conecte-se conosco


Estado

Audifax Barreto Duarte: um dos maiores incentivadores do esporte capixaba

Publicado em


.

Dando prosseguimento à série, iniciada nesta semana, sobre as personalidades homenageadas no Centro de Treinamento Jayme Navarro de Carvalho, a Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport) apresenta, nesta sexta-feira (22), a história de Audifax Barreto Duarte, atleta e professor que batiza um dos ginásios poliesportivos do complexo.

Filho de Eleosino Santos Duarte e Adélia Barreto Duarte, Audifax Barreto Duarte nasceu em 12 de setembro de 1915, em Vitória. Casou-se com Dilma Regis Duarte e teve três filhos: Valeska, Fernando Antônio e Audifax Filho.

Como atleta, além de ser considerado um dos principais nomes de sua geração no basquete capixaba, jogou em equipes de futebol de salão e remou em diversas competições ao lado de Wilson Freitas, pelo clube Saldanha da Gama. Mas ganhou maior destaque devido ao seu dinamismo como professor e preparador físico, além da paixão por competições esportivas.

Audifax foi um dos primeiros capixabas a se formar pela Escola Nacional de Educação Física e Desportos, no Rio de Janeiro. Após isso, se tornou preparador de times de futebol como Bangu, no Rio de Janeiro, e o Vitória, no Espírito Santo, além de viajar pelo Brasil ministrando cursos preparatórios para equipes de diversos estados, como Santa Catarina e Paraná.

leia também:  Novo documento reúne medidas econômicas para enfrentamento à Covid-19

De volta ao Espírito Santo, passou a integrar o quadro docente da Escola Superior de Educação Física, onde se tornou professor catedrático – condição de topo do magistério nas instituições de ensino superior universitárias na época –, além de vice-diretor. Lá, ministrava aulas de vôlei e basquete. Também atuou na Escola Técnica de Vitória, onde lecionava a modalidade de ginástica e ocupou o cargo de diretor do Departamento de Administração.

Em meados dos anos 1960, era considerado um dos principais nomes em competições atléticas no Estado, já que contribuía na organização de quase todos torneios e gincanas realizadas. Em consequência disso, recebeu diversas homenagens e premiações de gratificação. Nessa mesma época, chegou a ser convidado por Hélio Soares, então presidente da Federação de Futebol do Espírito Santo (FES), a ocupar uma cadeira no departamento de árbitros.

Além de intitular um dos ginásios poliesportivos do Centro de Treinamento Jayme Navarro de Carvalho, Audifax dá nome a uma rua no Bairro República, em Vitória, e a uma sala de aula do curso de Educação Física da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). O esportista faleceu no dia 29 de novembro de 1973, em decorrência de um acidente vascular cerebral.

leia também:  Iases regulamenta diretrizes de atendimento ao adolescente LGBTI+

Informação à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesport
Denys Lobo / Rodolfo Mageste
(27) 3636-7027 / (27) 99802-3645 / (27) 3636-7027 / (27) 99309-9053
[email protected]
Facebook: Sesport-ES
Instagram: @sesportesoficial

Fonte: Governo ES

Estado

Metade do rebanho do Estado já foi imunizado contra febre aftosa


.

A primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa começou no dia 1º de maio e até o momento, o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) registrou um percentual de aproximadamente 51% na comprovação de vacinação, o que corresponde a cerca de 361 mil bovinos e bubalinos vacinados. Os produtores rurais têm até o dia 30 de junho para vacinar seu rebanho de até 24 meses de idade.

Os municípios da região norte e noroeste do Estado apresentaram, até o momento, a maior cobertura vacinal com uma média de 53%, e os municípios da região sul e centro-serrana apresentaram uma média percentual menor, de aproximadamente 48%.

Segundo o diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, o Ministério da Agricultura atendeu ao pedido do Instituto de prorrogar essa primeira etapa de vacinação até o final de junho, para evitar a aglomeração de pessoas nas lojas que vendem a vacina e nos escritórios do Idaf. “Também criamos mecanismos para facilitar a comprovação de vacinação com a forma on-line ou por terceiros, mas é primordial que o produtor não deixe para a última hora e vacine o seu rebanho”, afirmou.

De acordo com o médico-veterinário e responsável pelo Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa do Idaf, Porto Júnior, é fundamental que haja mais uma vez a adesão em massa dos produtores rurais para vacinação, tendo em vista que nessa etapa são vacinados os animais mais jovens que pertencem a faixa etária mais sensível à infecção pelo vírus. O produtor deve fazer esse esforço para a proteção de seu patrimônio, não podemos correr o risco de termos mais um problema baixando a guarda para a febre aftosa, a vacinação ainda é o principal método de prevenção”,  alertou o médico-veterinário.

Para evitar o risco de contágio pelo novo Coronavírus (Covid-19), a comprovação da vacinação ou atualização cadastral deverá ser realizada, preferencialmente, de forma on-line pelo produtor rural. Dessa forma, o ele poderá realizar a comprovação de sua residência, de acordo com as orientações das organizações da saúde que determinam o afastamento social como a forma mais eficaz de combater o contágio pelo vírus.

Como fazer a comprovação on-line

leia também:  Metade do rebanho do Estado já foi imunizado contra febre aftosa

Para fazer a comprovação da vacinação é só acessar o site  (www.idaf.es.gov.br/eslivredefebreaftosa). É necessário ter senha de acesso ao Siapec (sistema disponibilizado no site). Para quem ainda não tem acesso, é preciso solicitá-lo pelo e-mail da gerência local responsável pelo município da propriedade. Todos os e-mails das gerências estão disponíveis no site mencionado. Ao solicitar o acesso, o produtor precisa preencher e enviar o “Formulário de solicitação de senha”, conforme o modelo disponível no site do Idaf, e a cópia digitalizada do documento de identidade com foto.

Nesta etapa também será aceito o envio de declaração de vacinação por e-mail. O produtor rural deverá enviar o formulário “Declaração de Vacinação contra Febre Aftosa e Atualização do Rebanho”, preenchido e assinado, juntamente com a cópia da nota fiscal, para o e-mail da gerência local do Idaf responsável pelo município da propriedade.

O prazo para a comprovação da vacinação on-line pelo Siapec, dos bovinos e bubalinos com até 2 anos, ou a atualização cadastral daqueles acima dessa idade, vai até dia 30 de junho. Para os formatos de comprovação por e-mail ou presencialmente nos escritórios, o prazo é até dia 31 de julho.

Comprovação da vacinação nos escritórios

leia também:  Ministério da Saúde prorroga campanha de vacinação contra Influenza até 30 de junho

Exclusivamente neste ano, por conta da pandemia do novo Coronavírus, a entrega da declaração de vacinação nos escritórios do Idaf poderá ser feita pelo produtor rural ou por terceiros, evitando assim, o deslocamento de produtores rurais pertencentes ao grupo de risco.

Texto: Rafaely Lyra

Informações à Imprensa
Assessoria de Comunicação do Idaf
Francine Castro/ Rafaely Lyra Walter
(27) 3636-3774 / (27) 99237-5308
[email protected]

Fonte: Governo ES

Visualizar

MAIS LIDAS

error: O conteúdo está protegido !!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma
Powered by