conecte-se conosco


Geral - ES1.com.br

Apartamento de luxo balança com o vento em Balneário Camboriú?

Publicado em

Prédio balança durante tempestade e água da piscina transborda em apartamento de luxo? É verdade. O vídeo circula em grupos de WhatsApp, acompanhado da legenda: “Você compra por 13 milhões o apartamento mais caro de Balneário Camboriú e na 1ª ventania descobre que ele balança um pouquinho.”
O apartamento fica no edifício Millennium Palace, em Balneário Camboriú, Santa Catarina. O prédio de 177 metros de altura é da FG Empreendimentos. O vídeo foi gravado durante a tempestade que atingiu a cidade no dia 23 de janeiro de 2018. Segundo a empresa, o prédio conta com piscina privativa interna em 36 apartamentos.
Em nota, a empresa deixa claro que, apesar do balanço mostrado no vídeo, não há motivo para preocupação. Diz que não houve danos na edificação e que prédios altos como esse são projetados para suportar ventos muito superiores ao máximo previsto para eles.
Ressalta que o movimento da água da piscina e o balanço de lustres aumentam a sensação de movimento, mas frisa que fenômenos como estes acontecem nas maiores e mais seguras edificações criadas pelo mundo.
“É natural e previsto pelas normas técnicas da construção civil e pelos mais avançados estudos da engenharia que todas as edificações, independente de suas alturas, se movimentem. Isso porque fica assegurada sua estabilidade, sempre respeitando e considerando o bem-estar e o conforto de cada morador”, diz a nota.
Diz ainda que realizou ensaios de túnel de vento com a empresa BRE, na Inglaterra, além de diversos outros testes de segurança. “Com estes dados são realizados análises de dinâmica dos esforços gerados pelo vento e intempéries climáticas, sempre seguindo as normas técnicas.”
Coordenador de serviços de engenharia do Conselho Regional de Engenharia de Santa Catarina (CREA-SC), Eduardo Irani da Silva afirma que a situação é normal. Ele explica que em prédios dessa altura é previsto que a estrutura tenha deslocamentos de até 8,5 centímetros, para dar elasticidade ao conjunto e prevenir o risco de ruptura.
Segundo ele, na maioria das vezes essa oscilação passa imperceptível, mas como na situação do vídeo havia água na piscina, a movimentação do líquido aumentou a percepção do deslocamento. Ele também destaca que edificações desse tipo são capazes de resistir a ventos de 144 km/h. Em Camboriú, especialmente, os prédios são feitos considerando um limite ainda maior, de 200 km/h.

leia também:  Calendário de pagamento do Seguro DPVAT já está disponível na internet

 

videocam O vídeo foi gravado durante a tempestade que atingiu a cidade no dia 23 de janeiro de 2018.


G1

Geral - ES1.com.br

Bacia do Rio Santa Maria recebe mais de R$35 milhões para restauração florestal

Investimento contempla mais de mil hectares em três municípios do Espírito Santo, outros R$135 milhões foram destinados a Baixo Guandu

A bacia do rio Santa Maria do Doce receberá mais de R$35 milhões para ações de restauração florestal em cerca de mil hectares nos municípios capixabas de Colatina, São Roque do Canaã e Santa Teresa. O investimento previsto, via editais, é destinado à contratação de serviços técnicos, científicos e operacionais.

O diretor-presidente da Fundação Renova, Andre de Freitas, assinou no dia 2 de junho, em Colatina, o Termo de Compromisso que garante o repasse dos recursos. O evento contou com representantes dos Comitês das Bacias Hidrográficas do Rio Santa Maria do Doce e do Rio Doce e do poder público estadual e municipal.

Total de investimentos

Ao todo, a Fundação Renova vai investir, por meio de editais, cerca de R$540 milhões para promover a restauração florestal de, aproximadamente, 16 mil hectares.

Segundo Andre de Freitas, cerca de R$106 milhões serão destinados à recuperação de 420 nascentes e 2,8 mil hectares que, além da bacia do rio Santa Maria do Doce (ES), incluem as bacias do rio Piranga (MG) e Corrente Grande (MG). “Em maio, firmamos o investimento de R$135 milhões na restauração florestal em 5 mil hectares da bacia do rio Guandu, no Espírito Santo. Agora, anunciamos esse repasse que beneficiará diretamente mais três municípios capixabas”, afirma.

leia também:  Teste permitirá que brasileiros saibam se já foram contaminados ou curados pelo COVID-19

Esses valores fazem parte do montante de R$1,7 bilhão, que será empregado no cumprimento de parte da meta socioambiental de recuperar 40 mil hectares de Áreas de Preservação Permanente (APPs) e de Recarga Hídrica (ARH), e de 5 mil nascentes ao longo de dez anos.

Editais

A Fundação Renova mantém contratos com 12 parceiros para restauração florestal de 15.500 hectares. Ao oferecer serviços técnicos, científicos e operacionais, as empresas ou consórcios contratados se tornam responsáveis pela execução das ações estabelecidas pelo Programa de Recuperação de APPs e Áreas de Recarga da Bacia Hidrográfica do Rio Doce e Programa de Recuperação de Nascentes.

Produtores rurais

Além dos editais de contratação de fornecedores, a Fundação Renova mantém um edital permanente para produtores e proprietários rurais de 66 municípios de Minas Gerais e do Espírito Santo. O Edital de Adesão de Produtores Rurais aos Programas de Restauração Florestal é voltado para quem deseja colaborar com o processo de restauração florestal em APPs, ARHs e nascentes em suas propriedades. Até maio mais de 1.600 inscrições haviam sido feitas, totalizando uma área de aproximadamente 23 mil hectares autodeclarados.

leia também:  Postos voltam a disponibilizar gasolina

Segundo o coordenador de Restauração Florestal, José Almir Jacomelli, a Fundação Renova fornece os insumos necessários para o cercamento das áreas com projetos de restauração florestal, manutenção, assistência técnica operacional e apoio na inscrição da propriedade no Cadastro Ambiental Rural (CAR). “O produtor rural fica responsável por manter a área protegida, podendo executar o cercamento e mantê-lo por um prazo de cinco anos, bem como optar ou não pela execução das práticas de restauração florestal”, destaca.

Fonte: Fundação Renova

Visualizar

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

cartaz apae