conecte-se conosco


Turismo

Anatel começa domingo, 23, processo de bloqueios de celulares irregulares

Publicado em

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou que começa a partir de domingo (23), em dez estados, o processo de bloqueio de celulares irregulares, aparelhos adulterados, roubados, extraviados e não certificados pela Anatel. Segundo a agência, que divulgou a informação hoje (17), a medida atinge os usuários de celulares de estados das regiões Centro-Oeste, Sul, Norte e Sudeste. No Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, Tocantins, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, quem estiver utilizando aparelhos irregulares, vai começar a receber a partir deste domingo mensagens alertando sobre o problema.

Nesses estados, a medida vale para aparelhos irregulares habilitados a partir de 23 de setembro de 2018. Os aparelhos irregulares receberão a partir de domingo a seguinte mensagem, enviada pelo número 2828: “Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em 75 dias. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal”

Já o bloqueio dos aparelhos será feito a partir do dia 8 de dezembro. A última mensagem, na véspera do bloqueio, apresentará o seguinte conteúdo: “Operadora avisa: Este celular IMEI XXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal”

Aparelhos certificados

De acordo com a legislação, todo aparelho celular em uso no país deve ser certificado ou ter sua certificação aceita pela Anatel. “Aparelhos celulares certificados passaram por uma série de testes antes de chegarem às mãos do consumidor. O usuário deve sempre procurar o selo da Anatel no verso da bateria do celular e também no carregador”, informou a assessoria da agência.

leia também:  Balsa vai ligar Guriri a Conceição da Barra

Com o bloqueio, a Anatel pretende coibir o uso de telefones móveis não certificados, com IMEI adulterado, clonado ou outras formas de fraude. Segundo a Anatel, os usuários que já têm aparelhos móveis irregulares habilitados não serão desconectados, caso não alterem o número.

IMEI (do inglês International Mobile Equipment Identity) é o número de identificação do celular. O IMEI DB, como é chamado, é acessado por fabricantes, operadoras e agências reguladoras de todo o mundo, razão pela qual aparelhos certificados em qualquer país têm o número de identificação.

Como saber

Para saber se o número de IMEI é legal, basta discar *#06#. Se a numeração coincidir com o que aparece na caixa, o aparelho é regular. Caso contrário, há uma grande chance de o aparelho ser irregular.

A agência disse que, uma parceria entre prestadoras, fabricantes e a Anatel serviu para a implantação de um sistema informatizado que identifica os celulares irregulares em uso na rede.

Chamado de “Celular Legal” o projeto de bloqueio foi divido em três fases. A fase piloto (1ª fase) começou com o envio e mensagens em 22 de fevereiro de 2018 para os usuários de Goiás e do Distrito Federal, e o bloqueio começou a partir do dia 9 de maio.

“Até julho deste ano, foram bloqueados por irregularidades 41.827 acessos de telefonia móvel/internet móvel em Goiás e no Distrito Federal, o que representou 0,3% do total de 12.587.694 de acessos em funcionamento, sendo 5.308.975 no DF e 7.278.719 em Goiás”, disse a Anatel.

leia também:  Avanços no setor marcam o Dia do Turismo no Espírito Santo

Nordeste e demais estados

De acordo com a agência, a terceira fase abrangerá a Região Nordeste e demais estados do Norte e do Sudeste, incluindo São Paulo. Para esses estados, o encaminhamento de mensagens aos usuários começa a partir de 7 de janeiro de 2019 e impedimento do uso dos aparelhos irregulares será a partir de 24 de março de 2019. Nesses estados, a medida vale para aparelhos irregulares habilitados a partir de 7 de janeiro de 2019.

Consumidores que estejam utilizando aparelhos irregulares antes dessas datas não serão desconectados caso não alterem o seu número. Já aqueles que conectarem às redes de telecomunicações aparelhos irregulares após essas datas serão notificados por mensagens SMS e, após 75 dias, o aparelho não irá mais funcionar nas redes de telecomunicações.

Celulares estrangeiros

Celulares comprados no exterior vão continuar funcionando no Brasil, desde que sejam certificados por organismos estrangeiros equivalentes à agência reguladora. Um celular só é considerado irregular quando não possui um número IMEI registrado no banco de dados da GSMA, associação global de operadoras.

Não serão considerados irregulares os equipamentos adquiridos por particulares no exterior que, apesar de ainda não certificados no Brasil, tenham por origem fabricantes legítimos.

Agencia Brasil

Turismo

Montanhas capixabas saem na frente na retomada do turismo capixaba

Foto: Divulgação

É urgente e necessária esta retomada, mesmo que com os devidos cuidados, seguindo alguns protocolos importantes que, talvez, muitos de nós não estamos atentos. Verdade é também que muitas ações de alguns governos não foram corretas, muitos destes dirigentes, mais preocupados em fazer politicagem, se preocuparam mais com o isolamento social do que com os atendimentos devidos aos que realmente precisaram dos cuidados.

Nós, que trabalhamos no segmento do turismo, temos otimismo de que o setor será um dos mais importantes na retomada da economia brasileira, mesmo porque dentro da cadeia produtiva do turismo há uma enormidade de atividades profissionais e econômica que com seu crescimento puxará outras atividades.

Na visão do empresário Valdeir Nunes, o “China”, idealizador, construtor e administrador do Hotel Fazenda China Park, e Presidente do Montanhas Convention Bureau, o setor de turismo, em especial nas montanhas capixabas, vai muito bem.

Empresário, idealizador, construtor e administrador do Hotel Fazenda China Park, Valdeir Nunes, o “China”. Foto: Divulgação

“Eu já dizia isso desde o início da pandemia, que nossas montanhas iriam sair na frente, pois estamos em vantagem em relação a outras regiões do Espírito Santo e até mesmo do Brasil. Pensem comigo, temos uma rede hoteleira que não deixa a desejar aos demais hotéis de ponta em outros destinos no Brasil, no Espírito Santo temos os melhores equipamentos hoteleiros, temos belezas naturais, gastronomia de qualidade, agroturismo, que é o berço desta atividade no país, e estamos num raio de menos de uma hora de determinadas praias e capital e pra outras cidades da Grande Vitória, a pouco mais de uma hora. Se observarmos e compararmos a outros destinos semelhantes no Brasil, não precisamos de tanta gente para encher nossos hotéis, pousadas e restaurantes. Assim ajudaremos a puxar a economia capixaba mais rápido do que muitos imaginam”, afirma China.

leia também:  Prefeitura de Pancas promove encontro para fortalecimento do turismo

Com uma rede hoteleira de menor porte (não menos qualificada), como outros destinos semelhantes: Gramado-Canela e Campos do Jordão, as montanhas capixabas deverão sofrer menos impacto, pois não precisa que uma multidão se desloque para lá. Poucas centenas já enchem os hotéis, pousadas, restaurantes e propriedades rurais, isso já vem provocando uma positiva recuperação econômica para o setor.

Apoio do Poder Público

Para o empresário Gustavo Guimarães, que é Presidente da ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), a recuperação da economia capixaba poderia ser mais ágil se o poder público tivesse mais ação em favor do setor.

“Devemos pensar que o setor de turismo contribui com quase 10% do PIB no Espírito Santo, é muita coisa e isso sem uma contrapartida do setor público. Numa pesquisa feita com um portal de reservas de nível nacional, 20 cidades destinos são apontadas e nenhuma do Espírito Santo aparece. Isso porque não há investimento na promoção do turismo para que resulte em conhecimento do turista pelo destino capixaba, e isso é muito sério, assim levaremos muito mais tempo que o necessário para a recuperação”, ressalta Gustavo Guimarães, que é hoteleiro em Guarapari e dirigente da entidade que compõe a categoria do turismo no Espírito Santo.

Empresário e presidente da ABIH, Gustavo Guimarães. Foto: Divulgação.

 

leia também:  Mapa do Turismo no Espírito Santo será atualizado em 2019

Hotel Fazenda China Park

O maior e mais completo equipamento hoteleiro do Espírito Santo está nas montanhas e com um enorme complexo de lazer e entretenimento, tais como teleférico, trenzinho (que leva a fazendinha), pedalinho, pesque pague, parque aquático externo com toboáguas, centro termal com piscinas grandes, ofurôs e sauna, cinema e uma qualificada equipe de recreadores que faz a alegria das crianças. Tudo isso num espaço bem aberto com mais de 200 mil metros quadrados de área livre e verde de encher os olhos dos frequentadores.

Suas suítes de luxo são disputadas pelos casais em lua de mel, além dos variados tipos de chalés com ou sem banheiras de hidromassagem. Texto por: Itamar Gurgel, jornalista e Presidente da Abrajet-ES.

 

Itamar Gurgel, jornalista e Presidente da Abrajet-ES. Foto: Divulgação

 

Visualizar

MAIS LIDAS

error: O conteúdo está protegido !!
Chat aberto
1
Precisa de nossa ajuda ?
Olá, nós do ES1 podemos te ajudar de alguma forma