conecte-se conosco


Agricultura - ES1.com.br

Barragens entram para a história capixaba

Publicado em

camera_enhance Barragem de Santa Júlia, São Roque do Canaã (Crédito: divulgação)

A escassez de água sempre foi o grande desafio para a sobrevivência humana e animal. O Espírito Santo enfrentou a sua pior seca em 80 anos. E uma alternativa que tem dado certo é a construção de barragens. As barragens são ‘depósitos’ de água com a finalidade de abastecer grandes áreas povoadas ou a atividade agropecuária.

Não resta dúvida de que as barragens são importantes instrumentos de desenvolvimento, desde o fornecimento de água, a regulagem das cheias e beneficiam diretamente a irrigação, o que pode ser traduzido em mais fartura para a mesa dos capixabas.

O Programa Estadual de Construção de Barragens, iniciado pelo Governador Paulo Hartung e pelo Secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) Octaciano Neto, prevê investimentos de R$ 60 milhões, por meio de recursos para a implantação de 60 reservatórios de água no interior do Estado até o final de 2018.

O governador Paulo Hartung destaca a utilidade das barragens no enfrentamento aos longos períodos de estiagem. Para Hartung é necessário a sociedade avançar na relação com os recursos naturais. “Além de reservar água, é necessário avançarmos na produção de água e, para isto, temos que avançar na ampliação da cobertura florestal, cuidar de nossas nascentes e mananciais”, comentou o governador.

Estima-se que com a implantação das 60 barragens sejam armazenados 67,2 bilhões de litros de água: o suficiente para abastecer 1,2 milhão de pessoas durante um ano, ou irrigar 22 mil hectares de café.


camera_enhance Segundo Octaciano, ações de reflorestamento em topos de morros e margens de rios de forma concomitante, são de muita importância também para a preservação da água (Crédito: divulgação)


Além de acumular água, auxiliando nos períodos de estiagem, as barragens também são úteis nas cheias, ajudando a regularizar o nível das vazões. Segundo Octaciano, ações de reflorestamento em topos de morros e margens de rios de forma concomitante, são de muita importância.

Para dissipar o trabalho que vem sendo realizado, no primeiro mês de 2017, a Seag realizou um encontro com os novos prefeitos e secretários municipais também com aqueles que permaneceram nos cargos, com o objetivo de apresentar e tirar dúvidas sobre o Programa Estadual de Construção de Barragens. No encontro, o secretário Octaciano Neto, e a equipe técnica da Seag apresentaram o programa, as obras em andamento e quais as medidas necessárias para que os demais reservatórios pudessem e possam ser construídos.

“O objetivo do encontro foi alinhar o programa junto às prefeituras para que a gente possa executar as obras que estão previstas. É importante o Governo e as prefeituras caminharem juntos”, disse Octaciano Neto aos presentes, no dia da reunião.

A Seag também concluiu as obras da barragem de Pinheiros-Boa Esperança, a inauguração acontece neste sábado, 31, às 9h30, a solenidade será realizada no local onde foi construído o reservatório.


camera_enhance Além de reservar água, é necessário avançarmos na produção de água e, para isto, temos que cuidar de nossas nascentes e mananciais”, comentou Paulo Hartung (Crédito: divulgação)


 

Investimentos para o futuro do povo capixaba

Em um dos vários eventos realizados pelo Governo do Estado, por meio da Seag, no ano passado a secretaria deu ordem de serviço para a construção de mais cinco barragens em Colatina, São Roque do Canaã e Sooretama. Um investimento de mais de R$ 5,4 milhões.

Também foram lançados os editais de licitações para a construção de outras sete barragens, sendo quatro em Santa Teresa, duas em Jaguaré e uma em Baixo Gandu. O investimento previsto é de R$ 12 milhões.

 “Precisamos ampliar no Estado nossa capacidade de lidar com a seca. E o governo trabalha com algumas frentes com a ampliação da cobertura florestal e a capacidade de reservação de água. Serão investidos R$ 60 milhões para a construção de 60 reservatórios até o final de 2018. Isso vai representar uma garantia de abastecimento para a população. Precisamos ampliar a capacidade de lidar com muita chuva, porque a barragem serve para controlar o excesso de chuva e armazenar água para os períodos de seca. Temos obras prontas, obras em andamento, obras sendo licitadas e projetos de engenharia sendo contratados”, disse o secretário.

leia também:  Cultivo do cacau é alternativa para diversificar a produção agrícola em Vila Pavão


camera_enhance Barragem Água Limpa em Jaguaré (Crédito: divulgação)


Barragem de São Gabriel da Palha

Em 2017 o local onde será construída a Barragem da Cachoeira da Cobra, em São Gabriel da Palha, recebeu a visita da equipe da Secretaria de Estado da Agricultura, entre os presentes estavam o secretário da Agricultura, Octaciano Neto; a prefeita de São Gabriel da Palha, Céia Ferreira; o vice-prefeito Léo Bragato; a deputada estadual Raquel Lessa; além de lideranças locais.

A barragem na Cachoeira da Cobra terá capacidade para armazenar 274 milhões de litros de água em 11 hectares. O barramento terá quatro metros de altura e será construído de concreto.

 


camera_enhance Local onde será construída a Barragem na Cachoeira da Cobra (Crédito: divulgação)


Octaciano Neto, destacou que a barragem terá capacidade para abastecer a cidade por até três meses. “O consumo de água para irrigação, indústria e na cidade aumentou. Além de diálogo sobre o uso correto de água por todas as partes, temos que investir em armazenar água. Até o final de 2018 serão 60 em todo o Estado. Aqui em São Gabriel da Palha temos que agradecer ao Sicoob que doou o projeto de engenharia”, disse o secretário.

A prefeita Céia Ferreira destacou a importância da obra para a cidade. “No passado tivemos um período muito difícil em São Gabriel por conta da seca. Armazenar água é fundamental para a nossa população”, disse a prefeita.

“Esses investimentos têm meu apoio, pois a reservação de água é de suma importância agora e para o futuro, em alguma situação de crise hídrica como temos vivenciado, teremos água, literalmente guardada, para enfrentar outras situações de seca similares”, afirmou a deputada Raquel Lessa.


camera_enhance A prefeita Céia Ferreira destacou a importância de armazenar água para a nossa população, por conta das secas já vividas no município (Crédito: divulgação)



camera_enhance A deputada Raquel Lessa diz que com a reservação de água teremos água guardada, para enfrentar outras situações de seca similares (Crédito: divulgação)


Barragem de Vila Valério

Vila Valério também vai receber barragem, no final do ano passado, o secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, fez a apresentação do projeto da barragem Rio São José. “Será um reservatório que resolverá de vez o problema de abastecimento de água de Vila Valério em período de estiagem”, destacou.

 


camera_enhance O prefeito Robinho Parteli disse que a barragem será fundamental para a cidade (Crédito: divulgação)


O prefeito Robinho Parteli agradeceu ao investimento anunciado. “A barragem será fundamental para nossa cidade. Será uma obra bonita, um atrativo turístico. Como prefeito estou muito orgulhoso, confiante e satisfeito, são coisas que só tem a beneficiar cada cidadão, de uma forma ou de outra. Esse é o nosso objetivo, trazer melhorias e qualidade de vida para nossa população”.

A estimativa é de que ela tenha capacidade de armazenar 178 milhões de litros de água em 7,39 hectares. A previsão de entrega da obra é para o segundo semestre de 2018.


camera_enhance Octaciano em Vila Valério (Crédito: divulgação)


Vila Pavão também receberá barragem

A barragem do Córrego Socorro, que será construída de concreto e terá capacidade para armazenar 67 milhões de litros de água, ficará em uma área alagada de 6 hectares, com uma altura de 4,5 metros. O valor estimado para licitação é de R$ 863 mil.

A simulação do projeto da barragem Praça Rica aponta que terá capacidade de aproximadamente 1 bilhão de litros para armazenamento, e que o reservatório terá uma área alagada de 24 hectares.

Octaciano destacou que as duas barragens de Vila Pavão resolverão de vez o problema de abastecimento de água da cidade. “Com isso, o município não vai ter mais problema com abastecimento. Enquanto outros estados estão com dificuldade de pagar salário dos servidores, o Espírito Santo está com as contas organizadas, o que permite que sejam feitos investimentos para melhorar a vida das pessoas”, afirmou.

leia também:  Programa Horas Máquinas já atendeu 1561 agricultores de Rio Bananal

O Prefeito Irineu Wutke considera as barragens de Praça Rica e Córrego Socorro importantes tanto para agricultura, quanto para o abastecimento humano. ”As duas barragens são essenciais para o desenvolvimento local, porque além do abastecimento humano, temos também toda a agricultura familiar, que faz uso dessa água para irrigação”, completou.


camera_enhance A Barragem Liberdade, em Marilândia, foi primeira a ter a obra concluída dentro do Programa (Crédito: divulgação)


A primeira barragem concluída

A Barragem Liberdade, em Marilândia, foi primeira a ter a obra concluída dentro do Programa. A inauguração da Barragem Liberdade ocorreu na comunidade Santo Hilário, em Marilândia. É a primeira obra concluída no Programa Estadual de Construção de Barragens. Com capacidade de armazenar 90 milhões de litros de água, consegue abastecer a população de 11 mil habitantes por aproximadamente 140 dias. O reservatório teve investimento de R$ 687 mil.

“É extraordinário poder entregar uma obra como essa, é a nossa primeira entrega do pacote de 60 barragens, serão R$ 60 milhões de reais que o governo vai investir até o final de 2018 e eu como produtor rural do interior do Espírito Santo, do distrito de Cristal em Pedro Canário, tenho a grande satisfação em ver essa obra pronta, pois é um privilégio poder ter iniciado e ter finalizado a obra. Essa barragem é fundamental pra população, sobretudo, para abastecimento humano de Marilândia, vale lembrar que a cidade, que já está sobre racionamento de água, se não tivesse essa barragem que está pronta a 6 meses, não teria saído do racionamento que se iniciou em 2015. Hoje nós temos 90 mil m³ de água armazenadas aqui, e na tradicional barragem da cidade são mais 40 mil m³ de água, e quando as barragens estiverem na capacidade máxima de armazenamento de água, a crise pode até voltar, mas a situação estará mais confortável, a quantidade armazenada será o suficiente para atender a população por mais de 250 dias, isso só mostra a importância de uma obra como essa para o município”, afirmou Octaciano Neto.

 “Essa é uma barragem que humaniza, é água pra cidade e pra região, e a única coisa que desumaniza é o sofrimento dos seres vivos. E fazer o interligamento daqui com o sistema de água da cidade é fundamental, então isso que o Evair está promovendo é muito importante, já ajuda bastante. Aqui já temos uma reserva relativa e o reservatório pode suprir em média 3 meses, é a primeira barragem de milhares que queremos fazer nesse estado como política de estado. Não só a água se tornou prioridade absoluta do Governo do Estado além da construção de barragens para reservação, investir em saneamento e recuperação de nascentes por meio do reflorestamento também é nosso objetivo, mas nada disso seria possível sem a parceria fundamental da sociedade”, contou o vice governador César Colnago na época.

 


camera_enhance Maior barragem do ES em agosto de 2017. (Crédito: divulgação)



camera_enhance Maior barragem do ES em 2018. (Crédito: Fred Loureiro/Secom-ES)


Maior barragem do ES

A Seag também concluiu as obras da barragem de Pinheiros-Boa Esperança, a inauguração acontece neste sábado, 31, às 9h30, a solenidade será realizada no local onde foi construído o reservatório. Um investimento de R$ 6,1 milhões. Essa barragem, atualmente é maior do Espírito Santo, com cerca de 270 hectares de área alagada, em uma extensão de aproximadamente 10 quilômetros. A capacidade de armazenamento da barragem é de 17 bilhões de litros de água, quantidade suficiente para abastecer uma população de 310 mil habitantes por um período de um ano.

A implantação da barragem teve início em 2003. Inicialmente, as obras eram tocadas pela prefeitura de Pinheiros, em parceria com o Governo Federal. No entanto, ao longo dos anos, o projeto sofreu com inúmeras paralisações. Como forma de dar agilidade à conclusão da represa e aumentar a segurança hídrica em toda a região de abrangência da barragem, o Governo do Estado decidiu assumir a obra.

Editora Hoje / Secom-ES

Agricultura - ES1.com.br

Colatina recebe R$ 4 milhões em recursos para agricultura familiar

Os recursos foram viabilizados durante a gestão do Deputado Federal Paulo Foletto na Secretaria de Estado da Agricultura nos últimos 3 anos

Em três anos, o município de Colatina recebeu quase 4 milhões em equipamentos, máquinas e veículos para a agricultura. Os recursos foram viabilizados durante a gestão do deputado federal Paulo Foletto (PSB) na Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag). Os investimentos beneficiaram diversas associações e cooperativas de produtores rurais do município, além de auxiliarem nos serviços rurais da Prefeitura de Colatina.

Foram entregues itens de fundamental importância para o trabalho e rotina das famílias da agricultura familiar colatinense. As entregas ao município vão desde caminhão truck caçamba basculante (R$429 mil), pá carregadeira (R$323 mil) e trator agrícola 75cv (R$ 153 mil) até descascadores de café, computadores, carreta agrícola, balança eletrônica, tanque decantador para mel, secadores de café, entre outros.

Na última quinta-feira (23), o deputado entregou um caminhão baú frigorífico para a Cooperativa de Agricultores Familiares de Colatina (Caf Colatina). O Presidente da Caf, Wellington Schmild, recebeu o veículo junto com os demais membros da cooperativa.

“Quero agradecer ao deputado Paulo Foletto pela parceria e confiança no trabalho da cooperativa. Hoje estamos recebendo este equipamento que vai dar mais mobilidade ao nosso trabalho de entrega das polpas de frutas. Nosso muito obrigado!”, disse Wellington.

leia também:  Programa Horas Máquinas já atendeu 1561 agricultores de Rio Bananal

No último fim de semana, o deputado Paulo Foletto também acompanhou três entregas nas comunidades de Barra Seca e de São Luiz da Barra Seca. Foram entregues um trator 75cv para a Associação de Produtores Rurais de São Luiz, e um pilador e um secador de café para a Associação de Produtores de Barra Seca.

“Eu tenho que agradecer muito ao governo Casagrande e ao deputado Paulo Foletto que nos deu essa oportunidade, que confiou em nosso trabalho”, disse o presidente da associação da comunidade de São Luiz da Barra Seca, José Braz Setto.

Para Foletto, todas estas entregas no município de Colatina, que somam quase 4 milhões, são resultado de uma gestão comprometida com a agricultura capixaba. “São benefícios que mudam a vida das comunidades agrícolas do Espírito Santo. O governo Casagrande se comprometeu desde o início da gestão com o fortalecimento da agricultura familiar capixaba, seja com infraestrutura rural, equipamentos e investimentos em pesquisa e tecnologia”, explicou.

Fonte: Assessoria

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

cartaz apae