas competências de forma integrada e articulada.

De acordo com a coordenadora da Busca Ativa, um cronograma é feito pelo setor com base nas informações inseridas, feita pela unidade escolar, na plataforma. “Os  dados da Plataforma nos permitem  identificar se o aluno está matriculado e não está frequentando as aulas”, disse. Segundo ela, outra forma de obtenção de informações é por meio dos agentes de saúde, que,  ao visitarem as famílias, acabam por identificar  alunos fora da escola.

leia também:  Estudantes podem consultar vagas do Sisu para segundo semestre

Além de trazer o aluno de volta para a escola, a estratégia monitora a criança e/ou adolescente para garantir sua permanência nas unidades escolares.

Sobre a estratégia
A Busca Ativa Escolar foi desenvolvida pelo Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF), em parceria com a União de Nacional de Dirigentes Municipais de Educação (Undime), com o apoio do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde,  como estratégia para apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes, em idade escolar obrigatória, de 4 a 17 anos.

Fonte: Ascom|PMNV

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

novo cartaz apae2