conecte-se conosco


Política Estadual - ES1.com.br

Caminhão escola 5g é uma das atrações da MEC SHOW

A unidade móvel funciona como sala de aula capacitando pessoas para utilização do 5G em diferentes áreas

Publicado em

Foto: Divulgação

Chega na manhã desta terça-feira (02) e permanece até a próxima quinta (04), no Pavilhão de Carapina, na Serra – durante a Feira de Metal Mecânica e Inovação Industrial (Mec Show) –, o 5G TRUCK, uma sala de aula itinerante de 20 toneladas que percorrerá mais de 15 cidades brasileiras levando cursos teóricos e treinamentos práticos sobre os reais usos do 5G em diversos setores, como indústria, agricultura, logística, manufatura, educação e outros, beneficiadas pela nova tecnologia.

Fruto de uma parceria entra uma das principais instituições de tecnologia, ciência, inovação e educação do Brasil, o Senai/Cimatec, e a multinacional que é líder global em tecnologia da informação e comunicação, a Huawei, o projeto 5G Truck busca ampliar os conhecimentos básicos sobre a quinta geração de redes e mostrar como o novo padrão de conexão poderá transformar diversos setores da economia brasileira.

“Garantir capacitação e ampliar o letramento digital dos brasileiros é a primeira etapa da transformação digital no Brasil, um ciclo que não depende apenas da conexão 5G, mas de pessoas com conhecimento sobre as novas tecnologias digitais, capazes de trabalhar e criar novas aplicações para a internet”, defendeu o vice-líder do Governo na Câmara, deputado Evair de Melo, que participou ativamente de todo o processo de articulação junto ao Governo Federal para implementar a tecnologia 5G no Brasil.

leia também:  Eliana Dadalto Lança campanha à Reeleição nesta sexta-feira, 24, no Clube do Banestes de Linhares

INCLUSÃO DIGITAL

O deputado Evair de Melo, que desenvolve no Espírito Santo o “ConectAí” – ação de inclusão digital por meio do programa “Wifi Brasil”’, do Governo Federal – já garantiu a instalação de mais de 588 pontos de internet gratuita de alta qualidade e com sinal aberto, em escolas, comunidades, associações e espaços públicos de municípios de todas as regiões do Estado. “E até o final do ano esperamos ter instalado mais de 700 pontos de internet gratuita, principalmente em lugares de pouca conexão ou de nenhuma cobertura. Com a chegada do 5G, esse alcance será ainda maior, o que nos permitirá cumprir os objetivos nacionais da política pública de telecomunicações e promover mais desenvolvimento no meio rural”, salientou.

CIDADES INTELIGENTES

O deputado Evair de Melo aponta que o 5G traz um grande potencial de transformação digital na sociedade, na formação de cidades inteligentes abrindo possibilidades de novas aplicações em diferentes setores. Por isso, o parlamentar destinou emenda de R$ 1,5 milhão para implantar a tecnologia na principal via do município de Cariacica: a Avenida Expedido Garcia, no bairro Campo Grande. O investimento prevê o uso estratégico dos serviços de informação e comunicação, e de sistemas degestão inteligente do transporte e monitoramento do tráfego, obras e edificações, como também da administração pública, em áreas como saúde, educação e segurança e educação, que reduzem custos e contribuem para o planejamento e o desenvolvimento urbano.

leia também:  Bolsonaro lamenta atentados nos Estados Unidos

Fonte: Assessoria

Política Estadual - ES1.com.br

Mais oportunidades: Estágio vai contar como experiência para concurso público

Casagrande divulgou, no Twitter, a Lei dos Estagiários, proposta por Bruno Lamas. A Lei dos Estagiários aproxima os jovens do tão sonhado primeiro emprego, aumentando o acesso às oportunidades

O governador Renato Casagrande (PSB) divulgou na segunda-feira (8), no seu Twitter, a Lei dos Estagiários, de autoria do deputado estadual Bruno Lamas, que estabelece que a Administração Pública Estadual Direta e Indireta, as empresas públicas e as sociedades de economia mista deverão considerar como experiência profissional o estágio curricular realizado pelo estudante de educação especial, de ensino médio, de ensino médio regular, de ensino superior e da modalidade profissional de educação de jovens quando na admissão do primeiro emprego e em concursos públicos.

No seu post, Casagrande destaca que sancionou a lei e que ela “reconhece a importância dessa fase na vida profissional e aumenta o acesso dos jovens às oportunidades “.

A Assembleia Legislativa havia aprovado a proposta no último dia 13, por meio do Projeto de Lei 302/2022. Na ocasião, também aprovou a Resolução 18/2022, que já está em vigor, por meio da qual o Legislativo estadual passará a contar o tempo de estágio como experiência na admissão de concursos públicos realizados pela Casa. A votação ocorreu em regime de urgência, após obter os pareceres favoráveis das comissões de Justiça, Cidadania, Educação e Finanças.

“O estágio é uma atividade profissional reconhecida. O estagiário cumpre um papel importante. O que seria do serviço público sem a atividade? Com a sanção do governador, buscamos reconhecer o estágio como tempo de serviço para efeito de concurso público”, explicou Bruno.

leia também:  Eliana Dadalto Lança campanha à Reeleição nesta sexta-feira, 24, no Clube do Banestes de Linhares

O parlamentar destacou que as medidas têm como objetivo inserir os jovens no mercado de trabalho.

“Quem concluir o estágio terá o reconhecimento deste período. Sabemos que o concurso tem etapas, com provas objetivas e análise de títulos. E aí eu alerto para o primeiro emprego. Hoje, o jovem é o mais prejudicado. Está recém-formado e não tem a tão procurada experiência. Mas como vai ter, se ele acabou de se formar? Essa contagem do tempo de estágio será fundamental na vida profissional do estagiário”, frisou.

De acordo com a proposição de Bruno Lamas (PSB), vale o estágio curricular realizado pelos estudantes de educação especial, de ensino médio, de ensino médio regular, de ensino superior e da modalidade profissional de educação de jovens. Eles podem ter feito o estágio tanto na iniciativa privada quanto na pública. A medida tem como meta favorecer quem não possui experiência a entrar no mercado de trabalho.

Segundo Bruno, a lei vem para corrigir outro problema. Atualmente, os concursos públicos e processos seletivos exigem experiência profissional após a conclusão do curso superior, técnico ou ensino médio, como requisito essencial, vedando a contagem do tempo de estágio anterior à conclusão desses cursos.

Porém, os jovens e adultos recém-formados, que efetivamente cumpriram com suas obrigações curriculares e que estão suficientemente testados e experimentados, não conseguem utilizar esse período de experiência para fins de comprovação profissional.

leia também:  Tiago dos Santos deixa CDP de São Domingos

“Com a entrada da lei em vigor, isso deixará de existir, uma vez que ficará autorizada a contagem do tempo de estágio curricular, anterior à conclusão do curso técnico, superior e ensino médio, para fins de experiência profissional em concursos públicos e processos seletivos”, explicou.

Bruno destaca ainda que números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam para quase 13 milhões de desempregados no País.

“Dados divulgados em agosto de 2018 mostram que, entre os trabalhadores de 18 e 24 anos, a taxa de desemprego é mais que o dobro da taxa da população em geral. Enquanto a taxa geral ficou em 12,4% no segundo trimestre, entre os jovens esse percentual salta para 26,6%”, explica na justificativa do projeto.

O parlamentar lembra que essa realidade também é vivenciada no Espírito Santo e que por isso é necessário ampliar as possibilidades de emprego para os jovens, inclusive no setor público.

“Em tempos de desemprego em alta, a falta de experiência faz com que os jovens sejam os que mais sofram com o reduzido número de vagas. O jovem não consegue trabalhar porque não teve um emprego anterior e não adquire experiência pelo fato de antes não ter trabalhado”, conclui.

Fonte: Assessoria

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!