conecte-se conosco


Geral

Ação integrada combate sonegação fiscal no setor de bebidas

Publicado em

As Secretarias da Fazenda (Sefaz) do Espírito Santo e Rio de Janeiro realizaram, na última semana, a “Operação Sóbrios III”, para combater a sonegação fiscal no setor de bebidas. Apenas uma autuação poderá render aos cofres do Rio de Janeiro cerca de R$ 100 mil.

Durante a operação, a Auditoria Fiscal de Trânsito de Mercadorias e Barreiras Fiscais (AFE-14), da Sefaz RJ, com a colaboração do Fisco Capixaba, apreendeu cerca de 30 mil garrafas de cervejas que tinham como destinatário um Microempreendedor Individual inexistente.

As mercadorias saíram de São Paulo com destino ao Espírito Santo e foram apreendidas no Posto Fiscal de Nhangapi, no Rio de Janeiro. Após análise das mercadorias, foi solicitado o apoio da Gerência Fiscal do Espírito Santo, por meio da Subgerência Fiscal Sul, para realização de uma diligência no suposto estabelecimento destinatário.

Em diligência fiscal, no endereço indicado, foi constatada a inexistência do estabelecimento. No local averiguado existia apenas um ponto comercial que operava na reciclagem de pneus usados.

leia também:  São Gabriel poderá ter unidade do Corpo de Bombeiros

“Estamos monitorando as operações com valores relevantes envolvendo Microempreendedores Individuais. Em casos de suspeitas de fraude, contatamos outros Fiscos, como prevê a Constituição Federal”, disse o superintendente de Fiscalização da Sefaz RJ, Rodrigo Aguieiras. “Essa parceria com Estado do Espírito Santo tem contribuído bastante para coibir esse tipo de irregularidade”, acrescentou.

“O controle das cargas que entram e saem pelas divisas dos estados é um instrumento de grande importância no combate à sonegação fiscal. Iremos continuar promovendo novas operações conjuntas, com o intuito de ampliar a eficácia de nossas ações”, afirmou o gerente Fiscal da Sefaz ES, Bruno Aguilar.

Operação

A “Operação Sóbrios” é a terceira realizada pela Sefaz do Rio para combater a sonegação de impostos no setor de bebidas. A parceria com os auditores fiscais do Espírito Santo já ocorreu em outras ocasiões e será intensificada em 2020.

Governo

Geral

ES contratará mais dois mil profissionais para reforçar a área da saúde

Os profissionais serão selecionados através de processo seletivo e análise de currículos. Os salários variam de R$ 2.400 a R$ 10.039

Foto: Divulgação/Pixabay

Em meio a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Governo do Estado do Espírito Santo busca alternativas para garantir o atendimento à população e reforçar o quadro de profissionais da saúde que estão atuando na linha de frente em combate ao Covid-19. A informação foi confirmada pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

“Estamos prevendo contratar até dois mil profissionais novos para substituir e fazer pequenas ampliações de leitos para fazer o manejo de pacientes simples”, disse o secretário.

Para as contratações, os profissionais serão selecionados através de um processo seletivo que já foi feito, e outros por análise de currículos, ao qual deve ser enviado para o e-mail [email protected]. Os salários variam de R$ 2.400 a R$ 10.039.

O secretário também explicou que há um processo seletivo em andamento, que está sendo utilizado para contratação de profissionais.

“Os outros dois mil poderão ser chamados por esse processo seletivo, já que poderão ser contratados em caráter emergencial. Por exemplo, no processo seletivo não tenho profissionais que poderão atuar em comissões de controle hospitalar, infectologistas, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Então, esses posso contratar mediante contrato emergencial, que é somente por análise de currículo”, relatou. Com informações do Secretário de Saúde da Sesa.

leia também:  Candidato a presidente nas Eleições OAB-ES participa de almoço com advogados em São Gabriel

Fonte: Editora Hoje

Visualizar

MAIS LIDAS DA SEMANA

error: O conteúdo está protegido !!